Aquecimento Grammy: Recordistas de indicação

Hoje, terça-feira (31), estamos de volta com o especial Grammy Awards e, na publicação de hoje, vamos falar sobre os artistas que detêm o maior número de indicações da história do prêmio. Vamos lá?

Quincy Jones – 79 indicações

A lista é encabeçada pelo produtor Quincy Jones que foi indicado em parte por seu trabalho como músico e em parte por seu trabalho como produtor. Na primeira metade de sua carreira, a maioria de suas indicações veio nas categorias de Jazz como trompetista e produtor dos materiais, já na segunda parte, quando ele começa a trabalhar com artistas pop, seu reconhecimento se dá por sua produção que inclui nomes como Michael Jackson. Ao todo, Quincy arrematou 27 dos 79 gramofones que concorreu.

Georg Solti – 74 indicações

Em segundo lugar está o maestro e componente de diversas orquestas, Georg Solti. Das 74 indicações que recebeu, o músico levou pra casa um total de 31 prêmios, tendo também o recorde de maior número de prêmios vencidos por uma única pessoa.

Jay Z & Kanye West – 64 indicações

O terceiro lugar é dividido por dois artistas semelhantes e que, inclusive, já trabalharam juntos e dividem parte desses 64 prêmios por terem vencido com trabalhos conjuntos. Jay Z e Kanye West são duas potências da premiação sendo que a primeira indicação de Jay Z foi em 1999 e a primeira de Kanye foi em 2005. O empate aconteceu em 2017 quando Kanye conseguiu 8 indicações, tanto por seu álbum “The Life of Pablo”, como por produção em álbum de artistas como Drake. Vale lembrar que Jay Z e Kanye venceram 3 Grammy’s na edição de 2013 por seu álbum conjunto “Watch the Throne”.

Beyoncé & John Williams – 62 indicações

Completando a lista dos maiores indicados temos o compositor e pianista John Williams e a cantora Beyoncé. A primeira indicação de John foi em 1962 e a mais recente foi para o Grammy de 2016 por “Melhor Trilha Sonora para Visual Media” por seu trabalho musical no filme “Star Wars: The Force Awakens” e, das 62 indicações, John venceu 22. Já Beyoncé começou a ser indicada ao Grammy em 2000 quando ainda era parte do extinto grupo Destiny’s Child que acabou vencendo 3 das 13 indicações que receberam. Já como artista solo, a canotra recebeu um total de 49 indicações, tendo sido 9 apenas em 2017 por seu álbum “Lemonade”.

Visando que Quincy Jones, Georg Solti e John Williams não possuem mais um grande número de trabalhos recorrentes e, levando em consideração que suas carreiras são muito mais antigas que a dos outros artistas citados, tudo indica que daqui há alguns anos o trio de artistas da música negra Jay Z, Kanye West e Beyoncé se encaminharão para o topo da lista. É, definitivamente, apenas uma questão de tempo.

Vamos ficando por aqui mas logo logo estaremos de volta pra mostrar pra vocês quem são os recordistas de premiação no Grammy Awards. Até mais!

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte Grammy Awards, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram. A performance do Grammy de hoje fica por conta da cantora Beyoncé, no Grammy de 2010, quando a mesma conseguiu o recorde de maior vitórias em uma única noite por uma mulher vencendo 6 prêmios:

COMPARTILHAR
Guil Anacleto
Arquiteto e Urbanista por opção, cantor e amante de música por vocação. Uniu seu gosto por música e por escrita quando viu no Nação da Música a oportunidade de fundir ambos. Não fica sem um bom livro, um celular e um fone de ouvido. Amante de séries, televisão, reality shows, gastronomia, viagens e tenta sempre usar isso a seu favor para estar reunido com família e amigos. Uma grande metamorfose ambulante reunida em um coração sonhador com um toque de humor indispensável.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!