Lucas Silveira conta sobre início da Fresno em conversa com Rafinha Bastos

Fresno
Foto: Rafael Strabelli / Nação da Música.
- PUBLICIDADE -
Melim
- PUBLICIDADE -
Maneva
Melim

O cantor e compositor Lucas Silveira, da Fresno, participou do programa “Mais que 8 Minutos”, apresentado pelo comediante Rafinha Bastos. A entrevista completa foi divulgada no YouTube na quarta-feira (17).

- PUBLICIDADE -
Maneva

No bate-papo, Lucas e Rafinha conversaram sobre músicas ruins descartadas, adolescência, gêneros musicais, início da Fresno e muito mais. O programa tem pouco mais de 1 hora e 10 minutos e você pode conferir no vídeo localizado no final desta página.

- PUBLICIDADE -

O apresentador chegou a perguntar se o vocalista da Fresno lembrava qual foi o momento em que ele percebeu que a banda poderia dar certo. “Em 2001 o Leandro saiu da banda, aí a gente regravou essa demo e eu botei os vocais. (…) Aí lançou essa demo e tinha sites na época que cobriam essa cena independente do punk rock e seus vizinhos, que era desde o punk que a gente chamada de bubblegum, quem curte Ramones e Blink, até as galeras de umas paradas que eram mais com grito, que seria do hardcore, e tinha essa coisa surgindo que era o emo. Saía nesses sites isso, que o Fresno era a revelação do emo nacional.”

- PUBLICIDADE -

A música mais recente lançada pela Fresno foi “Deus Ex Machina”, divulgada junto com um lyric video em outubro de 2020. Confira aqui na NM mais detalhes sobre o trabalho.

- PUBLICIDADE -

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Fresno, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

Jornalista cultural por formação e percussionista por intuição.