Capital Inicial
Foto: Rafael Strabelli / Nação da Música.

Estreando a turnê “Sonora”, o Capital Inicial se apresentou na noite de sábado (16) no Espaço das Américas, em São Paulo.

Às 23h30, a banda entrou no palco por trás de um pano branco meio transparente já estreando uma nova música. Durante ela, o tecido da frente caiu e ficaram num cenário feito com o símbolo e o nome do grupo atrás. No decorrer da noite, o cenário mudou para um grande painel de luzes.

Logo depois, tocaram dois de seus sucessos “Independência” e “Quatro Vezes Você”. Após essas, Dinho Ouro Preto fez seu primeiro discurso agradecendo a presença de todos e dizendo o quanto gostava de tocar na cidade. “Toda vez que toco em São Paulo fico comovido”, falou o vocalista.

A casa não estava completamente cheia, mas tinha um bom público. Havia bastante gente nas duas pistas, mas as pessoas tinham espaço para pular, dançar e transitar pelo local.

Este foi um dos poucos momentos que o cantor parou para falar com o público, tiveram momentos de interação, mas mais pedindo palmas, jogando munhequeiras, indo próximo à grade para dar a mão aos fãs, sem tanta conversa.

Entre o setlist, a banda de Brasília passou por grandes hits consagrados tanto da década de 90 quanto dos anos 2000. Mas como se tratava da turnê do álbum que está para ser lançado, eles aproveitaram para mostrar seu novo trabalho também. Confira um trecho de “Não Me Olhe Assim” que foi divulgada recentemente:

- PUBLICIDADE -

A plateia acompanhou bem a banda principalmente nos sucessos mais antigos como “Tudo Que Vai”, “À Sua Maneira”, “Natasha”, “Primeiros Erros” e “Não Olhe Pra Trás”. Os fãs ainda relembraram canções pouco tocadas como “Desespero”, primeira música composta junta, de acordo com Dinho Ouro Preto, e puderam ouvir um cover de “Otherside”, do Red Hot Chili Peppers.

- PUBLICIDADE -

E também não poderiam faltar famosas músicas do Aborto Elétrico, grupo de Brasília que deu origem à Legião Urbana e ao Capital Inicial. “Fátima”, “Veraneio Vascaína”, “Música Urbana” e “Que País É Este” foram as escolhidas. Esta última ainda contou com um breve momento de discurso político moderado do vocalista, que se limitou a dizer que eram muitos políticos com escândalo para dedicarem apenas a um a canção. “É quase como chutar cachorro morto”, falou o cantor.

Capital Inicial
Foto: Rafael Strabelli / Nação da Música.

Relembrando os sucessos da banda liderada por Renato Russo, o Capital Inicial tocou “Tempo Perdido”. Este foi um dos grandes momentos da noite, a música é um dos clássicos do rock nacional e é nítida a emoção quando eles a apresentam. O envolvimento do público e o jogo de luzes ajudaram a criar um ambiente ainda mais empolgante.

Para um lançamento de turnê, ficou faltando mostrar mais do novo trabalho que será lançado, mas as músicas consagradas conseguem agitar demais os fãs que acompanham a banda.

Foram duas horas de show que parecem não ser o bastante para tocar mais de três décadas de carreira.  A entrega de todos os integrantes é algo que não tem como não ser destacado, isso em conjunto com a seleção de músicas resultou na ótima noite de rock na capital paulista.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte Capital Inicial, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.