Coala Festival 2020: Confira a programação separada por horários

- PUBLICIDADE -
Coala Festival
Reprodução / Divulgação
@nacaodamusica

Foi divulgado nessa terça-feira (08) através das redes sociais e também pela assessoria de imprensa do Coala Festival 2020, a lista de atrações separadas por horário.

Conforme antecipamos aqui na NM e você pôde acompanhar, ao todo serão cinco shows, quatro DJs sets e conteúdos ligados à música brasileira no dia 12 de setembro de 2020. A transmissão acontecerá através do canal oficial do Coala Festival, e também pelo canal de Tv fechado, a TNT. Confira o lineup revelado: Gilberto Gil convida o trio Gilsons (formado pelo filho, José Gil, e pelos netos, Francisco Gil e João Gil) com participação de Bem Gil, Novos Baianos prestará uma homenagem ao eterno Moraes Moreira, Mc Tha convida Rico Dalasam, Mariana Aydar com Mestrinho, e o expoente do funk Nego Bala. Além dos citados, o evento também contará com os DJ’s Cinara, Mary G, SHAKA + EB e Ubunto. Veja a programação separada por horário:

14h: Abertura Coala
14h05: Show 1 – Mariana Aydar e Mestrinho
14h50: DJ Set 1 – Mary G
15h30: Show 2 – MC Tha e Rico Dalasam
16h15: DJ Set 2 – Shaka x EB
16h55: Show 3 – Novos Baianos
18h15: DJ Set 3 – Cinara
18h55: Show 4 – Nego Bala
19h40: DJ Set 4 – Ubuntu
20h20: Show 5 – Gilberto Gil + Gilsons

Gabriel Andrade, curador e um dos sócios-fundadores do Coala Festival disse em nota: “O pensamento para esse ano é um pouco diferente, mas mantendo a essência do que o Coala vem construindo nesses últimos anos, mesclando shows inéditos, artistas consagrados e apresentando novos nomes, como Nego Bala”, e completa “Acreditamos muito na experiência musical que essa programação vai proporcionar ao público; vai ser um sábado para ligar no canal e deixar que o Coala cuide da trilha sonora do dia”.

Os organizadores afirmam que todos os cuidados para evitar a disseminação da COVID-19 no local, serão tomadas. Uma empresa foi contratada e é responsável por apontar os protocolos vigentes e acompanhar todo o processo para evitar o contágio.

“Quando decidimos fazer uma edição virtual, quisemos refugiar o Coala numa locação afastada, mas que pudesse passar uma sensação de acolhimento e segurança. É uma maneira de levar a música brasileira para todos, sem a necessidade de estar junto fisicamente” que completa dizendo, “É interessante pensar que, pela primeira vez, não teremos uma barreira geográfica, permitindo que o Coala tenha um alcance ainda maior. Poderá ser visto até mesmo de outros países”, afirmou a diretora do festival criado em 2014, Fernanda Pereira.

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Coala Festival, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

- PUBLICIDADE -