Jornal acusa Tidal de ter forjado números de streaming em “Lemonade”

Beyonce

Um jornal norueguês Dagens Næringsliv publicou uma matéria polêmica nesta quarta-feira (09), onde acusa o Tidal, plataforma de streaming comandada por Jay-z, de falsificar os números obtidos nos álbuns de Beyoncé e Kanye West.

Os álbuns em questão são “Lemonade” e “Life of Pablo“, tendo o primeiro alavancado 306 milhões de streaming e o segundo 250 milhões. “Os números de ouvintes de Beyoncé e Kanye West no Tidal foram manipulados ao som de várias centenas de milhões de falsas reproduções (…) isso gerou enormes pagamentos de royalties às custas de outros artistas.” (Tradução de Music Business Worldwide).

- ANUNCIE AQUI -

A investigação feita pelo jornal foi iniciada em 2016 e alega que levando em consideração a quantia de assinantes na plataforma no momento do lançamento dos mesmos, cada um teria que ter ouvido os discos 12 vezes por dia para que os números batessem.

Em resposta a Rolling Stone, os representantes do Tidal negam as acusações: “Essa é uma campanha de difamação de uma publicação que uma vez se referiu ao nosso colaborador como um ‘oficial de inteligência israelense’ e ao nosso proprietário como um ‘traficante de crack'”.

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Beyoncé, Jay-Z e Kanye West, e acompanhe a Nação da Música através do Google Notícias, Instagram, Twitter, YouTube, e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.