Bob Dylan fala sobre o álbum “Triplicate” e o que escuta de novo

Na última quarta-feira (23) o cantor Bob Dylan divulgou em seu site oficial uma longa entrevista para divulgar seu próximo álbum, “Triplicate”, e falar um pouco sobre o atual cenário musical.

Sobre a coletânea de três discos, o músico disse que “após os dois primeiros, percebeu que havia mais naquilo do que pensava, e que aqueles discos juntos eram apenas uma parte da imagem, então foram adiante e fizeram mais um”.

Ao ser questionado sobre a reação de seus fãs ao novo trabalho, que trará versões feitas por Dylan de clássicos da música americana, não aparenta preocupação: “Essas músicas são feitas para o homem que está na rua, o homem comum, a pessoa do cotidiano. Talvez essa seja um fã de Bob Dylan, talvez não, eu não sei”.

Quando questionado sobre o significado das músicas para ele e de que forma isso mudou após a gravação do disco, Bob afirma que “elas significam muito mais, e que são algumas das músicas mais tristes para se colocar em um álbum, então ele queria fazer justiça a elas”.

Dylan ainda falou sobre seus gostos na música, como escolher Jimmy Van Eaton e Charlie Watts entre seus bateristas favoritos, e ainda fala um pouco sobre o que anda ouvindo nos últimos dias: “”Après”, do Iggy Pop, é um bom disco. Imelda May, eu gosto dela. Valerie June, The Stereophonics. Eu gosto do Willie Nelson e do álbum da Norah Jones com Wynton Marsalis, o disco em homenagem ao Ray Charles. Eu gosto do último álbum da Amy Winehouse”.

“Triplicate” será lançado em três discos juntos com regravações de clássicos americanos e estará disponível no dia 31 de março, trazendo músicas como “Me and My Love” e “I Could Have Told You”, divulgadas anteriormente.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte o Bob Dylan, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.

COMPARTILHAR
Juliana Izaias
Prefere ser chamada de Ju, estudante de jornalismo, apaixonada por música, festivais, seriados, gatos e Arctic Monkeys.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!