Bruce Springsteen diz que não é necessário escrever uma música anti-Trump

Bruce Springsteen diz em entrevista para a Variety, publicada nesta segunda-feira (03), que escrever uma música anti-Trump não é necessária no momento. Sempre há questionamentos para músicos expressando suas opiniões políticas por parte da mídia e público.

Para alguém como Bruce Springsteen, alguém que já foi visto como um representante das minorias, quase sempre é esperado que ele tome uma posição em tempos como este. No entanto, ele não pareceu muito confortável em falar sobre política na sua recente entrevista para a revista.

Springsteen foi questionado sobre o que ele poderia fazer depois de sua residência da Broadway. Ele disse que provavelmente irá gravar um novo álbum, mas que não seria “com um único tema”. “A escrita sobre apenas um tema no momento não me interessa muito“, disse ele. “Eu não sou obrigado a escrever qualquer canção sendo anti-Trump, isso não é necessário no momento”.

Springsteen apontou para quantidade de músicas atualmente anti-Trump como uma das razões pelas quais ele está ficando fora dessa temática. “E, mais uma vez, eu sempre tento olhar para o que posso entregar, isso é pessoal para mim e de maior valor. O público tem uma grande variedade de necessidades; tudo o que você está escrevendo, você está tentando atender sua própria necessidade .. Então eu espero que eu escreva sobre as coisas que me atraem o bastante para que minha audiência se preocupe com elas”.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte o Bruce Springsteen, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: FacebookTwitterSpotify e Instagram.

COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO!