Uma nova investigação sobre a morte de Amy Winehouse confirmou que a cantora sofreu um envenenamento acidental de álcool, o que ocorreu após ela beber depois de um grande período abstinência. O novo inquérito foi pedido após ser constatada a falta de qualificação necessária da médica responsável pelo primeiro relatório divulgado sobre a morte de Amy.

Segundo a médico-legista Shirley Radcliffe, do hospital de St Pancras “ela consumiu álcool voluntariamente. O ato deliberado teve uma mudança inesperada que acabou causando a sua morte”. Amy Winehouse faleceu no dia 23 de Julho de 2011, aos 27 anos.