The Voice
Foto: Youtube.

Mais uma noite de cross battles se inicia no The Voice, e no episódio que foi ao ar nesta segunda-feira, vimos as apresentações de mais alguns participantes e toda a ansiedade para descobrir quem será capaz de continuar nas próximas fases.

L.B Crew (Team Adam) vs. Jej Vincent (Team Kelly)

Abrindo as performances, foi a vez de L.B. Crew, que ao som de “Wade In The Water” impressionou não só os técnicos como também seus oponentes. Ele trabalhou de forma incrível todas as camadas de sua voz e conseguiu entregar justamente o que seu técnico esperava.

Jej Vincent optou por seguir seu curso focado no R&B e apresentou “Versace On The Floor”, que foi bem tecnicamente falando, mas faltou algo que realmente impressionasse. No mais, a performance foi equilibrada mas sem grandes momentos.

Kalvin Jarvis (Team Adam) vs. Julian King (Team John)

Kalvin performou uma releitura mais lenta e dramática do hit “New Rules”. Foi uma ideia arriscada? Certamente. Se deu certo? Só o público poderá dizer através de seus votos no próximo episódio.

- PUBLICIDADE -

Ainda sobre arriscar, escolher uma música da Adele pode ser incrível ou um desastre. Julian cantou “Hello” em inglês e alguns trechos foram executados em espanhol, o que sem sombra de dúvidas foi uma tentativa de deixar sua própria marca na canção.

Carter Lloyd Horne (Team Blake) vs. Jacob Maxwell (Team John)

Com sua voz profunda, Carter subiu ao palco do The Voice para interpretar “Way Down We Go”, claramente se aproveitando bem para explorar seu tom nas oportunidades que teve durante a música.

Ainda no estilo vintage, Jacob surpreendeu ao performar “You’re Still the One”, de Shania Twain. A escolha foi arriscada mas pode trabalhar a favor do competidor, que fez uma apresentação bem sólida.

- PUBLICIDADE -

The Bundys (Team Kelly) vs. Andrew Sevener (Team Blake)

Uma disputa contra os Bundys sempre vai parecer injusta pois os três em sua própria sincronia já são um espetáculo à parte, mas é assim que funciona o jogo. Nesta fase eles apresentaram uma performance de “The Letter”.

Com “Modern Day Bonnie And Clyde”, Andrew nos mostra uma apresentação bem mais simples mas entrega sua mensagem clara.

Shawn Sounds (Team John) vs. Karly Moreno (Team Blake)

Shawn encarou o palco com a difícil tarefa de interpretar “Lay Me Down”, de Sam Smith. Apesar de seu vocal ser extremamente poderoso e isso ter ficado em evidência durante a performance, em alguns momentos o esforço para alcançar as notas mais altas o fizeram desafinar um pouco.

- PUBLICIDADE -

Enquanto isso, Karly surpreende com “Down”, e encontra justamente o lugar que precisava para mostrar todas as variáveis de sua voz e dominar o palco com uma apresentação divertida.

Kendra Checketts (Team Adam) vs. Jimmy Mowery (Team John)

Com “Cold Water”, Kendra exerce uma posição confortável durante a canção e consegue dominar bem sua apresentação, com a ótima voz que já conhecíamos.

Jimmy chegou com o que parecia ser uma versão bem fiel de “Mercy”, mas da metade para o fim da canção foi perdendo o controle e não conseguiu mais voltar para o tom.

Rebecca Howell (Team Kelly) vs. Beth Griffith-Marley (Team John)

Shania Twain teve sua canção escolhida pela segunda vez nesta noite, com Rebecca performando “Any Man of Mine”. Por difícil que seja a música, Howell administra bem sua abordagem e é bem sucedida.

Beth também decide arriscar e opta pelo clássico “I Put a Spell on You”, que mostra todo o seu poder, seu arranjo e a grande extensão de sua voz.

Gyth Rigdon (Team Blake) vs. Abby Kasch (Team Kelly)

Gyth escolhe “Goodbey Time” e nos mostra todo o seu lado sensível, com sua voz suave e uma bela performance no The Voice.

Abby faz uma apresentação mais enérgica de “Cupid’s Got a Shotgun”, que também é bem impressionante.

Deixe seu comentário no final dessa publicação, marque seus amigos que também curtem The Voice, acompanhe a nossa agenda de shows e a Nação da Música através do Twitter, Facebook, Instagram e Spotify. Muito obrigado pela visita e por ler essa matéria!