Resenha: “Formula of Love: O+T= <3" – TWICE (2021)

TWICE
Foto: Divulgação / Twitter
- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

O terceiro álbum de estúdio, chamado de ‘full album’ no mundo do k-pop, e seu primeiro comeback após o aniversário de seis anos, “Formula of Love: O+T = <3” é o mais novo lançamento do girl group sul-coreano TWICE, divulgado por completo na última sexta-feira (12). Com “SCIENTIST” como single principal, o disco explora diversas formas de amor em inúmeros ritmos e batidas, apresentando uma pluralidade de gêneros que o mantém divertido durante seus quase 50 minutos de duração.

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

“Formula of Love: O+T = <3” também é o álbum mais longo que o TWICE lançou até hoje, com quinze faixas, incluindo o primeiro single em inglês do grupo, o “The Feels”. O projeto, pela primeira vez, foi anunciado até mesmo no final do clipe de “The Feels”, sobre o qual você pode ler aqui na Nação da Música.

- ANUNCIE AQUI -

Começamos com a faixa principal desse comeback, “SCIENTIST” é uma música de pop chiclete, com dance-pop e uma batida enraizada no funk americano. Seus sintetizadores se recusam a ir para o lugar esperado, acreditamos que o refrão vai vir com um aumento no ritmo, acontece o contrário e a música desacelera, a parte de rap é quando a faixa muda e intensifica. Além disso, a canção pede ao seu interlocutor simplificar o amor na sua cabeça, afirmando que este sentimento não é uma ciência e que só por estar estudando elas, o TWICE já tirou pontos dele.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- ANUNCIE AQUI -

Seguimos com “MOONLIGHT”, uma canção que só pode ser descrita como a trilha sonora de um luau, contando com xilofones e sintetizadores que dão a atmosfera praieira que é esperado de uma música como essa. Além de letras apenas em inglês, a faixa descreve uma noite encantadora com seu interesse amoroso, na qual você percebe que seus sentimentos são completamente únicos para a pessoa, o TWICE canta: “Estou em minhas emoções tão profundas, como se eu estivesse em um sonho”.

Mais uma das faixas somente em inglês, “ICON”  tem uma aura mais pesada, mais séria, com o TWICE expressando sua autoconfiança, além de reconhecerem seu status como um dos maiores nomes do k-pop, afirmando “Eu acho que é por isso que eles estão me encarando, me assistindo / Meu legado, eu cheguei no topo”. Com uma batida eletrônica, que retrai na seção pré-refrão, “ICON” é uma faixa na qual o girl group explica que trabalhou bastante para chegar onde estão, como versa a membro Chaeyoung em seu rap, e agora são icônicas.

- ANUNCIE AQUI -

Escrita pela integrante Dahyun, “CRUEL” também tem a atmosfera ‘funky’ de “SCIENTIST”, mas suas letras apresentam uma narrativa envolvente que flutua junto aos sintetizadores da produção. Com versos como “Como se nada tivesse acontecido, como se você quisesse que eu te visse / Oh eu já estou bem”, a canção descreve um término no qual o TWICE já superou e se sente bem, enquanto o interesse amoroso as vê como cruéis por não estar sofrendo da mesma maneira que ele está.

Descrevendo um relacionamento no qual uma das partes está se escondendo e não mostrando sua verdadeira face, “REAL YOU” apresenta este eu lírico que já está cansado de participar deste jogo de adivinhar e canta “Eu não vou ser enganada mais”. A faixa é um pop chiclete sem esconder a sua aura chiclete mesmo, o refrão consegue se prender na cabeça do ouvinte e comanda a música, na qual a pessoa que canta pede a seu parceiro que mostre seu “eu real”.

- PUBLICIDADE -

Uma explosão de disco no meio do álbum, “F.I.L.A (Fall In Love Again)” conta uma história que é um tanto trágica na verdade, por cima de uma batida que é animada e dançante. O eu lírico sabe que essa pessoa não é boa para ele, dizendo que é um relacionamento instável e precário, mas, na noite descrita na faixa, acabou se apaixonando de novo pelo interlocutor, que a colocou em um transe.

A próxima canção é “LAST WALTZ” e é um ingresso peculiar no álbum, com efeitos sonoros por trás do pop mais pesado do primeiro verso, até que chegamos no pré-refrão e um piano tradicional de trilha sonora de terror toma a música e introduz-nos ao refrão influenciado pelo hip-hop com um som de vidro se quebrando. As mudanças de ritmo são envolventes e as letras descrevendo uma narrativa em que esta é a última dança da vida do eu lírico, que planeja acabar com seu parceiro hoje também, são algo teatral e diferente na discografia do TWICE.

- ANUNCIE AQUI -

ESPRESSO” é uma faixa que transborda confiança nas vozes doces das nove integrantes do girl group. Comparando-se com um café espresso, o TWICE afirma que elas são o que o seu interesse amoroso precisa de verdade, uma coisa que ele nunca teria visto antes, afirmando que elas o mantém acordado, em uma metáfora que pode ser interpretada de inúmeras formas. A produção é um pop tradicional que segue as entonações das membros, ficando mais animada quando elas estão mais vibrantes e aquietando-se quando elas tornam-se mais quietas.

A próxima faixa, “REWIND” é a primeira balada do álbum, com um city pop envolvente e que prende seu ouvinte nas leves mudanças da batida. Nas letras, jurando não lembrar-se do interlocutor, o eu lírico tenta se agarrar às memórias do relacionamento, enquanto também afirmando que não deseja incomodar seu par ao relembrar dessa relação que já foi superada pelo interlocutor.

- ANUNCIE AQUI -

Escrita e produzida pela membro Jihyo, “CACTUS” também é uma balada, mas é bem mais cheia de emoção que a anterior – descrevendo este término no qual o eu lírico se sente completamente perdido sem o seu parceiro e implora para essa pessoa o salvar, pois “não posso ficar sozinha neste lugar abandonado”. Contando com metáforas complexas e uma batida que se intensifica com as vozes das integrantes, dá para perceber que muito sentimento foi colocado em “CACTUS”.

PUSH & PULL” começa a trilogia de faixas em que apenas três das membros cantam, quase como mini-units do TWICE. Nesta Jihyo, Dahyun e Sana misturam-se expondo suas habilidades de canto e de rap, na qual até mesmo a vocalista principal Jihyo tem extremo sucesso. Também com uma batida elegante de city pop, sintetizadores delicados e um ritmo crescente, a faixa descreve o momento de flerte, em que o eu lírico acredita que tem que agir de uma certa forma, ficando presa neste puxa e empurra com seu interlocutor.

- ANUNCIE AQUI -

A próxima, “HELLO” tem as membros Nayeon, Chaeyoung e Momo, e expressa todo o potencial de autoconfiança e amor próprio que esta unit pode mostrar, versando várias vezes “não tem ninguém comparado a mim, eu sei”. Composta em sua maioria por versos de rap, já que Momo e Chaeyoung fazem parte da line de rap principal do grupo, Nayeon, uma das vocalistas principais, não fica para trás, mostrando seu grande talento. Além de tudo, as letras contam com comparações e metáforas envolventes, transmitindo a confiança para o ouvinte, como “Armagedom, quando eu consigo, vou fazer o mundo chacoalhar”.

Um trio inesperado mas que combina perfeitamente está por trás de “1, 3, 2”, a última faixa das units do TWICE, contando com as membros Jeongyeon, Tzuyu e Mina, é um pop latino, na qual elas conseguem mostrar um lado mais sedutor de suas vozes. Enquanto os lançamentos do grupo são mais pop tradicional, nesta faixa as três usam de sua entonação de maneira envolvente e completamente diversa das músicas com o grupo inteiro, para contar a história de um eu lírico que fugiu de um relacionamento por medo do ritmo que ele estava tomando, mas agora se arrepende.

- ANUNCIE AQUI -

As duas últimas faixas oficiais do álbum são, originalmente, cantadas na língua inglesa, “CANDY” e “The Feels” são exemplos de pop chiclete e encantador, enquanto a primeira é mais lenta e a segunda mais uma trilha dançante, as duas descrevem uma paixão que só as fornece sentimentos positivos. Tudo isso, acontece por cima de uma batida de pop tradicional, mostrando uma das grandes forças do TWICE.

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- ANUNCIE AQUI -

O terceiro álbum de estúdio do TWICE, “Formula of Love: O+T = <3”, é uma prova de que o girl group mais que merece sua posição como um dos grupos mais famosos da história do k-pop e do mundo, atualmente. Com diversos tipos de pop dentro dele e todas as membros explorando posições e vocais que não são seu costume, o TWICE se mostra um grupo que consegue tocar em todos os cantos do k-pop sem fazer esforço e criando um projeto que é coeso, divertido e que engloba o ouvinte em seu universo.

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam TWICE, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

- ANUNCIE AQUI -


Caso este player não carregue, por favor, tente acessa-lo clicando aqui. Siga a NM no Instagram e Twitter

RESUMO DA RESENHA
TWICE - "Formula of Love: O+T = <3"
Estudante de jornalismo, não-binárie e apaixonade por música. Sempre aberte para ouvir qualquer gênero, artista ou década. O universo do pop, principalmente hyperpop, k-pop e synthpop, é onde eu vivo e sobrevivo.