Nesta segunda noite de playoffs subiram ao palco os times da novata Shakira e do atual bicampeão do The Voice, Blake Shelton. Shelton que começou o programa levando seu time para um bar de karaokê como forma de preparação para a performance cojunta de “Boondocks”, do Little Big Town.

O impressionante crescimento de Garrett Gardner continua sendo colocado à prova no time de Shakira. Aproveitando muito os ensinamentos de sua coach, o jovem fez uma bonita performance ao piano do clássico “Imagine”, de John Lennon.

Uma das melhores vozes desta temporada foi a responsável por abrir a noite no time de Blake Shelton. Com muita emoção para complementar a sua ótima voz, Holly Tucker fez uma ótima performance do hit “How Do I Live”, de LeAnn Rimes.

Shakira escolheu a música perfeita para o exótico tom de voz de Kris Thomas. A cantora latina também consegue trabalhar perfeitamente com o talento que Thomas tem, e precisa ser aperfeiçoado. Kris fez uma performance digna de Bruno Mars de “When  I Was Your Man”.

O único duo sobrevivente subiu ao palco na sequência. Os The Swon Brothers tentam se manter vivos no time de Blake Shelton. O talento familiar ajudou para uma consistente apresentação de “Fishin’ In The Dark”, do The Nitty Gritty Dirt Band.

Antes da sequência do programa vimos, pela primeira vez na história, um dueto entre Blake Shelton e Shakira. E não existe música melhor para unir pop e country que “Need You Now”, hit do Lady Antebellum.

Após a performance, Shakira voltou suas atenções para seu time. Após muito trabalho nos ensaios vimos Karina Iglesias fazer uma emocionante e energética apresentação de “Let’s Stay Together”, de Al Green e popularizada por Tina Turner.

O time country de Shelton continuou a noite com a apresentação de Justin Rivers. Com um ótimo trabalho feito por Blake para aproveitar melhorar as capacidades de sua voz, Justin apresentou “Meet Me In The Middle”, do Diamond Rio.

O time de Shakira se apresentou em conjunto pela primeira vez. Para ajudar com a conexão do grupo, a estrela latina trouxe sua coreógrafa para melhorar a química da sua equipe e tornar a performance de “We Are The Champions”, do Queen, inesquecível como a música merece.

Quem fechou a noite no time de Blake Shelton foi uma das queridinhas do seu treinador. Mesmo jovem, Danielle Bradbery tem uma incrível voz que está sendo muito bem trabalhada por Shelton. Ela fez uma performance de”Maybe It Was Memphis”, de Pam Tillis.

Encerrando a noite tivemos Sasha Allen, que pegou o clássico dos Beatles “Oh! Darling” e fez uma performance cheia de energia, utilizando toda a força de sua voz e aproveitando muito bem os ensinamentos de Shakira durante os treinos.

O resultado de quais vozes farão parte do Top 12 será conhecido nesta quarta-feira (08). Lembrando que você pode votar no seu favorito na página do The Voice no Facebook, ou baixando a performance no iTunes.