The Voice
Foto: Youtube.

Mais uma semana intensa começando no The Voice. Nessa segunda-feira (26) vimos as apresentações do Top 11 dessa 15ª temporada. Uma curiosidade sobre esse episódio foi que o público votou e escolheu as músicas que cada um dos candidatos iria cantar. Vamos ver então tudo o que rolou.

Team Blake: Dave Fenley 

Dave começou bem forte na competição, mas aos poucos parece que se perdeu um pouco no que fazia. Com “Use Me”, de Bill Withers, ele consegue alcançar momentos bons, mas há outros em que podemos ouvir leves desafinações. No geral, a apresentação se tornou um pouco bagunçada.

Team Kelly: Chevel Shepherd

“Space Cowboy” serviu bem à Chevel, que já chegou no palco mostrando toda a sua confiança e parecendo confortável com o que apresentava. A canção mostrou seu grande arranjo e a capacidade que tem de sempre inovar.

Team Adam: Reagan Strange

- PUBLICIDADE -

Em teoria, “Complicated”, da Avril Lavigne, deveria ter sido uma boa surpresa para quem aguardava a performance de Reagan. A realidade, porém, não foi bem assim e o que pudemos ver foi a participante passando um pouco de dificuldade para se adequar ao ritmo rápido da canção.

Team Kelly: Kymberli Joye

Os fãs acertaram em cheio ao escolher “Break Every Chain” para Kymberli esta noite, que parece ter finalmente encontrado seu ritmo e o que deseja apresentar na competição. A balada gospel permite que a competidora faça seus improvisos de forma ótima e colocou para fora toda a sua intensidade.

Team Blake: Kirk Jay

- PUBLICIDADE -

Com “Body Like a Back Road”, Kirk levou ao palco do The Voice uma confiança nunca vista antes, não deixando nenhum sinal de nervosismo. Com algumas danças e até mesmo exageros nos improvisos, ele mostra que tem sim seu lado sólido e pode encarar desafios.

Team Blake: Chris Kroeze

Por mais que geralmente opte por canções country, este clássico do rock certamente serviu bem à sua voz. “Long Train Runnin'” deu a chance de Chris contar com cantores de fundo, que confesso, lhe deram uma bela ajuda, mas não podemos não lhe dar os créditos pela boa apresentação.

Team Kelly: Lynnea Moore

Lynnea recebeu a missão de interpretar um hit recente, “Consequences”, originalmente cantada por Camilla Cabello. O que muitas vezes pode ser prejudicial ao competidor, trabalho muito bem a seu favor e deu ao público uma chance de entender as diversas dimensões de sua voz.

- PUBLICIDADE -

Team Jennifer: MaKenzie Thomas

De uma maneira mais crua e simples, MaKenzie performou “Emotion”, e foi uma das melhores apresentações da noite. Kelly e Jennifer ficaram claramente impressionadas e se levantaram para aplaudir assim que a performance chegou ao fim.

Team Kelly: Sarah Grace

Outra boa escolha feita pelo público foi “Dog Days Are Over”, hit da Florence + the Machine, na voz de Sarah. Apesar do tom mais suave do que o que de fato vemos na canção original, ela canta belamente e apresenta sua própria versão.

Team Adam: DeAndre Nico

Apesar de não parecer levar a canção tão facilmente, DeAndre sente e mostra toda a sua emoção ao performar “Cry for You”.

Team Jennifer: Kennedy Holmes

E novamente, encerrando a noite, vemos uma das candidatas mais fortes a vitória desta temporada no The Voice. Com “Greatest Love of All” e sem medo nenhum de interpretar mais uma vez uma canção de Whitney Houston, a jovem competidora mostra toda a sua capacidade.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte The Voice, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.