The Voice
Foto: Youtube.

Outra semana de The Voice começando! Nessa segunda-feira, mais alguns candidatos que se apresentaram na tentativa de garantir uma vaga nos times de Adam, Blake, John e Kelly. Vem acompanhar com a gente tudo o que aconteceu no último episódio.

A primeira apresentação ficou por conta de Jacob Maxwell, de 20 anos. Ele fez uma releitura incrível de “Delicate”, da Taylor Swift e encantou Kelly e John, que ficaram bastante animados com o tom suave do rapaz. Por fim, quem conquistou Jacob para seu time foi John.

Na sequência, vimos a apresentação de Karly Moreno, que apesar de ter optado por “Starving”, uma canção já bastante performada outras vezes, conseguiu colocar sua própria cara e mostrar sua doce e original voz. Foi lá pro finzinho da performance que Adam deu uma chance para a moça e se tornou automaticamente seu mentor.

Carter Lloyd Horne chegou cheio de confiança e ao som de “Drinkin’ Problem” exibiu seu tom ríspido e foi literalmente no último minuto que conseguiu virar as cadeiras de Kelly e Blake. A surpresa dos jurados se deu pelo fato de ser extremamente jovem, e sem maiores surpresas, escolheu Shelton.

Com apenas 18 anos, apesar de afinado Talon Cardon deu algumas derrapadas durante a performance de “Say You Won’t Let Go”, o que não impediu que John Legend lhe desse uma chance e virasse sua cadeira.

Na apresentação seguinte vimos Patrick McAloon, que conquistou Adam pela escolha da canção “Runaway Train”. Posteriormente, John e Blake também decidem virar suas cadeiras, mas Patrick opta por seguir com Levine.

- PUBLICIDADE -

Alena D’Amico, que escolheu “In My Blood”. Apesar da bela voz e presença de palco – ela transparecia confiança o tempo todo – não acho que tenha sido uma canção apropriada para as blind auditions justamente por ser muito acelerada. De qualquer maneira, foi o suficiente para que Kelly e Blake virassem sua cadeira, onde foi a cantora quem levou a melhor.

O que inicialmente deveria chamar a atenção apenas de Blake, se tornou uma grande apresentação quando Dexter Roberts mostrou seu talento ao som de “Like A Cowboy”. Shelton, Clarkson e Legend se viraram e quase no fim da performance Levine não se conteve e também arriscou uma chance. Sem maiores surpresas, depois de muitos argumentos foi Blake quem conquistou o candidato para seu time.

Por fim, Jej Vinson encerrou a noite com uma performance e tanto de “Passionfruit”, de Drake. Sua interpretação foi brilhante, conquistando as tão esperadas quatro cadeiras. Blake foi o primeiro a se virar, seguido por Kelly e posteriormente por John e Adam. Quem conquistou o grande talento para seu time foi Clarkson.

Deixe seu comentário no final dessa publicação, marque seus amigos que também curtem The Voice, acompanhe a nossa agenda de shows e a Nação da Música através do Twitter, Facebook, Instagram e Spotify. Muito obrigado pela visita e por ler essa matéria!