Entrevistamos The Driver Era sobre disco “Girlfriend” e shows no Brasil

The Driver Era
Foto: MK Sadler
- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

No último dia 15, a banda norte-americana The Driver Era divulgou o segundo disco da carreira, chamado “Girlfriend”, nas plataformas digitais. Com 15 faixas no total, o trabalho conta com singles como “A Kiss”, “#1 Fan” e o mais recente, a faixa que abre o álbum, “Heart of Mine”.

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

A Nação da Música teve a oportunidade de bater um papo via Zoom com os irmãos Ross e Rocky Lynch sobre a produção de “Girlfriend”, sobre o que mudou desde o tempo que eles tinham a banda R5 e também sobre retorno ao Brasil, que acontece em maio do ano que vem.

- ANUNCIE AQUI -

Entrevista por Marina Moia.
—————————————– Assista ao vídeo da entrevista com legendas:

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.
—————————————– Leia a íntegra:
Estou bem. Primeiro de tudo, obrigada por falar comigo. Imagino que tenham muitas entrevistas hoje.
Ross: Não é tão ruim, é bacana!
Rocky: Só algumas…
Ross: É legal estar falando com as pessoas!

- ANUNCIE AQUI -

Como tem sido para vocês essa última semana pós-lançamento do álbum?
Ross: Muito tranquilo.
Rocky: Na quinta-feira, nós tivemos um evento, nos divertimos um pouco. No dia seguinte, nós tivemos uma festa de lançamento do disco em Hollywood. Estávamos na vibe de celebrar, vamos lá, e dai depois disso nós descansamos. Foi tranquilo, organizamos algumas coisas…
Ross: A gente já começou a trabalhar em novas músicas! O que chega a ser engraçado.

Já estão pensando sobre os próximos passos?
Ross: Sim, sempre tem algo acontecendo no estúdio. É, cozinhando alguma coisa ali.

- ANUNCIE AQUI -

Poderiam nos contar sobre o processo criativo deste álbum e sobre as diferenças e similaridades pro primeiro?
Ross: Foi um processo parecido ao do primeiro disco, mas diferente na questão do tempo. Diferente na essência. Tem muitas coisas diferentes acontecendo nas nossas vidas entre esses dois discos. O segundo disco demorou um pouco, na verdade. Nós começamos a fazer algumas dessas músicas anos atrás! E uma parte foi finalizada no final da quarentena.

A quarentena influenciou suas músicas? Sei que algumas foram feitas antes, como disse. Mas a quarentena e a pandemia influenciaram sua criatividade e o jeito que fazem música?
Ross: Sim porque eu acho que nos deu muito tempo para sermos introspectivos. Acho que quando você passa todo esse tempo sozinho e tranquilo, você tende a amadurecer significativamente. Com o fato de termos amadurecido, consequentemente mudou o jeito que abordamos a música e todo o nosso processo e nossos sentimentos em relação à vida no geral. Eu definitivamente acho que a pandemia foi um fator positivo nas nossas vidas e no jeito que fazemos música.

- PUBLICIDADE -

O que mais mudou no jeito que vocês fazem música desde o período da banda R5 até agora com The Driver Era? Ambas são ótimas, mas parece que o som de vocês agora está mais maduro, ao ouvirmos as músicas. O que vocês sentem em relação a essas mudanças e o que mais mudou?
Rocky: Neste álbum mais recente, nós co-produzimos tudo nós mesmos. Já no período do R5 tinha muita…
Ross: Terceirização!
Rocky: É, tinha sessões de escrita com outras pessoas, músicas que foram produzidas por outras pessoas… Naquela época, a gente também estava pegando o jeito das coisas e aprendendo a fazer tudo isso. Então, é claro que tivemos uma mudança porque são pessoas diferentes trabalhando nas músicas.
Ross: Nós basicamente escrevemos e produzimos tudo nós mesmos, sozinhos. O que com certeza gera mais trabalho e responsabilidade. Mas estamos gostando muito do que estamos fazendo e achamos que é muito especial.

Vocês também têm mais liberdade, acredito? Para criar e fazer vocês mesmos.
Ross: E para explorar também, acho que é uma parte crucial. Porque dependendo das circunstâncias, você sofre mais pressão para se conformar. Como a gente tem feito isso há muito tempo, estamos numa posição em que podemos fazer o que quisermos. E nós meio que decidimos que fosse assim. Nós quisemos fazer músicas especiais e esperamos que as pessoas se sintam como a gente.

- ANUNCIE AQUI -

Tem algum artista ou banda com quem vocês gostariam de colaborar no futuro?
Ross: Ah sim! Definitivamente!
Rocky: Rihanna!
Ross: Eu adoraria fazer algumas colaborações.
Rocky: Rihanna e 50 Cent.
Ross: Eu gosto do 50 Cent!
Rocky: Eu ficaria muito feliz se o 50 Cent aceitasse!
Ross: Com certeza!
Ross: Acho que muitas pessoas gostariam que a gente colaborasse com bandas, mas nosso foco seria mais artistas étnicos, de hip hop. Seria o que a gente mais quer.
Rocky: Se algum rapper viesse até a gente, gostaríamos que você produzisse nosso álbum. Se um rapper se envolvesse, acho que a gente arrasaria! Dai tudo que a gente faria seriam alguns beats e uns ganchos aqui e ali. O restante seria o rapper colocando a magia ali em todo o resto.
Ross: Acho que seria legal ir num daqueles workshops. Porque esses caras tem aqueles acampamentos… Eles pegam, alugam uma casa e passam uma semana escrevendo ou algo assim. Seria divertido ir num desses.
Rocky: Como aquele do Kanye!
Ross: Isso!
Rocky: Seria insano!
Rocky: Sabe, independente de quem for…
Ross: [interrompe] Acho que foi em Maui.
Rocky: Nós simplesmente chegaríamos, pegaríamos o notebook e tocaríamos nossas músicas pra ver quem gostaria de trabalhar com a gente.
Ross: Ou só ficaria ali e falaria “deixe-me tocar com vocês”.

Eu vi muitos comentários nos videoclipes falando que vocês deveriam cantar com o Harry Styles porque as vozes combinam.
Rocky: Sabe, se o Harry Styles quiser que a gente produza o novo álbum dele, acho que a gente arrasaria!
Ross: Eu concordo!
Rocky: Acho que poderíamos ter uma conexão mágica ali.
Ross: Tyler The Creator também! Ele fez um screening em Los Angeles e eu fui até lá. Eu não sei se ele sabe quem eu sou…
Rocky: Eu acho que sim!
Ross: É, acho que por isso fui convidado. Mas sinto que poderíamos ser amigos.

- ANUNCIE AQUI -

Vocês tem uma turnê gigante chegando e imagino que estejam empolgados porque não fazem shows há dois anos. Vocês já estão se preparando? Estão empolgados?
Rocky: Nós ensaiamos no estúdio por uma semana. No mês passado. Então fizemos um pouco desse trabalho. Algumas músicas eu já peguei o jeito e até estaria treinando se não estivesse aqui. Tirando isso, vamos ver as samples e synths que vamos usar nas músicas. Além disso, o melhor jeito para se preparar é…
Ross: Praticando!
Rocky: Eu também ia dizer que é “não se preparar”.

Apenas ir e fazer?!
Rocky: Você quer se manter revigorado, esse é o segredo para tudo!

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Tem alguma música no disco que vocês estão mais empolgados para tocar ao vivo e ver a reação dos fãs?
Ross: “#1 Fan”!
Rocky: Acho que a música que fará mais sucesso ao vivo será… [para de falar por alguns segundos]
Ross: Uau, foi uma baita introdução!
Rocky: Eu acho que uma que será muito legal será “Leave Me Feeling Confident”.
Ross: Mesmo?
Rocky: É, acho que me lembra de uma música bem old school. Acho que consigo vê-la fazendo sucesso [no show].

- ANUNCIE AQUI -

É uma das minhas favoritas!
Rocky: Sério? Que legal!

Vocês vão voltar ao Brasil! Vocês vieram como R5, mas é a primeira vez como The Driver Era, certo?
Ross: Eu acredito que sim!
Ross: Estamos bem! Empolgados de voltar ao Brasil. Acho que vamos passar um tempo muito gostoso. Os fãs no Brasil sempre nos impressionam. Sempre nos deixam com vontade de voltar novamente. Muito empolgado. Vai ser ótimo.
Rocky: Sim, vai ser divertido.

- ANUNCIE AQUI -

O que vocês mais gostam quando vem aqui? Sem ser os fãs. Alguma comida ou bebida?
Rocky: As caipirinhas!
Ross: Caipirinhas são perigosamente gostosas. Uma vez nós tocamos no Rio de Janeiro e isso foi super divertido!

Quando vocês estiveram aqui pela última vez, eu entrevistei o Riker e ele disse caipirinha também!
Rocky: Temos um ponto fraco por elas!

- ANUNCIE AQUI -

A família toda gosta!
Ross: Gostamos de uma bebida boa de vez em quando.

Ross, preciso perguntar ou os fãs vão me matar, mas você tem algum projeto de cinema ou série pra contar? Ou você vai apenas focar na música agora?
Ross: Preciso ser sincero. Estou procrastinando com as self-tapes! Então posso dizer que estou apenas focando na música. Definitivamente estou focado na música, mas também estou procrastinando um pouco naquele departamento. Eu gostaria de me aperfeiçoar mais nessa arte. Pegar algumas aulas… Porque eu realmente gosto muito de atuar, muito mesmo. Mas eu quero melhorar, quero ficar muito bom pros próximos projetos. Tenho um pressentimento que terá um muito em breve que irá valer a pena.

- PUBLICIDADE -

Sabrina é um projeto que terminou agora, certo, e eu adorei você em “My Friend Dahmer”. Você é bom sim!
Ross: Sempre temos espaço para melhorar. Essa é a parte divertida da arte, de mergulhar mais fundo.

- ANUNCIE AQUI -

Última pergunta! Gostariam de mandar um recado aos fãs brasileiros?
Ross: Com certeza! Gente, nós nos veremos muito em breve! Preparem seus sapatos de dançar!
Rocky: Preparem as caipirinhas!
Ross: Vamos nos divertir! Se preparem!
Rocky: Muito amor!

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam The Driver Era, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.



Caso este player não carregue, por favor, tente acessa-lo clicando aqui. Siga a NM no Instagram e Twitter

Jornalista e apaixonada por música desde que se conhece por gente.