Os times de Usher e Blake Shelton subiram ao palco nessa segunda noite de eliminatórias. A primeira disputa dentro do time de Shelton trouxe Savannah Berry com uma exótica versão de “As Long As You Love Me”, do Justin Bieber. Infelizmente a criatividade da jovem não foi o suficiente para fazê-la bater Justin Rivers, que também escolheu uma música de uma estrela teen para apresentar. Com “The Climb”, da Miley Cyrus, Justin garantiu vaga na próxima fase do programa.

Usher começou as eliminações em seu time com uma disputa entre Josiah Hawley e Jess Kellner. Em tempos de versões, Josiah apresentou uma ótima leitura de “Back To Black”, de Amy Winehouse, enquanto Jess usou sua doce voz para apresentar “You Give Me Something”, de James Morrison. Parece que a originalidade de Hawley convenceu mais o seu treinador, que deu a ele uma vaga nos playoffs da próxima semana.

O próximo par feito por Blake Shelton colocou frente a frente Holly Tucker e Luke Edgemon, por conta de seus backgrounds semelhantes na música gospel. Holly mostrou porque é uma das favoritas desta temporada ao apresentar “Live Like Were Dying”, de Tim McGraw. Com tanto potencial Luke não conseguiu vencer a disputa com sua performance alternativa de “Teenage Dream”, da Katy Perry.

(Performance de Luke Edgemon não disponível)

A disputa seguinte no time de Usher uniu a voz pop de Audrey Karrasch com a energia indie de Michelle Chamuel. Audrey não conseguiu se sair bem com sua escolha ousada por “How To Love’, de Lil’ Wayne e acabou sendo derrotada por Michelle, que mais uma vez fez uma enérgica performance de um hit pop, com “Raise Your Glass”, da Pink.

(Performances não disponíveis no momento)

Outra das grandes vozes country do time de Blake Shelton foi colocada a prova na próxima disputa. Danielle Bradbery, que desde o principio surpreendeu a todos, venceu a disputa contra Taylor Beckham, que foi roubada por Shelton do time de Usher na última rodada. Com uma performance de “Jesus, Take The Wheel”, de Carrie Underwood, Danielle garantiu sua vaga nos playoffs enquanto Taylor, que apresentou “Russian Roulette”, da Rihanna, teve que adiar o seu sonho.

A próxima disputa no time de Usher foi entre duas vozes que seguem bem o estilo de seu treinador: C. Perkins contra VEDO. Perkins manteve seu estilo com uma performance de “She Ain’t You”, de Chris Brown. Enquanto, do outro lado do ringue, VEDO foi mais ousado e apresentou “(Everything I Do) I Do It For You”, de Bryan Adams. Parece que a ousadia de VEDO, junto com a memória da mãe, o ajudaram a fazer uma apresentação incrível e garantir sua presença na próxima fase do programa.

Após boas risadas com Adam, Blake nos proporcionou uma grande disputa country. Colocando Grace Askew e o duo The Swon Brothers. Grace fugiu um pouco de sua imagem e apresentou “I Can’t Stand the Rain”, de Ann Peebles e popularizada por Tina Turner. Enquanto a dupla fez uma energética performance de “Drift Away”, de Dobie Gray. Após a disputa a vaga nos playoffs ficou com os The Swon Brothers.

(Performance de Grace Askew não disponível no momento)

A última voz a garantir vaga no time de Usher foi Cáthia, que foi roubada do time de Shakira na última fase. Parece que a garota latina não se intimidou com o novo estilo de treinamento e fez uma ótima apresentação de “Mr. Know It All”, da Kelly Clarkson. Quem levou a pior na disputa foi a incrível voz de Ryan Innes, que havia virado quatro cadeiras nas blind auditions. Apesar de não ter conseguido a vaga nos playoffs, a apresentação de Ryan serviu de nostalgia para os fãs da série One Tree Hill, com a música “I Don’t Want To Be”, de Gavin DeGraw.

(Performances não disponíveis no momento)