Brian Johnson faz declaração sobre a morte de Malcolm Young

Brian JohnsonO ex-vocalista do AC/DC, Brian Johnson publicou em seu site no último sábado (18), uma declaração sobre a morte de Malcolm Young, co-fundador e guitarrista da banda.

Em nota, Brian relembra os anos em que compartilharam o mesmo palco, e afirma que ele era um “gênio”, destacando a sua humildade. O músico faleceu devido a demência, doença que fez com ele deixasse o grupo em 2014. Segundo comunicado, ele morreu tranquilo em sua casa, ao lado da família.

“Durante 32 anos, ficamos lado a lado no palco.

Estou triste com a morte de meu amigo Malcolm Young, não posso acreditar que ele tenha ido embora.
Tivemos momentos tão bons na estrada.
Eu sempre estava ciente de que ele era um gênio na guitarra, seus riffs se tornaram lendas, como ele.
Eu envio meu amor e simpatia para sua esposa Linda, seus filhos Cara e Ross,
e o Angus, que estão devastados, assim todos nós estamos.
Ele deixou um legado que eu acho que ninguém vai superar.
Ele nunca gostou do lado de celebridade da fama, ele era tão humilde para isso.
Ele era o homem que criou AC/DC porque ele disse que”não havia Rock ‘n Roll” lá fora.

Estou orgulhoso de conhecê-lo e chamá-lo de amigo, e eu vou sentir muito falta dele.
Saúdo você, Malcolm Young.”, escreveu Brian Johnson.

Em 2016, Brian Johnson anunciou seu afastamento da banda por conta de problemas auditivos. Atualmente, o artista se dedica aos seus programas de televisão, como o “Carros Alucinantes” e o “Life On the Road“.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte Brian Johnson, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.