Trilha Sonora: 19 músicas de “Moxie: Quando as Garotas Vão à Luta”

Moxie
Créditos: Netflix.
- PUBLICIDADE -
Bruno Martini

A Netflix disponibilizou no serviço de streaming no início de Março a produção “Moxie: Quando as Garotas Vão à Luta”, baseada no livro de mesmo nome, escrito pela autora Jennifer Matthieu. A história, como o próprio nome sugere, mostra como as garotas de uma escola norte-americana decidem enfrentar as normas machistas da sociedade na qual estão inseridas.

- PUBLICIDADE -
Bruno Martini

O roteiro do filme, adaptado para a tela por Tamara Chestna e Dylan Meyer podia ser melhor e menos corrido mas, no geral, é uma boa forma de entretenimento.
As atrizes Hadley Robinson (“Adoráveis Mulheres”), Lauren Tsai (“Legião”), Alycia Pascual-Pena (“Saved By The Bell”) e Amy Poehler (“Parks & Recreation: Confusões de Leslie”), que também trabalha como diretora do longa, dão vida à essas mulheres que não aceitam a forma como são tratadas e lutam para serem tratadas em igualdade aos homens.

- PUBLICIDADE -

A trilha sonora é composta por nomes que, assim como o significado da palavra “moxie”, de acordo com o dicionário, tiveram coragem e determinação para adentrar espaços nos quais as mulheres geralmente são desprezadas. Vamos falar sobre algumas faixas a seguir! Como de costume, depois do rodapé, você encontra tanto a playlist quanto o trailer do filme pra você já reservar um espaço na agenda e não deixar de conferir!

- PUBLICIDADE -

“Rebel Girl” é uma das canções mais influentes do cenário punk rock feminino, como também para o movimento feminista “riot grrrl”, que teve início nos anos 90. A letra é creditada a todos os integrantes do Bikini Kill; Kathi Wilcox, Tobi Vail, Billy Karren e Kathleen Hanna. De acordo com o Genius, três versões dela foram gravadas e uma delas conta com a participação de ninguém menos que Joan Jett. No filme, também ouvimos a releitura gravada pela banda The Linda Lindas também!

- PUBLICIDADE -

O grupo Cansei de Ser Sexy, também conhecido pela sigla CSS, estourou mundialmente nos anos 2000 e não podia faltar num filme sobre garotas tomando consciência de que devem ter um local de fala na sociedade. A faixa escolhida foi “Alala”, um dos singles do disco homônimo lançado em 2005. A composição é de autoria de Lovefoxxx, Carolina Parra e Adriano Cintra, que fazia parte da banda até 2011. A formação original conta com as mulheres previamente mencionadas, junto com Ana Rezende e Luiza Sá.

Outra adição clássica nessa trilha sonora, é “La Vie En Rose”. A música é de autoria de Édith Piaf, com melodia elaborada por seu marido, o também músico Louiguy. A obra já foi regravada inúmeras vezes desde o lançamento em 1945 por nomes como Iggy Pop, Louis Armstrong, Lady Gaga e, agora, a norte-americana Lucy Dacus se une à essa extensa lista.

- PUBLICIDADE -

Fechamos essa breve lista com “Kitana”, da rapper Princess Nokia. A letra foi inspirada na personagem de mesmo nome, presente no videogame “Mortal Kombat”, lançado nos anos 90 e que, em breve, ganhará um live action! A música faz parte do compilado intitulado “1992 Deluxe”, segundo projeto de estúdio da carreira de Nokia.

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam ”Trilha, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

- PUBLICIDADE -


Caso este player não carregue, por favor, tente acessa-lo clicando aqui.

Stephanie Hora
Jornalista, apaixonada por música, livros e cultura em geral.