NM
Neste domingo (16), a Fresno realizou, em São Paulo, seu último show de 2018 durante o Convicção Festival. As fotos na galeria a cima, foram tiradas através das lentes de Rafael Strabelli.

O evento criado pela própria banda gaúcha tinha como propósito, segundo o vocalista Lucas Silveira, dar espaço a novos nomes, algo que o cantor disse ser essencial na música e que ele sentiu muita falta quando começou. Eles, inclusive, fizeram show na rua durante a semana passada para atrair pessoas.

O festival iniciou às 17h com o público ainda chegando na Audio, casa de show na zona oeste paulista. Os gaúchos entraram às 21h, mas antes disso passaram pelo palco Os Caras e Carol (formado por Carolina Coutinho, Diego Estteve, João Loroza, Leonardo Maciel e Ruvício Santos), Konai e O Trago (grupo formado pelos ex-integrantes do NX Zero Rafael Mimi, Fi Ricardo, Yuri Nishida, Daniel Weksler e pela vocalista Ale Labelle).

Quando o grupo mais aguardado da noite entrou, o local não estava completamente cheio, quem estava mais próximo da grade ficava um pouco apertado, mas para o fundo havia bastante espaço.

O show foi bem enérgico, trazendo principalmente músicas mais agitadas, misturando antigas com algumas novas que foram lançadas neste ano. Eles começaram a noite com “A Minha História Não Acaba Aqui”, passando por “Redenção” e “Acordar”.

Durante as cinco primeiras canções, não houve muita interação com a plateia, mas durante “Deixe Queimar”, Lucas separou um momento para relembrar de Marielle Franco. O cantor cobrou respostas sobre o caso da vereadora assassinada há nove meses no Rio de Janeiro e que ainda não teve resolução. Neste momento, ele foi amplamente aplaudido e ovacionado.

- PUBLICIDADE -

Uma das faixas novas apresentadas em São Paulo foi “De Verdade”, que tinha sido lançada dois dias antes, na sexta-feira (14). Nesta hora, apenas o vocalista ficou no palco tocando e cantando, confira abaixo um trecho de como foi. Além dela, eles tocaram “Natureza Caos” e “Convicção” que também foram liberadas neste ano.

View this post on Instagram

Fresno apresenta a recém lançada "De Verdade" na Audio, em São Paulo, durante o Convicção Festival

- PUBLICIDADE -

A post shared by Nação da Música (@nacaodamusica) on

Outro momento de impacto no show foi quando apresentaram “Eu Sou a Maré Viva” e o cantor falou sobre suas experiências e como os acontecimentos ruins também são importantes para moldar como somos hoje. Veja também um pedaço de como foi esta música.

View this post on Instagram

- PUBLICIDADE -

Durante o Convicção Festival, Fresno toca "Eu Sou A Maré Viva" na Audio em São Paulo #Fresno

A post shared by Nação da Música (@nacaodamusica) on

Foi um show bem animado com, aproximadamente, uma hora e meia de duração. E, claro, com uma banda de quase duas décadas sempre tem quem ache que o setlist não estava completo, mas seria impossível relembrar tudo que já fizeram. No entanto, a escolha das músicas foi muito boa, passou por diversos álbuns da carreira e ainda pôde mostrar um pouco do futuro do grupo, que, de acordo com o próprio vocalista, ano que vem terá disco novo.

Setlist
A Minha História Não Acaba aqui
Redenção
Acordar
Crocodilia
Eu Sei
Deixa Queimar
Manifesto
Milonga
De Verdade
Eu Sou A Maré Viva
Natureza Caos
Infinito
Diga
Convicção
Cada Poça Dessa Rua Tem Um Pouco de Minhas Lágrimas
Revanche
Quebre as Correntes

Deixe seu comentário no final dessa publicação, marque seus amigos que também curtem Fresno, acompanhe a nossa agenda de shows e a Nação da Música através do Twitter, Facebook, Instagram e Spotify. Muito obrigado pela visita e por ler essa matéria!