Mais uma fase chega no The Voice e, nesta segunda-feira (16), os participantes de todos os times se apresentaram a fim de garantir uma vaga no Top 12. Nesta etapa, os telespectadores possuem o poder de decisão e podem votar durante o episódio, que foi transmitido ao vivo. Preparados para ver tudo o que rolou?

TEAM KELLY

A noite começou com uma apresentação do Alexa Cappella, que cantou a música “It Hurt So Bad”. Por mais que possua uma bela voz, a apresentação não foi muito convincente e a impressão deixada foi de que a canção era mais do que ela poderia lidar.

Kaleb Lee veio na sequência. Cantando “You Don’t Even Know Who I Am” ele mostrou muita emoção em sua performance, o que cativou a atenção dos técnicos. Além disso, continuou mostrando uma ótima técnica vocal.

Tish Haynes Keys cantou a música “Nothing Left For You” e fez uma forte performance, com muita paixão e presença de palco.

- PUBLICIDADE -

Brynn Cartelli – a candidata mais jovem da competição – subiu ao palco para cantar a música “Unstoppable”. A adolescente apresentou uma ótima versão da difícil canção e mostrou que mesmo sendo a mais nova, tem muito o que oferecer.

Dylan Hartigan cantou a música “Come Pick Me Up”. Ele fez uma apresentação boa, mas acredito que falou alguma coisa. Acho que a música não dá a oportunidade de ele mostrar todo o seu potencial.

A última apresentação do Team Kelly ficou por conta de D.R. King. Cantando “Home” ele fez uma apresentação bem mais sólida do que a de semana passada. Teve muito estilo, notas bem executadas, presença de palco, enfim.

Resultado: Brynn Cartelli avançou para o Top 12.

- PUBLICIDADE -

TEAM ADAM

A primeira apresentação do Team Adam ficou por conta do Drew Cole. Cantando “Man In the Mirror”, sua escolha não colaborou em nada para a performance que no geral foi bem fraca.

Na sequência vimos Mia Boostrom. Cantando “Baby I Love You”, essa talvez também não tenha sido sua melhor escolha já que nem mesmo ela conseguiu atingir as notas baixas exigidas.

Então, vimos a apresentação de Jackie Verna. Com “Tim McGraw” a candidata resolveu não sair de sua zona de conforto e fez uma performance sólida.

Rayshun LaMarr subiu ao palco para cantar “Overjoyed”. Acredito que a música não tenha sido uma boa escolha e Rayshun mostrou alguns pontos fracos em seus vocais.

- PUBLICIDADE -

Sharane Callister fez uma das melhores performances da noite com “Never Enough”. Ela conseguiu mostrar todo o poder de seus vocais e entregou uma apresentação emocionante.

E pra finalizar as performances do Team Adam, Reid Umstattd fez uma apresentação mediana com “I Still Haven’t Found What I’m Looking For”.

Resultado: Sharane avançou para o Top 12.

TEAM BLAKE

Quem abriu a noite foi Austin Giorgio, que se apresentou com “Ain’t That a Kick in the Head”, e por mais que não tenha sido uma performance extraordinária, tudo correu bem.

Pryor Baird recebeu o desafio de cantar a música “I Was Wrong”. Sua performance foi profissional e sem erros, mas achei que faltou um pouco de paixão e emoção. Acabou se tornando “entediante”.

Kyla Jade subiu ao palco para cantar a música “How Great Thou Art”, uma escolha muito boa para a sua voz, fazendo com que Kyla tivesse um bom momento no palco.

Gary Edwards cantou “Finesse” e parecia um pouco perdido no palco, apesar dos vocais também não apresentarem muitos erros.

Spensha Baker subiu ao palco para cantar “I Still Believe In You”. Sua apresentação mostrou muita maturidade e profissionalismo, apesar de não ser o melhor vocal da candidata até agora.

Wilkes subiu ao palco do The Voice para cantar a música “Brother”. Essa é uma música muito difícil de ser cantada, mas acredito que Adam deu o seu melhor ali. Será que seu esforço foi suficiente para continuar no programa?

Resultado: Kyla avançou para o Top 12.

TEAM ALICIA

A primeira apresentação ficou por conta de Johnny Bliss. Ele cantou a música “America America” e mostrou uma confiança no palco como nunca tinha feito antes.

Na sequência, vimos Kelsea Johnson com “You Know I’m No Good”. Sua voz é muito poderosa, mas nessa apresentação em especial, Brooke trouxe mais emoção e dinâmica de palco.

Terrence Cunningham cantou a música “How Come U Don’t Call Me Anymore”. Como sempre ele fez uma boa apresentação, mas acredito que a escolha da música não tenha dado uma chance para que mostrasse algo a mais de especial.

Jackie Foster fez uma performance morna “Never Tear Us Apart”, sem muitas surpresas e grandes momentos.

Christiana Danielle fez uma escolha ousada com “Hey Ya!”, daquelas performances que são muito boas ou muito ruins. Fica a critério do público decidir.

Britton Buchanan fez uma apresentação incrível de “Some Kind of Wonderful” e mostrou toda a sua técnica e seu potencial.

Resultado: Britton avançou para o Top 12.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte The Voice, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.