O que podemos esperar do novo álbum do Sum 41: “13 Voices”

Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

Em 2014, o vocalista do Sum 41, Deryck Whibley, passou por uma gravíssima situação de vida ou morte. Por conta de seu vício em álcool, ele teve complicações no fígado, que quase o levou de vez. Após um longo período de recuperação, física e psicológica, o músico já tinha em mente músicas para o novo material de sua banda antes mesmo de sair do hospital.

“13 Voices” é o nome do sexto e próximo disco do Sum 41, sucessor de “Screaming Bloody Murder”, de 2011. Com lançamento marcado para sexta-feira (07), o álbum marca a superação de Whibley, os 20 anos da banda e chega com muitas mudanças.

Uma delas é o contrato com a Hopeless Records. Após uma campanha de crowdfunding no Pledge Music para financiar o trabalho, o grupo assinou em maio com a gravadora para concluir o processo de lançamento de “13 Voices”.

E também houveram mudanças na formação da banda. Depois de ficar 09 anos longe do Sum 41, o guitarrista Dave Baksh retornou para a gravação do novo disco e acabou ficando como integrante permanente após o término da produção. Frank Zummo é outro nome que chegou para somar no grupo, após a saída do baterista Steve Jocz.

Para Gigwise, Deryck comentou sobre o significado de “13 Voices” como um todo: “Em muitas maneiras, é um álbum conceitual – mas é sobre eu mesmo”. O vocalista afirmou que até mesmo seu jeito de escrever as músicas mudou completamente de disco para disco. Os diretores Tim Burton e Quentin Tarantino serviram de inspirações para o compositor: “Muito do álbum para mim soa cinemático. Quando eu ouço, consigo ver as imagens de um filme”.

Das 10 faixas que estão na versão normal de “13 Voices” (a edição deluxe contém 4 músicas extras), três já foram liberadas. Apesar de não ser o primeiro single, “Fake My Own Death” foi escolhida como primeiro lançamento do trabalho e seu clipe satiriza diversos elementos da cultura da internet atual, como o aplicativo Snapchat e até mesmo a socialite Kim Kardashian.

Em seguida, foi a vez de divulgarem “War”, este sim o primeiro single de “13 Voices”. A música recebeu um tom menos pesado do que o “Fake My Own Death” e foi acompanhada de um emocionante post de Deryck no Facebook do Sum 41. “Eu sinto que essa música literalmente salvou minha vida. Eu estava absolutamente no ponto mais baixo do que parecia uma recuperação sem fim. Eu estava num ponto crítico onde eu poderia facilmente ter desistido e voltado para meus velhos hábitos de abuso de álcool que acabariam me matando, o que na época pareceu uma opção melhor. Quando de repente, em meio aos meus pensamentos, essa letra meio que apareceu na minha cabeça e eu peguei um lápis e um papel ao invés de um garrafa e comecei a escrever”, contou.

E então temos a música mais recente de “13 Voices”, chamada “God Save Us All (Death to POP)”. Com videoclipe gravado durante as recentes turnês da banda, ela mostra o amor do vocalista por tocar rock e possui uma mensagem de abertura: “O lance legal de tocar rock pelo mundo é que você compartilha uma união através da música com outras pessoas e, na minha opinião, eu acho que você só consegue esse tipo de sentimento com o rock. Eu acho que você não sente nada com o pop”.

A amizade e sintonia entre os integrantes é algo que transparece e soma na qualidade do álbum. Para a Gigwise, Deryck complementa: “O nível de comprometimento, empolgação, dedicação – cada pequeno aspecto do que fazemos é impulsionado por entusiasmo. Nós nos importamos profundamente um com o outro. Dave [Baksh] é um dos meus amigos mais antigos. Nós perdemos o contato porque estávamos em turnê e ele estava fazendo suas próprias coisas. Eu sinto a falta dele por muito tempo”.

Confiante com o resultado de “13 Voices”, Sum 41 está perto de lançar um de seus álbuns mais memoráveis. Com muita história para contar, seja de superação, de medos ou de amor pelo rock and roll, podemos perceber que a banda está de volta ao seu clássico estilo.

A boa notícia é que os fãs brasileiros poderão ver Sum 41 de perto antes mesmo do ano acabar. A banda se apresenta em Porto Alegre, no dia 07 de dezembro e em São Paulo no dia 08. Você pode saber mais sobre a turnê aqui.

Não deixe curtir nossa página no Facebook para acompanhar todas as novidades da Sum 41 e da Nação da Música.

COMPARTILHAR
Marina Moia
Bauruense de coração, é formada em Jornalismo e apaixonada por música desde que se conhece por gente. Acredita que não tem nada como um show para alimentar a alma e levantar o ânimo. É também viciada em seriados e não dispensa uma boa maratona de episódios.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!