O que estamos ouvindo? Aperta o play! #15

Chegou a hora de mais uma playlist da Nação da Música, a primeira do ano! Hoje, essa coluna colaborativa vai estar sobre o comando da minha pessoa, Camilla Costa.

Escrevo para o site desde 2013 e já passei por várias áreas como pautas diárias, colunas e coberturas. Atualmente faço o #ResumãoNM nas redes sociais e estou para iniciar uma coluna super bacana de covers (fica a dica!).

Tenho uma relação forte com música desde que me entendo por gente. Cresci ouvindo artistas como Mariah Carey e até hoje adoro uma diva pop. Essa foi a forma como eu aprendi inglês, pois adorava acompanhar e cantar as músicas pelos encartes dos álbuns. Foi um hábito que mantive por bastante tempo, imprimindo as letras de músicas quando não tinha o álbum.

Segui pelo pop e pelo r&b, até que um belo dia, no início da minha adolescência, vendo um programa de videoclipe, me deparei com “By The Way” do Red Hot Chili Peppers e “BYOB” do System of a Down. Uma quase repulsa inicial (era muita doideira pra quem cresceu ouvindo os falsetes da Mariah!) logo se transformou em amor e mais ou menos na mesma época eu conheci minha banda preferida até hoje, o Evanescence.

Hoje em dia, eu classifico meu gosto musical como eclético. Não gosto de me prender em definições de gênero musical e minhas escolhas são baseadas na conexão que sinto com a música e/ou artista. Logo, se colocar minhas músicas em shuffle, você pode começar ouvindo Little Mix e terminar ouvindo Marilyn Manson.

E foi isso que separei para vocês, uma playlist bem misturada, com os artistas que mais costumo e gosto de ouvir… Uma playlist quase esquizofrênica, mas que pra mim faz todo sentido do mundo! Espero que gostem e vou adorar saber o que vocês acharam!

Deixe seu comentário, marque aquele seu amigo que também curte pode curtir essa playlist, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.


COMPARTILHAR
Camilla Figueiredo: Carioca, Terapeuta Ocupacional e apaixonada por música desde sempre. Deseja um dia poder andar pela rua cantando sem ser encarada. Fala consigo mesma em inglês. Também curte livros, seriados e filmes. Quer muitas coisas, visitar muitos lugares, assistir muitos shows e acha esse negócio de descrição muito difícil.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!