Especial: The Voice USA (13) – Veja como foi a segunda noite de playoffs

Mais um dia de playoffs no The Voice! Nessa terça-feira (14) vimos o Team Adam se apresentar. Lembrando que nessa temporada, os playoffs foram gravados e não transmitidos ao vivo, logo, quem fez as escolhas foram os próprios técnicos e não o público. Veja então quem do Team Adam segue para os live shows da 13ª temporada.

Team Adam

Quem abriu a noite foi Adam Cunningham – que o técnico roubou do Team Blake. Cantando “Have a Little Faith in Me” o candidato fez uma ótima apresentação, mostrando inclusive, que tem chances de levar o time para a final.

Na sequência vimos Whitney Fenimore – a candidata que Adam trouxe de volta. Cantando “If It Makes You Happy”, uma escolha muito boa para a sua voz, Whitney teve um bom momento no palco e mostrou que merecia sim uma segunda chance.

Emily Luther recebeu o desafio de cantar a música “Lovesong”. Sua performance foi profissional e sem erros, mas achei que faltou um pouco de paixão e emoção. Acabou se tornando “entediante”.

Anthony Alexander subiu ao palco para cantar a música “Perfect”. O que eu sempre senti em suas apresentações, continua: falta maturidade. Ele parecia até um pouco perdido no palco, apesar dos vocais também não apresentarem muitos erros.

Na sequência Jon Mero cantou a música “When We Were Young”. Aqui vemos o candidato realmente se conectando com a música e fazendo uma apresentação incrível – nada mais justo, já que nos knockouts sua performance foi reproduzida em montagem rápida.

Por fim, Addison Agen subiu ao palco para cantar “Angel From Montgomery”. Sua apresentação mostrou muita maturidade e profissionalismo, apesar de não ser o melhor vocal da candidata até agora.

Então Adam tomou sua decisão escolhendo Addison, Jon Mero e Adam para continuar em seu time no The Voice.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte The Voice, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.

 

COMPARTILHAR
Andressa Oliveira

Metade campograndense, metade paulistana, jornalista e apaixonada por música. Escreve para o Nação da Música desde 2012, estuda música desde pequena, é obcecada por reality shows musicais, odeia atender telefone, mas não vive sem seu celular. Seriados, livros e comida também não podem faltar em sua vida.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!