The VoiceNesta segunda-feira, no The Voice, conhecemos mais alguns candidatos que entraram na jornada em busca do grande prêmio. Veja abaixo tudo o que rolou nesse episódio.

A primeira apresentação da noite foi de Joana Martinez, que com apenas 15 anos nos mostrou uma performance e tanto de “Call Out My Name”, do The Weeknd. Sua versão impressionou Blake, Kelly e Gwen, que batalharam pela jovem até que ela optasse por Shelton.

No maior estilo country, Brooke Stephenson subiu ao palco do The Voice ao som de “Let Him Fly”, de Patty Griffin. Bem afinada e com agudos extremamente bons, novamente Kelly, Blake e Gwen se viraram. Se a opção certa parecia Shelton, Brooke optou por outro caminho e seguiu com Clarkson.

Zach Bridges chegou com toda a sua coragem ao performar “Ol’ Red”, canção de ninguém mais ninguém menos que Blake Shelton. A ousadia valeu a pena, e não somente Shelton apertou seu botão como Gwen Stefani também arriscou sua chance. Quer dizer, a gente esperava que o resultado fosse outro? Zach vai para o Team Blake.

Esta noite foi recheada de candidatos voltados ao country e mais um deles foi EllieMae, que performou “Merry Go ’Round”, de Kacey Musgraves. Foi Blake e somente Blake que virou sua cadeira, levando a jovem automaticamente para seu time.

Jessie Lawrence optou por uma canção não tão conhecida da boyband O-Town, e não é que deu certo? Gwen Stefani se rendeu à sua versão de “All or Nothing” e virou sua cadeira.

- PUBLICIDADE -

Mais uma vez o casal Gwen e Blake lutam frente a frente por um candidato, que neste caso foi Brennen Henson que performou “Riptide”, do Vance Joy. A performance foi mediana, mas os técnicos usaram todos os argumentos possíveis para conquistar Brennen, que seguiu com o Team Gwen.

O soul na voz de Jared Herzog atraiu John, Blake e Gwen ao som de “Speechless”, originalmente cantada por Dan + Shay. O técnico que mais se adequava ao gênero em que Jared pretende seguir é Legend, que sabiamente foi escolhido pelo candidato.

Lauren Hall conseguiu que Kelly Clarkson se virasse rapidamente para assistir sua performance de “One and Only”, de Adele. Apesar de ter apertado o botão tão rapidamente, o que geralmente leva os outros técnicos a também virarem, Clarkson foi a única a se candidatar para ser mentora de Lauren.

Performar um hit tão atual e mudar completamente sua abordagem é algo ousado de se fazer, e foi por isso que Matt New conseguiu virar três cadeiras. Com “Sunflower”, de Post Malone, Matt conquistou Gwen, John e Kelly. Legend levou a melhor e levou o candidato para seu time.

- PUBLICIDADE -

E para finalizar a noite, Ricky Duran encantou os jurados com “River”, de Leon Bridges. Uma abordagem bem parecida com uma já apresentada na temporada anterior, mas que parece ter funcionado novamente. John, Kelly, Gwen e Blake tentaram a sorte com Leon e quem levou a melhor foi… Blake!

Deixe seu comentário no final dessa publicação, marque seus amigos que também curtem The Voice, acompanhe a nossa agenda de shows e a Nação da Música através do Twitter, Facebook, Instagram e Spotify. Muito obrigado pela visita e por ler essa matéria!