Especial: The Voice USA (12) – Confira as apresentações da semifinal

Chegamos a semifinal da 12ª temporada do The Voice USA. Dá para acreditar? O tempo passou muito rápido e agora o programa vai trazendo aquela nostalgia boa de sempre. Nessa segunda-feira (15) todos os participantes cantaram uma música solo e fizeram um dueto. Como de costume, apenas as apresentações solo vão contar como voto, mas não vamos deixar de comentar sobre os duetos aqui. Para facilitar, vou dividir esse post nas duas categorias de performance. Vale lembrar que nessa semana as eliminações vão seguir a seguinte forma: os três candidatos mais votados vão direto para a final, os dois menos votados são eliminados imediatamente e os três que ficaram no meio participam do Instant Save e o que tiver mais votos pelo twitter segue para a final. Veja então tudo o que rolou na noite de apresentações da semifinal do nosso reality show favorito!

Apresentações solo

O programa começou com uma apresentação de Hunter Plake, do Team Gwen. Esse candidato ficou conhecido em sua jornada no The Voice por sempre fazer a sua versão das músicas que apresentava. Nessa noite – uma das mais importantes do programa – a técnica deu a ele o desafio de cantar a música “With or Without You” do U2. Porém, o desafio maior foi ele não mexer em nada da melodia, ou seja, não tivemos aqui o toque especial do Hunter. Foi uma apresentação ruim? Não. Mas acredito que houve alguns problemas técnicos com o som, já que o instrumental estava mais alto do que o vocal e isso incomoda um pouco. No mais, a canção entrou no top 10 do iTunes, então ele ganha o bônus de votos, mas pode acabar indo para o Instant Save de qualquer jeito.

TSoul, do Team Blake, tem sido um pouco inconstante no programa. Em um primeiro momento suas apresentações eram energéticas e animavam bastante, depois ele teve alguns problemas de afinação quando fez uma performance mais intimista. Nessa semifinal, cantando “Ain’t No Way” ele mostrou novamente alguns problemas com sua afinação, mas ao mesmo tempo, mostrou muita paixão e emoção pelo que faz. Infelizmente não acredito que isso seja o suficiente para que ele chegue a final.

Brennley Brown, do Team Gwen, tem apenas 15 anos, mas mostrou muita maturidade durante toda a sua jornada no The Voice. Fazendo sempre canções mais lentas e com uma carga grande de emoção, fomos surpreendidos na noite de semifinal, quando Gwen escolheu para a jovem a canção “Suds in the Bucket”, uma faixa mais moderna e alegre. Mostrar um outro lado da candidata não é um problema, mas essa escolha deveria ter sido feita em um momento de menos risco, afinal, agora é tudo ou nada. Brennley, claro, fez uma boa apresentação, mas não teve um grande impacto.

Do Team Blake, vimos Lauren Duski cantando “Ghost in This House”. Lauren é um exemplo de candidata consistente, que sempre fez apresentações seguras e cheias de classe e com isso foi conquistando o seu público. Com essa apresentação realmente muito bonita no geral, mas também bem emotiva e fácil de se conectar. E como já era de se esperar, Lauren entrou também no Top 10 do iTunes e eu chuto que ela é uma das candidatas que tem uma vaga garantida na final do The Voice que acontece na próxima semana.

Chris Blue, do Team Alicia, tem feito apresentações incríveis durante todo o programa. E depois de ter feito uma apresentação cheia de energia na última semana, porém com vocais pouco aproveitados, nessa semifinal ele fez uma performance da canção “Take me to the King”. Cantar uma música religiosa é sempre uma escolha inteligente no The Voice (levando em consideração o resultado de outros candidatos), mas não é só isso. Nessa noite, vimos um lado mais pessoal do Chris, mais puro e mais vulnerável. Foi uma apresentação linda e que também rendeu a ele um lugar no top 10 do iTunes.

Vanessa Ferguson, também do Team Alicia, mudou um pouco as coisas nessa semana. Sua trajetória no programa foi marcada por canções que não pareceram agradar ao público, tanto que na última semana acabou no Instant Save. Então, nessa semifinal, cantou a música “Superstar” e fez uma apresentação cheia de classe e elegância. Essa mostrou um pouco mais de sua vulnerabilidade e emoção, mas eu não acho que seja o suficiente para leva-la a final, infelizmente.

A gente já sentia falta da guitarra do Jesse Larson, do Team Adam, e nessa noite ela voltou. Cantando “I Was Wrong” Jesse não só mostrou que merece estar no programa – e ser o único membro do Team Adam na competição – mas que tem potencial para estar na final. Será que sua apresentação vai ser o suficiente para que ele se junte ao top 4? Aparentemente não, já que sua canção nem entrou no top 10 do iTunes.

Por fim, tivemos Aliyah Moulden, também do Team Blake, seguiu os passos de Chris e cantou uma música religiosa nesse momento tão importante do programa. Com “I Can Only Imagine” a jovem fez uma ótima e sólida apresentação seguindo o padrão de sua última performance. Ela inclusive se mostrou mais madura e confiante e entregou um dos melhores vocais de toda a sua passagem no programa.

Duetos

O primeiro dueto da noite ficou por conta de Chris Blue e Vanessa Ferguson, ambos do Team Alicia. Cantando “If I Ain’t Got You” os dois fizeram uma performance incrível, com nível de premiação mesmo. O mais legal foi que nenhum sobressaiu o outro e sim se completaram. Mesmo não valendo como voto, é interessante notar que a canção entrou no Top 10 do iTunes também o que pode dizer que Vanessa talvez tenha uma chance de estar presente na final, afinal de contas.

Hunter Plake, do Team Gwen e Aliyah Moulden, do Team Blake, subiram ao palco para cantar a música “Let it Go” do James Bay. Apesar de essa ser uma ótima canção para Hunter e até para Aliyah, quando os dois cantaram juntos não foi tão interessante assim. A voz dos dois não combinaram, mas quando separadas renderam bons momentos para ambos os candidatos.

Jesse Larson, do Team Adam e TSoul do Team Blake se juntaram para cantar “I Wish”. Foi uma apresentação com bastante energia e aparentemente os dois candidatos tiveram um bom momento no palco além de bastante química.

Por fim, tivemos Lauren Duski, do Team Blake e Brennley Brown, do Team Gwen. As duas cantaram a música “Good Hearted Woman” e essa foi uma apresentação bem fofa de se ver. A personalidade das duas se completaram muito bem durante a performance.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte o The Voice, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.

 

COMPARTILHAR
Andressa Oliveira
Metade campograndense, metade paulistana, jornalista e apaixonada por música. Escreve para o Nação da Música desde 2012, estuda música desde pequena, é obcecada por reality shows musicais, odeia atender telefone, mas não vive sem seu celular. Seriados, livros e comida também não podem faltar em sua vida.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!