Lana Del Rey explica porque faz músicas “depressivas”

Lana Del Rey diz que reconhece seu impacto sobre as músicas “depressivas” terem ganhado mais espaço nas paradas de sucesso, ela acredita ter desempenhado um papel importante nessa mudança, em entrevista para Pitchfork, nesta quarta-feira (19).

A estrela ”Born To Die” admitiu que ela não minimiza seu papel nas mudanças do que você ouve atualmente nas rádios. “Houve uma grande mudança culturalmente”, diz ela, “acho que eu tenho muito a ver com isso. Eu faço. Eu ouço muita música que soa como essas gravações iniciais. Seria estranho dizer que não”.

Del Rey continua relatando seus problemas iniciais com seu som pesado. “Lembro de sete anos atrás, eu estava tentando obter um acordo de gravação, e as pessoas estavam tipo: Você está brincando? Essas músicas? Não há mercado para isso,” ela lembra. “Havia tanto tempo que as pessoas tinham que se encaixar naquela caixa pop”.

O novo álbum de Lana Del Rey, “Lust For Life”, será lançado oficialmente na próxima sexta-feira, 21 de julho.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte Lana Del Rey, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.

COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO!