Skating Polly
Foto: Angel Ceballos

Com influências de Bikini Kill, Regina Spektor e Nirvana, a Skating Polly entrega um rock alternativo amadurecido durante seus 10 anos de estrada.

Kelli Mayo e Peyton Bighorse formaram a banda em 2009 com apenas 9 e 14 anos, respectivamente, em Tacoma/Washington. Inicialmente, Peyton ficava com a bateria, enquanto Mayo tocava o “basitar”, um estilo de baixo com apenas duas cordas. O álbum de estreia veio logo no ano seguinte e foi intitulado de “Taking Over The World”.

Após conquistarem seu espaço no cenário underground americano, as garotas despertaram a atenção de nomes da cena, que vieram a colaborar para a meteórica produção dos trabalhos seguintes, “Lost Wonderfuls”(2013), “Fuzz Steliacoom.”(2014) e o EP “New Trick”(2017).

Após tantos anos como um duo, as irmãs resolveram convidar mais um membro da família para incrementar o grupo. Kurtis Mayo entrou para a produção do álbum “The Make It All Show” (2018), o trabalho mais maduro do agora trio.

Redes sociais: Facebook, Spotify, Site, Youtube.

Deixe seu comentário no final dessa publicação, marque seus amigos que também curtem Skating Polly, acompanhe a nossa agenda de shows e a Nação da Música através do Twitter, Facebook, Instagram e Spotify. Muito obrigado pela visita e por ler essa matéria!


- PUBLICIDADE -