Paul McCartney
Divulgação

Na noite desta terça-feira (26), Paul McCartney começou mais uma passagem pelo Brasil. Desta vez, os shows são parte da “Freshen Up Tour” e o primeiro aconteceu no Allianz Parque, em São Paulo.

Antes do astro entrar, os fãs foram entretidos por um DJ que tocou diversos tipo de música. Já mais próximo das 20h30, horário de início do show, os telões começaram a mostrar imagens do cantor e dos Beatles e, ao término dessa animação, ele entrou ao palco sob fortes gritos e deu início com “A Hard Day’s Night”.

Aos 76 anos de idade, tendo começado o sucesso na década de 60, impressiona como sua música ainda impacta diferentes gerações. Era fácil de encontrar pessoas de todas as idades e cantando o setlist inteiro, tanto as clássicas quanto a de seu mais recente álbum.

Logo que subiu ao palco, o artista já mostrou todo seu carisma e arrancou sorrisos com suas falas em português, que foram feitas durante toda a noite. E elas não pararam nos clichês de “boa noite” e “como vai”, ele arriscou diversas palavras, frases longas e até gírias como “manos” e “minas”.

E se tem alguma coisa que o cantor mostra de sobra, além de talento, é a energia. Sua idade é o menos relevante, ele parece incansável. Foram três horas de show ininterruptas, passando por múltiplos instrumentos, com direito a vários momentos de dancinhas e interação com o público.

Assista a um pedaço de “Back in Brazil”:

- PUBLICIDADE -

View this post on Instagram

Paul McCartney apresenta Back in Brazil, música feita especialmente para nós

A post shared by Nação da Música (@nacaodamusica) on

- PUBLICIDADE -

Sua banda também merece todo o destaque. Além da óbvia qualidade, não à toa tocam com Paul McCartney, eles também mostraram sua simpatia e presença de palco. O baterista, inclusive, exibiu muito talento na coreografia em “Dance Tonight”.

Já os integrantes que tocam os instrumentos de sopro, em determinado momento, surgiram num espaço entre a pista premium e a normal, atraindo ainda mais a atenção para o grande talento que possuem e permitindo que os fãs ficassem mais perto também.

A escolha de músicas sempre é algo difícil para uma pessoa que já tem décadas de carreira, um clássico inevitavelmente vai ser deixado de fora, mas ele conseguiu trazer um ótimo repertório, agradando muito a plateia. Ao todo foram quase 40 canções e passou por sucessos como “Something”, “Save Us”, “All My Loving”, “Ob-La-Di Ob-La-Da”, “Let ‘Em”, “Back in the USSR”, “Live and Let Die”, e trouxe as novas “Come On To Me” e “Back in Brazil”.

Em “Blackbird”, pudemos ver toda a elaboração do palco. Logo que começou, uma estrutura se ergueu e o artista ficou elevado, em cima dessa parte, o tempo todo e só descendo na canção seguinte.

- PUBLICIDADE -

Foram várias vezes que ele foi ao piano, mas algumas foram ainda mais especiais. Em “Let It Be”, os fãs ligaram suas lanternas enquanto ele se apresentava, além de fazerem um belo coro junto. Era fácil olhar para os lados e encontrar pessoas aos prantos nessa hora.

E, claro, “Hey Jude” é uma música que já traz uma grande energia sozinha, com um refrão que uniu as milhares de vozes presentes. O público ainda levantou placas escritas “Na Na”, que foram distribuídas no início da noite e criou uma boa interação novamente.

Confira um trecho de “Hey Jude” abaixo:

Ao final dela, eles saíram do palco e voltaram minutos depois carregando as bandeiras do Reino Unido, do Brasil e do movimento LGBT+ e ainda para mais músicas como “Helter Skelter”, “Sgt. Pepper’s Lonely Heart Club” e “Golden Slumbers”.

Chegando 23h30, o músico se despediu com direito a serpentina e confetes das cores verde e amarela. Foram três horas de um show muito emocionante que passaram bem rápido pelo jeito que ele consegue cativar seu público com seu excelente repertório, imenso carisma e amor pelo Brasil.

O ex-beatle se apresenta nesta quarta-feira (27), novamente em São Paulo, no Allianz Parque e depois vai para Curitiba realizar o show no sábado (30), no estádio Couto Pereira.

Deixe seu comentário no final dessa publicação, marque seus amigos que também curtem Paul McCartney, acompanhe a nossa agenda de shows e a Nação da Música através do Twitter, Facebook, Instagram e Spotify. Muito obrigado pela visita e por ler essa matéria!