Clássicos do The Pretty Reckless agitam o show da banda em São Paulo

A banda de rock The Pretty Reckless não conseguiu lotar o Espaço das Américas nesta sexta (11), mas o público presente aproveitou bem o show. De longe, percebia-se que eram os fãs de verdade que estavam ali. O grupo veio ao Brasil pela turnê de “Who You Selling For”, disco lançado em outubro do ano passado.

Foram apenas 10 minutos de atraso até que Taylor Momsen e sua banda subissem ao palco, o show começou às 22h40. “Follow Me Down” foi a escolhida para abrir a noite e o público não poupou esforços para gritar e receber o grupo.

Mesmo com ótimas músicas no álbum “Who You Selling For”, trabalho que conta com um lado mais obscuro da banda, os pontos altos da noite foram ditados pelos clássicos do grupo. “Make Me Wanna Die”, “My Medicine” e “Since You’re Gone” fizeram o público cantar e pular junto com a cantora. O coro dos fãs era tão alto que formava uma segundo voz.

Taylor não esbanja presença de palco, ao longo do show, Momsen apostou em algumas frases rápidas e obrigado’s para agradar a galera. E agradou. Os fãs gritavam felizes por estarem presenciando o momento e até entoaram um “gostosa” para a cantora.

“Take Me Down” foi praticamente a única música do novo álbum que despertou total interesse das pessoas. Além dela, “Zombie”, canção do disco “Light Me Up”, foi uma das mais esperadas da noite. Em “Who You Selling For”, as pessoas tornaram o momento mais memorável acendendo a lanterna do celular.

Infelizmente o grupo deixou a desejar durante a finalização do show. “Fucked Up World” acabou se tornando tediante após um solo de cerca de 5 minutos do baterista. Por mais que o músico tenha feito um show a parte, o momento não era dos melhores.

The Pretty Reckless voltou melhor, mais aperfeiçoado musicalmente e experiente após três álbuns e muitos shows, mas definitivamente os clássicos comandam. A banda ainda faz show em Belo Horizonte.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte o The Pretty Reckless e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter,  Spotify e Instagram.

COMPARTILHAR
Juliane Romanini

Passo a maior parte do tempo escrevendo, procurando por bandas novas, lendo de tudo um pouco, destruindo umas paranoias da minha cabeça e assistindo tudo que vejo pela frente na Netflix. E por favor, make emo great again.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!