The Voice
Foto: Youtube.

Chegamos a fase de apresentações ao vivo no The Voice. Nessa segunda-feira (19) vimos as apresentações do top 13 da 15ª temporada do programa. Para relembrar, a partir de agora o público que decide quem continua no programa por meio dos votos e compra das músicas no iTunes. E sempre na terça-feira temos o dia de eliminação quando os candidatos com menos votos tem a chance de cantar mais uma vez e através do Instant Save o público decide quem continua e quem sai.

Team Blake: Chris Kroeze

Nesta apresentação, pela primeira vez pudemos ver Chris sair da zona do country e tentar algo que mostrasse mais sua versatilidade. Com “Let It Be”, clássico dos Beatles, ele fez uma escolha inteligente e que pode mantê-lo no The Voice.

Team Adam: Tyke James

“(Everything I Do) I Do It for You” foi a canção escolhida por Tyke, e por mais que tenha parecido arriscado demais, podendo até ser prejudicial, o competidor transformou a música de maneira original e conseguiu bons momentos durante a performance.

Team Adam: DeAndre Nico

- PUBLICIDADE -

Em uma apresentação emocionante, dedicada a sua namorada e o bebê que perderam, DeAndre coloca todo o seu coração em “I Can Only Imagine”, e não poderia ter dado mais certo. Este foi definitivamente um de seus melhores momentos.

Team Kelly: Kymberli Joye

Kymberli tem uma voz incrível, mas numa fase tão decisiva quanto essa, gostaria que tivesse escolhido uma canção mais original que “Diamonds”. De qualquer maneira, seus vocais se sobressaíram e mostraram seu grande potencial.

Team Jennifer: Kennedy Holmes

- PUBLICIDADE -

E por falar em performance emocionante, o que foi esta apresentação de Kennedy? “Wind Beneath My Wings” foi uma ótima escolha e provou mais uma vez que a jovem tem talento e capacidade de cantar absolutamente o que quiser.

Team Jennifer: Sandyredd

Que Sandyredd é uma potência, não se pode discordar. Mas a impressão passada, é que mesmo com performances consistentes, ela continua apresentando sempre do mesmo. “It’s So Hard to Say Goodbye to Yesterday”, do Boyz II Men, foi sua escolha da noite.

Team Kelly: Chevel Shepherd

Chevel é uma das participantes que mais se mostra confortável no palco e sempre traz uma boa energia, nos fazendo sentir como se ela realmente estivesse se divertindo. Com “Little White Church” ela conseguiu, novamente, transmitir animação.

- PUBLICIDADE -

Team Jennifer: MaKenzie Thomas

Versatilidade é uma boa palavra para definir MaKenzie, que definitivamente não tem medo de arriscar e mudar drasticamente o estilo das canções escolhidas para suas apresentações, como foi o caso com “I Am Changing”, original da própria JHud.

Team Kelly: Sarah Grace

Sarah impressiona muito pela pouca idade e a quantidade de talento. “Goodbye Yellow Brick Road” não lhe rende exatamente grandes momentos, mas foi o suficiente para que sua performance fosse sólida.

Team Blake: Dave Fenley

Após ser salvo por Blake, fica evidente a tentativa de Dave de se destacar e mostrar seu potencial. Infelizmente, não acredito que “Hard to Love” tenha sido a melhor escolha para este caso.

Team Kelly: Lynnea Moorer

Por ter sido salva semana passada, ainda não pudemos ver muito de Lynnea. Sua escolha por “Wolves”, de Selena Gomez, não me pareceu muito boa na teoria, mas na prática acabou se adequando a sua voz e lhe rendendo uma performance enérgica.

Team Blake: Kirk Jay

“I’m Already There” foi a escolha da noite de Kirk, e por mais que tenha demorado um pouco para ele encontrar o tom, sua determinação em ter uma boa apresentação falou mais alto e ele conseguiu se recuperar.

Team Adam: Reagan Strange

E para encerrar a noite tivemos Reagan, com um momento fantástico no The Voice. “You Say”, de Lauren Daigle, casou perfeitamente com sua voz e todo a potência presente nela.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte The Voice, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.