Resenhas de CD's

Resenha: “Pentatonix” (2015) – Pentatonix

Em 2015, o grupo Pentatonix roubou todos os holofotes e desbancou Demi Lovato em outubro quando seu mais novo álbum estreou em 1º. lugar na Billboard. Mas o...

Resenha: “Casa Moxei” (2015) – Sala Espacial

Antes de ouvir o som do Sala Espacial, você deve esvaziar sua mente e se preparar para ser surpreendido por algo totalmente novo e original, deixando de...

Resenha: “29” (2015) – Ivo Mozart

Em 2012, a banda Pollo estourou com a música “Vagalumes”, que trouxe um nome ainda não muito conhecido no cenário. Trata-se do paulista Ivo...

Resenha: “If I Should Go Before You” (2015) – City and Colour

Dallas Green, ex-membro do Alexisonfire, lançou o seu primeiro álbum como City and Colour em 2005. Apesar de ter começado seu projeto solo de...

Resenha: “Beneath The Skin” (2015) – Of Monsters And Men

Of Monsters And Men volta ao Brasil para o Lollapalooza no próximo ano, mas o que esperar dessa nova fase do grupo? Em março,...

Resenha: “1989” (2015) – Ryan Adams

No final de 2014, Taylor Swift lançou o seu quinto álbum de estúdio, o “1989”. O disco quebrou vários recordes, fez um grande sucesso...

Resenha: “What Went Down” (2015) – Foals

O Foals está voltando ao Brasil para dois shows no neste mês, se apresentando em São Paulo no dia 7, e Rio de Janeiro...

Resenha: “5. The Gray Chapter” (2014) – Slipknot

Nesta sexta-feira (25), o Slipknot leva sua música ao Rock In Rio, seguido por uma apresentação em São Paulo no domingo (27). Então, para...

Resenha: “That’s The Spirit” (2015) – Bring Me The Horizon

Há alguns anos atrás, você poderia relacionar o Bring Me The Horizon com um som pesado, com influências diretas do metal ou deathcore, mas...

Resenha: “Beauty Behind The Madness” (2015) – The Weeknd

Você pode até não saber quem era Abel Tesfaye, mais conhecido como The Weeknd em 2011, mas tenho certeza que em algum momento de...

Resenha: “Wilder Mind” (2015) – Mumford & Sons

Quando você pensa em Mumford & Sons o que vem em sua cabeça? Porque se você pensa em banjos, folk tradicional e toda aquela...

Resenha: “Nheengatu” (2014) – Titãs

Os paulistas do Titãs chegaram como uma paulada nos anos 80, criticando a tudo e a todos, expondo os podres da ditadura que dominava...

Resenha: “Drones” (2015) – Muse

Em 2012, Muse colocou nas prateleiras um disco mais experimental e obscuro, o “The 2nd Law”. A utilização de elementos eletrônicos dividiu opinião dos...

Resenha: “Future Hearts” (2015) – All Time Low

All Time Low é aquela banda que você sabe identificar na hora que está tocando. O seu sexto álbum intitulado “Future Hearts” conta com...

Resenha: “Blurryface” (2015) – Twenty One Pilots

“who is blurryface?”. Twenty One Pilots foi apresentado como o melhor segredo da música no MTV Movie Awards 2014, mas com o lançamento de...

Resenha: “Burning Bridges” (2015) – Bon Jovi

Dois anos depois de “What About Now”, no dia 21 de agosto a banda Bon Jovi lançou seu mais novo trabalho intitulado “Burning Bridges”....