SabotageNo dia 24 de janeiro de 2003, há exatos 16 anos, o rap perdia Sabotage, um dos maiores nomes do gênero no Brasil.

O rapper tinha lançado há pouco tempo o álbum “Rap é Compromisso” quando foi assassinado, aos 29 anos, com quatro tiros numa rua na zona sul de São Paulo.

Seu disco, que saiu a público em 2001, contém 11 faixas, entre elas estão sucessos como “Um Bom Lugar”, “No Brooklin”, “Na Zona Sul” e “Respeito é Pra Quem Tem”. Além da música, ele também esteve no cinema, quando participou do filme “O Invasor”.

Foram diversas homenagens que vieram a ele desde então. Sua vida foi contada nos documentários “Nós” e “O Mestre do Canão” que foram lançados, respectivamente, em 2013 e 2016.

Também em 2016 um álbum póstumo feito com novas faixas e que levou o nome do rapper foi disponibilizado nas plataformas de streaming.

Mais recentemente, duas canções foram lançadas. A famosa “Mun Rá” ganhou uma versão com Paulo Miklos, Mattilha e DJ Cia. E, no final do ano passado,  a inédita “Love Song (A Maior Dor De Um Homem)”, feita em parceria com Mano Brown, saiu nas plataformas digitais também.

- PUBLICIDADE -
Deixe seu comentário no final dessa publicação, marque seus amigos que também curtem Sabotage, acompanhe a nossa agenda de shows e a Nação da Música através do Twitter, Facebook, Instagram e Spotify. Muito obrigado pela visita e por ler essa matéria!