Tove Lo seduz público com repertório animado, topless e muita dança

A cantora sueca Tove Lo deu início a temporada Lollapalooza Brasil na última sexta (24) na Audio Club. A artista se apresentou pela primeira vez em São Paulo e levou os fãs ao delírio por cerca de uma hora e meia.

O show começou no horário programado, onze e meia, com muitas luzes e mistério, duas coisas que têm muito a ver com o novo trabalho da cantora, o álbum “Lady Wood. True Disaster” deu início a grande performance de Tove Lo, a artista não parou de dançar e pular por nenhum minuto. Sério.

O repertório seguiu o padrão de todos os shows da cantora, nenhuma surpresa, mas não foi preciso, porque as músicas chicletes e toda a presença de palco que Tove tem são suficientes pra animar qualquer plateia. “Vibes”, “Thousand Miles” e “Moments” foram apenas algumas das canções que fizeram o público cantar junto, na verdade, os fãs mostraram que sabiam decoradas to-das.

Um dos grandes ápices da noite foi a performance de Tove durante “Talking Body”, em determinado momento, a musa chegou a fazer um topless, o que levou o público aos berros. A cantora é conhecida por não ter vergonha de pôr as peitcholas pra jogo e bom, aproveitou a empolgação da multidão para isso.

“Cool Girl”, música do novo álbum também mostrou-se uma das favoritas pelos fãs, mas claro que o grand finale ficou para “Habits”, o hit mais famoso da artista. Durante a música “Flashes”, a plateia ligou a lanterna do celular para dar mais emoção ao momento.

Com casa lotada e apresentação mais do que empolgante, Tove Lo conseguiu dar aos fãs tudo o que eles queriam: um show memorável.

Esta foi a primeira das Lollaparties, na segunda(26) ainda rola The 1975 na Audio Club e Mø + Glass Animals no Cine Joia. Ainda estão disponíveis ingressos à venda.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte a Tove Lo, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.

COMPARTILHAR
Juliane Romanini
Passo a maior parte do tempo escrevendo, procurando por bandas novas, lendo de tudo um pouco, destruindo umas paranoias da minha cabeça e assistindo tudo que vejo pela frente na Netflix. E por favor, make emo great again.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!