Especial: The Voice USA (11) – Veja como foi a noite de playoffs

Queridos fãs do The Voice chegamos aos Playoffs! Na noite da última segunda-feira (07) nós pudemos assistir a uma loucura de programa. Diferente do que estamos acostumados, todos os 20 competidores se apresentaram e receberam os seus votos em uma noite só. As decisões foram tomadas de forma muito rápida, assim como nem o público nem os técnicos tiveram tempo suficiente para pensar em quem iriam salvar. Mas esse é o The Voice e a gente continua amando o programa do mesmo jeito.

Team Alicia

Começamos a noite com a apresentação de Christian Cuevas cantando “Yesterday”, clássico dos Beatles. Nós passamos a conhecer sua personalidade e carisma durante as etapas do programa e nessa noite, vimos uma performance mais intimista e emotiva do candidato.

Na sequência Kylie Rothfield subiu ao palco para cantar “(I Can’t Get No) Satisfaction” dos Rolling Stones. Eu tenho quase certeza que ela poderia ter feito uma apresentação muito melhor, mas não sei se foi a escolha da música ou todo o nervosismo que não convenceram muito.

Wé McDonald fez uma escolha interessante para a sua performance. Cantando “Home” do musical The Wiz, a jovem fez uma apresentação cheia de confiança e naturalidade. Alguns errinhos aqui e ali, mas foi uma bela performance.

Josh Halverson cantou a música “Cupid” do Sam Cooke e parecia que era sua própria canção. Porém alguns dos erros cometidos, como a sua pronúncia e até a postura no palco, me deixaram um pouco distraída.

A última apresentação do time ficou por conta da Sa’Rayah. Cantando “I’d Rather Go Blind” da Etta James ela mostrou que estava realmente na competição e não era para brincadeira. Foi uma apresentação muito bem executada que me deixou surpresa enquanto eu assistia.

Depois das apresentações o público votou e os escolhidos pelos norte-americanos foram Christian e Wé. Então, de forma muito rápida, Alicia resolveu salvar Sa’Rayah para continuar em seu time.

Team Blake

O Team Blake começou com a apresentação da Dana Harper cantando “Maneater”. Quando eu escuto essa música, vem em minha mente a batalha que aconteceu na sétima temporada e eu começo a ficar comparando. Mas não foi só uma questão pessoal minha que me incomodou nessa apresentação, foi a escolha da música em si. Não favoreceu em nada a Dana e acabou sendo uma performance muito sem graça.

Na sequência vimos Austin Allsup que cantou a música “I Ain’t Living Long Like This”. Eu sei que tem muita gente que tá um pouco de saco cheio de cantor country, mas esse cara é um dos candidatos mais sólidos do time e ele já aparenta ser um cantor de sucesso. Ótima apresentação, de novo.

Jason Warrior, aquele candidato que já passou por vários times diferentes até chegar aqui, escolheu cantar a música “One Dance” do Drake. Eu achei a escolha da música muito inteligente e a apresentação não deixou a desejar. O menino, toda vez que sobe no palco, está tentando mostrar que merece estar no programa.

Sundance Head, o outro candidato country do Team Blake, cantou a música “Blue Ai’nt Your Color”. Assim como seu companheiro Austin, ele fez uma ótima apresentação. Ele é sólido, ele tem o seu estilo definido e é um candidato forte.

Por fim tivemos Courtney Harrell. A candidata escolheu cantar a música “It Must Have Been Love” e novamente, eu não sei se foi a escolha da música ou ela que ficou muito nervosa, mas essa apresentação não foi das suas melhores.

O público então escolheu Sundance e Austin para continuarem no programa e Blake salvou…Courtney.

Team Miley

Sophia Urista foi a primeira a se apresentar do time. Ela cantou a música “Do Ya Think I’m Sexy”. A música parecia não ser a certa para a candidata, até ela subir ao palco e começar a cantar. Foi uma ótima apresentação vocalmente, com presença de palco, o pacote completo.

Darby Walker veio na sequência e cantou “Those Were the Days”. Eu não acho que essa foi a sua melhor performance – tenho dúvida quanto as escolhas de músicas para ela – mas a gente tem que admitir que ela está tentando se manter firme ao seu estilo.

Cantando “Round Here” Aaron Gibson subiu ao palco. Acredito que essa também não seja a sua melhor performance, mas a voz desse candidato é muito boa e gostosa de ouvir.

Então tivemos Belle Jewel – que a gente mal conheceu durante as últimas etapas por causa das montagens rápidas – cantando a música “Runaway” de Del Shannon. Ela brincou um pouco com a dinâmica da música e fez uma apresentação bem gostosa de ouvir.

Ali Cadwell encerrou a noite do Team Miley cantando “Times Have Changed”. Ela é considerada uma frontrunner desde sua audição e as coisas não mudaram muito agora. Continua sendo, para mim, uma das mais fortes do time e fez uma belíssima apresentação.

O público votou e escolheu Aaron e Ali para continuarem no programa. Miley então decidiu que Darby deveria continuar em seu time.

Team Adam

Dando início as apresentações do Team Adam tivemos Brendan Fletcher cantando “To Love Somebody”. Acho que essa performance foi a resposta para aqueles que não sabiam se ele merecia ter continuado no time ou não. Sua apresentação foi intimista, honesta e cheia de sentimentos.

Simone Gundy cantou “Diamonds” da Rihanna. A candidata fez uma boa apresentação, mas acho que não se soltou muito em sua interpretação. Uma música assim precisa de mais emoção e força no palco.

Josh Gallagher subiu ao palco para cantar a música “Cold Weather”. Ele fez uma apresentação boa, bem dentro do que ele já vinha mostrando, mas comparando com alguns outros candidatos do mesmo estilo, não acho que ele esteja no mesmo nível.

O Frank Sinatra da temporada, mais conhecido como Riley Elmore cantou a música “Luck Be a Lady”. Ele tem uma voz maravilhosa, não podemos negar. Mas suas apresentações parecem que se repetem a cada novo programa. Talvez seja a idade ou a falta de um direcionamento sensato, mas Riley ainda tem um bom caminho para atingir o seu potencial.

Por fim tivemos Billy Gilman. O outro frontrunner dessa temporada cantou a música “Crying”. Como sempre ele fez uma belíssima apresentação, não é à toa que já tinha feito sucesso no passado. Sua voz ainda tem resquícios do seu passado country, mas isso é legal porque o mantém fiel à sua personalidade.

O público salvou Billy e Josh. E assim do jeito que mais me desespera – colocando o Adam para escolher seu candidato nos últimos segundos do programa – o técnico escolheu continuar com Brendan.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook, e acompanhar as novidades do The Voice e da Nação da Música.

COMPARTILHAR
Andressa Oliveira
Metade campograndense, metade paulistana, jornalista e apaixonada por música. Escreve para o Nação da Música desde 2012, estuda música desde pequena, é obcecada por reality shows musicais, odeia atender telefone, mas não vive sem seu celular. Seriados, livros e comida também não podem faltar em sua vida.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!