Netflix divulga trailer do documentário “Clusterf**k: Woodstock ’99”

Foto: Netflix / Divulgação
- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

Na quarta-feira (20), a Netflix divulgou o trailer da nova série documental “Clusterf**k: Woodstock ’99”, que será lançado no dia 03 de agosto.

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

O projeto mostrará o festival produzido em comemoração aos 30 anos do lendário Woodstock, mas que se tornou um completo caos com muita violência. No trailer é possível ver entrevistas de artistas que tocaram no evento e produtores, além de imagens impressionantes, incluindo incêndio e brigas.

- ANUNCIE AQUI -

De acordo com a Kerrang, o produtor executivo Tom Pearson afirmou:

- ANUNCIE AQUI -

Esta série documental explora os gatilhos sociais, culturais e econômicos que levaram o festival a se transformar em um caos total. Esta é uma história épica e universal de nostalgia, arrogância, ganância e cisma geracional, contada do ponto de vista daqueles que estão na linha de frente.”

- ANUNCIE AQUI -

A Ultimate Classic Rock publicou uma extensa matéria comentando os diversos problemas do Woodstock de 99. Eles incluíram a remoção de árvores impedindo qualquer possibilidade de sombras no local, a alta temperatura daquela época do ano, o baixo número de banheiros e chuveiros e o local onde foram instalados, trabalhadores mal remunerados e que abandonaram o festival, o alto preço dos alimentos e bebidas, lixo por todo lado, além de roubos e agressões sexuais.

Todo o caos gerou um número total de 44 prisões, 10 mil pessoas procurando atendimento médico e oito estupros denunciados.

- ANUNCIE AQUI -

Entre os artistas que se apresentaram no Woodstock 99 estão Korn, Red Hot Chili Peppers, cujo show ocasionou um incêndio, e Limp Bizkit. Fred Durst, vocalista desta última banda, inflamou o público, mas pediu para que tivessem uma atitude positiva e não machucassem ninguém.

Já Tom Morello, que tocou com o Rage Against the Machine, repudiou a imprensa na época pelas enormes criticas a tudo o que ocorreu no evento, porém, ainda de acordo com a Ultimate Classic Rock, a opinião do músico mudou após alguns anos.

- PUBLICIDADE -

Para mim, Woodstock 99 foi o ponto baixo do nu metal. Os estupros, a destruição dos locais. Parecia que destilava os piores elementos do metal – o misógino jock buggery – e a mensagem não foi anunciada como ‘Isso é uma coisa horrível.’ Era mais como ‘Esta é a nossa nova geração Woodstock – um bando de idiotas’

Confira o trailer de “Clusterf**k: Woodstock ’99” no player no final desta publicação.

- ANUNCIE AQUI -

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também podem se interessar em ver esse texto, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e sua família. Não se esqueça que a vacinação contra a COVID já está disponível em todo o Brasil. Aqueles que já receberam a 1ª e a 2ª dose, lembrem-se de tomar a dose complementar e mesmo após vacinação completa, é necessário seguir as medidas de cuidado necessárias para contermos o coronavírus. Cuide-se!

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- ANUNCIE AQUI -
Estudante de Relações Publicas sempre vista com um livro na mão e o fone no ouvido.