Lady Gaga celebra lançamento de “Love For Sale” e libera show ao vivo

Lady Gaga e Tony Bennett
Reprodução
- ANUNCIE AQUI -
Lubeka

Na quinta-feira (07), a cantora, compositora, popstar e agora estrela do jazz Lady Gaga soltou em seu canal do Youtube o show virtual “Lady Gaga Celebrates Love For Sale” – comemorando o lançamento do disco colaborativo com Tony Bennett, lançado nessa última sexta-feira (24), como você pôde acompanhar aqui na Nação da Música.

- ANUNCIE AQUI -
Lubeka

Durante a apresentação de mais de uma hora de duração, a artista apresenta diversas das músicas incluídas no projeto “Love For Sale” – que por sua vez é uma coletânea de covers de clássicos do jazz, por Gaga e Bennett. Apresentada pela empresa Westfield, a performance inclui diversas das faixas do álbum, além de versões ‘jazzificadas’ de clássicos de Lady Gaga, como “Poker Face”, originalmente lançada em 2008.

- ANUNCIE AQUI -

Com trocas de figurinos, a cantora tocando piano e uma banda completa apresentando as canções ao vivo, o show presencial e virtual é uma manifestação do talento e da capacidade de entretenimento de Lady Gaga.

- ANUNCIE AQUI -

No player ao fim dessa matéria, você pode conferir a performance “Lady Gaga Celebrates Love For Sale” por completo.

- ANUNCIE AQUI -

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Lady Gaga, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

Estudante de jornalismo, não-binárie e apaixonade por música. Sempre aberte para ouvir qualquer gênero, artista ou década. O universo do pop, principalmente hyperpop, k-pop e synthpop, é onde eu vivo e sobrevivo.