The Voice
Foto: Youtube.

Chegamos a semifinal da 16ª temporada do The Voice USA. Nessa segunda-feira todos os participantes cantaram uma música solo e fizeram um dueto. Para facilitar, vou dividir esse post nas duas categorias de performance.

Vale lembrar que nessa semana as eliminações vão seguir a seguinte forma: os três candidatos mais votados vão direto para a final, os dois menos votados são eliminados imediatamente e os três que ficaram no meio participam do Instant Save e o que tiver mais votos pelo twitter segue para a final.

Veja então tudo o que rolou na noite de apresentações da semifinal do nosso reality show favorito!

Apresentações solo:

Andrew Sevener (Team Blake)

Abrindo os trabalhos, tivemos Andrew Sevener com “Long Haired Country Boy” e uma apresentação um tanto quanto enérgica, o necessário para deixar todos empolgados. Sua voz está onde deveria e sua autenticidade está em evidência, o levando até mesmo a receber um elogio do apresentador Carson Daly.

- PUBLICIDADE -

Gyth Rigdon (Team Blake)

Segundo Blake, a canção performada por Gyth esta noite nunca havia sido apresentada no The Voice anteriormente, e se ele estiver certo esta definitivamente foi uma boa maneira de estreá-la. “God Bless the U.S.A.” foi a escolhida para o participante, que fez sua melhor performance até o momento, e não poderia ter sido em melhor hora.

Kim Cherry (Team Blake)

Kim mostrou uma seleção interessante de canções ao longo da temporada, sempre optando por faixas não tão óbvias e isto vem trabalhando a seu favor. Para esta noite ela escolheu “Together Again”, de Janet Jackson, e mostrou ao público o seu lado vulnerável e ainda assim, confiante.

- PUBLICIDADE -

Carter Lloyd Horne (Team Blake)

Apesar de na teoria esta parecer uma boa opção para Carter, na prática “Take Me To Church” foi além do que ele poderia aguentar. A apresentação no geral ficou um pouco confusa e o competidor pareceu perdido em alguns momentos.

Rod Stokes (Team Kelly)

Ainda seguindo o curso de canções que seriam ideais para o participante mas deram errado, temod Rod com “Go Rest High on that Mountain”. Ele desafina em momentos cruciais e não consegue passar para o público a qualidade que mostrou ter em sua voz nas apresentações anteriores.

Maelyn Jarmon (Team John)

- PUBLICIDADE -

“Stay”, de Rihanna, está longe de ser uma canção fácil de performar, mas acredito que nesse momento da competição, o que conta é arriscar. Maelyn levou toda sua emoção ao palco e fez uma apresentação digna de uma cantora profissional, assim como todas as suas anteriores. É inegável que ela seja uma das participantes mais fortes, a este ponto.

Dexter Roberts (Team Blake)

O maior desafio de Dexter certamente foi se distinguir de seus outros concorrentes também focados no country. Comparado a eles, Dexter realmente não tem muito mais o que oferecer, com apresentações que parece sempre mais do mesmo. Desta vez ele performou “Here Without You”, do 3 Doors Down.

Shawn Sounds (Team John)

Shawn soa muito como John, o que é interessante e trabalha a seu favor. Com “A Song for You” ele fez uma performance sólida e com bons momentos, sendo forte sem ser agressivo e trabalhando bem todos os lados suaves de sua voz.

Duetos:

Kim Cherry e Shawn Sounds

Com “Eleanor Rigby”, dos Beatles, ambos os participantes fizeram um dueto incrível onde suas vozes se complementaram. O alcance de Kim é incrível e a suavidade com que Shawn aborda a canção é ótimo.

Rod Stokes e Maelyn Jarmon

A surpresa da noite foi como Rod e Maelyn trabalharam bem juntos, quando já sabíamos que eram incríveis individualmente. Mais uma dos Beatles para a conta, “Yesterday”, foi a canção performada pelos dois.

Dexter Roberts e Gyth Rigdon

Com “Hey Jude”, ambos os cantores abordaram a canção com o respeito e a delicadeza que é exigida dela. É interessante ver cantores country desacelerarem um pouco e apresentarem uma performance calma e tranquila.

Andrew Sevener e Carter Lloyd Horne

Diante de tantas combinações boas, Andrew e Carter não se destacam tanto quanto deveriam com sua performance de “Help!”. Apesar de estarem bastante animados, Andrew parece um pouco perdido no meio de tantos instrumentos.

Deixe seu comentário no final dessa publicação, marque seus amigos que também curtem The voice, acompanhe a nossa agenda de shows e a Nação da Música através do Twitter, Facebook, Instagram e Spotify. Muito obrigado pela visita e por ler essa matéria!