Entrevistamos Schutz Band sobre início da banda e primeiro single

schutz band
Foto: Giovanni Bianco
- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

A nova aposta de girlband brasileira chega nesta próxima sexta-feira (08) com uma batida pop e potente de Papatinho, somado às suaves vozes do quarteto e com letra empoderada. “Perigosa” é o primeiro lançamento de carreira da Schutz Band.

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

Yves, Mitra, Maria e Jackie trazem nesse debut também Giovanni Bianco como padrinho da banda. Ele, inclusive, fotografou a capa, que traz toda a energia, atitude e linguagem de moda que as meninas já apresentam, antes mesmo do lançamento do single.

- ANUNCIE AQUI -

A Nação da Música entrevistou as integrantes da Schutz Band sobre o início da banda, como elas se envolveram com a música, sobre o primeiro single e também sobre a parceria com Bianco.

- ANUNCIE AQUI -

Entrevista por Marina Moia.
————————————– Leia a íntegra:
Olá, meninas. Obrigada por falarem com a Nação da Música! Gostaria, por favor, que vocês se apresentassem individualmente primeiro, contando como começaram na música.

- ANUNCIE AQUI -

Maria: Bom, me chamo Maria Torquato, tenho 21 anos e sou do interior de São Paulo. A minha história com a música tem haver com a ligação minha com a arte e minha descoberta desde pequena… Era uma criança muito artística, fiz teatro, circo, dança, depois fui para aula de percussão e canto. Então foi assim que comecei, na minha rotina de criança que despertou essa paixão e amor pela música. Cantei por alguns anos na igreja também, era uma forma de estar em contato com o meio. Foi isso, sou extremamente grata pela arte e o que ela me trouxe até hoje.

Mitra: Meu gosto pela música e pela moda começou muito cedo, desde pequena eu já escrevia e cantava na escola, montava as minhas próprias apresentações e figurinos. Mas a minha carreira como cantora começou mesmo depois de um convite dos produtores Gorky e Pedro para começarmos um projeto juntos. Além de cantar eu também trabalho como DJ de Hip-Hop, então eu posso dizer que a arte está em todas as partes da minha vida.

- ANUNCIE AQUI -

Yves: A música sempre esteve presente na minha vida desde a infância, mas constantemente ela primeiro veio em formato de produção cultural e depois de dança. Já havia me inscrito em programas de audição musical (e passado nos primeiros testes!), mas nunca criei coragem e nem achava que era possível até essa chave virar. Foi quando comecei a ir para estúdios, entrar em contato com algumas pessoas que já conhecia por conta dos eventos urbanos que já havia feito e logo surgiu o convite por parte da assessoria do Giovanni!

Jackie: Tudo bem? Sou a Jackie e o prazer é todo nosso! A música sempre foi de grande importância na minha vida. Desde pequena amava as artes, música e todos os aspectos que me fascinavam desde sempre. Adorava cantar, tocar piano, fazia qualquer musical que tinha na escola, mas o que sempre me interessava mais era a criação. Estudei muito o jeito que músicas são feitas e como, e o porquê delas fazerem sucesso. A composição é o centro da minha vida.

- PUBLICIDADE -

Como está sendo trabalhar numa girl band, algo novo para todas?
Maria: Com certeza sim. O projeto em si é algo super inovador no mercado da moda. Além da experiência de estar com os melhores profissionais do ramo, temos trocas constantes de carinho, respeito e gratidão uma pela outra. Temos histórias diferentes, personalidades, caminhos, mas algo muito maior em comum: música e arte.

Mitra: Está sendo muito tranquilo e uma experiência incrível pra mim. As meninas são maravilhosas e talentosas, o que torna tudo mais fácil também.

- ANUNCIE AQUI -

Yves: Bastante! O convite para o projeto foi uma surpresa e algo bem diferente.

Jackie: É uma experiência única para nós 4 acho. todas temos interesses diferentes e talentos também. Com certeza vamos aprender muito uma com a outra.

- ANUNCIE AQUI -

O que podemos esperar do primeiro single da Schutz Band? Como está sendo o processo criativo como banda?
Maria: Algo muito lindo, animado e de certa forma muita empoderação feminina. O processo foi descobridor para todas, nossos vínculos foram formados em todo o processo, respeitando a história de cada uma, a identificação e personalidade de nós como artistas.

Mitra: Muito pop com pitada brasileira. Foi tudo muito rápido, gravamos as vozes em 1 dia e logo já estávamos gravando o nosso primeiro clipe. Foram dias intensos, mas incríveis

- ANUNCIE AQUI -

Jackie: O processo dessa música foi uma jornada muito doida e legal para mim pessoalmente. Mostramos várias demos que o papatinho e eu tínhamos feito anos atrás e uma foi recebida com muita curiosidade e unanimemente escolhida. Acontece que aquela ideia foi feito para uma artista solo, trap e em inglês, com uma deadline muito curta. Eu e ele tentamos várias mudanças e versões até chegar em um lugar onde a música pode competir com qualquer uma no rádio nacional – porém também se diferenciar e mostrar um pouco de cada cantora, e representar a banda na composição. Uma honra poder direcionar essa jornada e estamos felizes demais com o resultado e honrados com a recepção que a música deve ter entre o time.

Vocês trabalharam com Giovanni Bianco no videoclipe do primeiro single, alguém que já colaborou com nomes como Madonna e Anitta. Como é trabalhar com ele e como foram as gravações do clipe?
Maria: Foi incrivelmente incrível, pode se dizer? (Risos) O Giovanni traz toda uma bagagem incrível, conhecimento, luz e vontade de fazer acontecer. Digo que ainda estou anestesiada sobre o fato de trabalhar com pessoas como ele, o que tento fazer é entregar meu melhor e estar ali por toda equipe. No final, somos como uma família, e isso é incrível.

- ANUNCIE AQUI -

Mitra: O Giovanni é brilhante e assertivo, vai direto ao ponto. Confio 100% na visão dele. Ele sabe exatamente o que quer e isso deixa o nosso trabalho mais fácil. Obviamente isso também torna as gravações mais intensas porque não desperdiçamos tempo, e eu acho isso ótimo porque sou viciada em trabalhar haha

Yves: Essa pergunta sempre tem a mesma resposta: a didática do Giovanni é incrível, assim como a de todos os profissionais envolvidos na produção artística. Não teria como ser outra. Eles fazem a gente se sentir confortável. Às vezes é cansativo, mas até nesses momentos se torna um ambiente de aprendizado imenso.

- ANUNCIE AQUI -

Jackie: Admiro muito o trabalho dele. não tenho dúvida que ele vai elevar tudo para um nível inspiradíssimo.

O primeiro single ainda está por vir, mas vocês gostariam de lançar um EP ou disco em breve? Como estão os planos e o que podem nos contar?
Maria: Está aí já, estamos super ansiosas pra poder compartilhar. Tem toda uma equipe, produção, pessoas por trás desse projeto lindo. No momento estamos entregando nosso melhor e focando em entregar isso nesse presente. Mas quem sabe, não é?

- ANUNCIE AQUI -

Mitra: Sim. Seria incrível lançar um EP em breve. Por enquanto o foco é lançar nosso primeiro single, mas podem esperar muito mais vindo aí.

Yves: Como banda, essa é a intenção! E como solo também, o EP está previsto pra sair até o final do ano. Ainda tem bastante novidades neste ano.

- PUBLICIDADE -

Jackie: Eu sou muito de pensar passo por passo. no momento estou ansiosa para todos ouvirem essa.

- ANUNCIE AQUI -

Com quem cada uma gostaria de colaborar no futuro?
Maria: Amo todos os estilos musicais. Anitta seria pensar muito alto? (Risos). Muito grata também ao papatinho, seria um prazer colaborar com ele em algo no futuro. Gostariam de mandar um recado aos leitores da Nação da Música?

Mitra: O pop brasileiro vem crescendo cada vez mais e sou fã do trabalho de vários artistas como Glória Groove, Anitta, Luisa Sonza, Pabllo, Ludmilla e Iza. Eles representam muito o Brasil e seria uma honra colaborar com eles em breve.

Yves: Além do Papato, com certeza com alguns outros produtores que admiro aqui no Brasil (Pablo Bispo, Ecologyk, Nagalli) e em um futuro breve.

Jackie: Tem tantos que nem daria para listar, rs. Acho que muitas vezes as colaborações mais inesperadas são as melhores, mas todos que me conhecem bem sabem que meu eterno crush musical será sempre Bruno Mars.

Gostariam de mandar um recado aos leitores da Nação da Música?
Mitra: Estamos muito felizes de poder compartilhar um pouco do nosso trabalho com vocês e continuem ligados porque em breve estamos chegando com muitas novidades.

Yves: Se vocês tem almejam algo: foquem, se dediquem e acreditem que já deu certo.

Jackie: Se preparem, vem coisa boa!

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Schutz Band, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e sua família. Não se esqueça que a vacinação contra a COVID já está disponível em todo o Brasil. Aqueles que já receberam a 1ª e a 2ª dose, lembrem-se de tomar a dose complementar e mesmo após vacinação completa, é necessário seguir as medidas de cuidado necessárias para contermos o coronavírus. Cuide-se!

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Jornalista e apaixonada por música desde que se conhece por gente.