Em “Detergente”, Samuca e a Selva mostra cenas de um futuro ex-casal

Fim de relacionamentos são tristes, mas podem render coisas boas – e a galera do Samuca e a Selva prova isso.

Atendendo a pedidos, a banda lançou o clipe de “Detergente” no último dia 28. A diretora Daniela Cucchiarelli mostra, de forma delicada e interessante, o processo pelo qual um casal passa quando percebe que eles, na verdade, não são mais um casal.

A canção tem uma levada de salsa que, num primeiro momento, parece não se encaixar muito bem com a ideia do clipe. Depois, porém, tudo entra num modo muito orgânico e bem conduzido pela diretora.

É a história de um casal que se ama mas que já perdeu a graça. Aquela hora difícil que acredito que todo mundo já tenha vivido, a dúvida da separação, a vontade de viver novas histórias e o carinho pelo parceiro(a). O peso da rotina fica claro nos elementos da casa que acompanham o casal até a libertação. É uma história simples de um casal que escolhe entender o quanto pode ser leve seguir em frente. Como diz o Samuca, ‘vê se vibra que viver é bão!’“, comenta Daniela.

Samuel Samuca, dono dos vocais e da letra da canção, também dá seu parecer. “Escrevi detergente diante de uma história que vivi. O rompimento de uma relação bonita e rica em experiências e aprendizados. É uma canção de homenagem, de conclusão e, sobretudo, de otimismo. O mais interessante é que continuo acreditando nela, mesmo tantos anos depois da concepção. Me emociona e acho que emociona o povo também“.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte Samuca e a Selva, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram. Assista ao clipe de “Detergente” no topo da página!

- PUBLICIDADE -