Especial: The Voice USA (19) – Veja como foi mais uma noite de audições

The Voice
Foto: Youtube.
Mar Aberto
Mar Aberto

Nesta segunda-feira conferimos mais uma parte das audições da 19ª temporada do The Voice USA, nosso reality show musical favorito. Gwen, Blake, John e Kelly continuam em busca de candidatos para os seus times. Veja tudo o que rolou nessa noite.

A primeira performance da noite foi de Julia Cooper, que ao som de “Alaska”, de Maggie Rogers, encantou John Legend de primeira. Em seguida, Kelly e Gwen também se rendem à performance e entram na disputa pela candidata. Apesar de todos os argumentos, parece que Julia já estava decidida e ela opta pelo Team Legend.

John Sullivan sobe ao palco do The Voice ao som de “Operator (That’s Not The Way It Feels)”, de Jim Croce, e consegue chamar a atenção de John, Gwen e Blake. Os técnicos fazem questão de elogiar sua apresentação e excelente desempenho, mas parece que Blake se sobressai e John decide integrar o seu time.

Vez ou outra somos supreendidos por um adolescente que definitivamente não tem a voz de acordo com sua idade. Skylar Alyvia é uma delas, e aos 15 anos canta o hit de The Weeknd, “Blinding Lights”, com toda a força que pode. Kelly Clarkson é a única a se virar e honestamente, é exatamente disso que ela precisa.

Mar Aberto
Mar Aberto

Com uma performance bem baseada na emoção, Lain Roy apresenta “Someone You Loved”, de Lewis Capaldi. O que pode atrapalhar seu desempenho, que é a escolha de uma música muito óbvia, parece ter trabalhado em favor já que Gwen e John viram suas cadeiras. Provavelmente influenciada pela experiência em tons femininos, Lain entra no Team Gwen.

Um das melhores performances da noite não ficou para o fim, como estamos acostumados. O trio Worth the Wait encantou absolutamente todos os técnicos ao som de “Wehn Will I Be Loved”, de Linda Ronstadt. Com todos eles exibindo seus talentos na tentativa de atrair as participantes, é Blake quem parece desde o início ter sido o favorecido e é quem leva a melhor na disputa.

Com um clássico e uma atitude bastante confiante, Emmalee escolhe a canção “How Will I Know”, de Whitney Houston. No The Voice, arriscar pode ser extremamente favorável ou não, mas parece que nesse caso deu certo. John e Kelly disputam pela candidata, mas é Clarkson quem leva a melhor desta vez.

O tempo está passando e nem todos os técnicos possuem espaço em seu time para os competidores que desejam, e foi exatamente isso que aconteceu com Kelly Clarkson. Quando Bailey Rae começa a cantar “Does My Ring Burn Your Finger”, de Lee Ann Womack, ela não pode se virar. John aproveita a oportunidade e consegue levá-la ao seu time.

Chegando aos últimos momentos do programa, vimos Tori Miller cantando “When You Say Nothing At All”, de Keith Whitley. Gwen é a única a se virar para ela, apesar dos outros técnicos terem apontado erros que provavelmente farão seu desempenho melhorar se usados corretamente.

A última performance da noite é memorável, com uma releitura incrível de “Watermelon Sugar”, de Harry Styles. Esta certamente seria uma apresentação digna de 4 cadeiras, mas como alguns técnicos já estão com seus times cheios, é somente John quem tem a oportunidade de conseguir o competidor.

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam The Voice, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

Mar Aberto
- PUBLICIDADE -