Beyoncé e Jay-Z
Crédito: Variety

Segundo informações divulgadas pela Agence France Presse nesta terça-feira (03), o Museu do Louvre inaugurou uma exposição em homenagem à Beyoncé e Jay-Z. A iniciativa se deu após o casal gravar o videoclipe de “Apeshit” nos corredores do principal museu do mundo.

Totalmente virtual, a exposição passa pelas 17 obras, entre esculturas e pinturas que aparecem nos seis minutos de clipe, como a estátua “Vitória de Samotrácia”, esculpida em mármore branco na Grécia, por volta de 220 antes de Cristo, e o quadro “Portrait of a Negress”, pintado por Marie Benoist em 1800.

Dirigido por Ricky Saiz, o clipe teve obras escolhidas por celebrarem a presença de corpos negros empoderados em uma instituição construída pelo imperialismo. Mas há também espaço para obras como “O Casamento em Caná”, de Veronese e a “Mona Lisa”, de Leonardo DaVinci, uma das obras de arte mais famosas da humanidade.

O tour tem duração de 90 minutos e está disponível apenas em francês no site do Museu do Louvre às quartas e quintas-feiras e aos sábados e domingos. Durante o passeio virtual, um guia descreve em detalhes as obras utilizadas no vídeo.

O clipe de “Apeshit” foi lançado no dia 16 de junho junto com o álbum “Everything Is Love”, do projeto parelo de Beyoncé e Jay-Z chamado The Carters. O clipe já conta com mais de 55 milhões de visualizações no Youtube.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte Beyoncé e Jay-Z, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.