Bohemian Rhapsody
Divulgação

“Bohemian Rhapsody” é um filme biográfico sobre a banda inglesa Queen. Dirigido por Bryan Singer, o longa conta com Rami Malek em seu papel principal como Freddie Mercury. Brian May e Roger Taylor, ex-integrantes da banda, participaram do processo como consultores da produção. O filme estreia nos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (01) e seu trailer poderá ser assistido no fim da matéria.

Durante os anos 70, Freddie Mercury juntamente com Roger Taylor, Brian May e John Deacon decidem montar uma banda. Ao começarem a ascender no mundo da música como o Queen, o vocalista perde o controle de sua vida extravagante, e precisa encontrar uma maneira de lidar com sua fama e todos os desafios que vieram com a mesma.

A trilha sonora de “Bohemian Rhapsody” conta com 22 faixas do Queen, e neste post destacamos algumas das mais icônicas canções da banda. Confira:

Bohemian Rhapsody

“Bohemian Rhapsody” foi escrita por Freddie e integrou o disco “A Night at the Opera”, lançado em 1975. Na época de seu lançamento, chegou a ser considerado o single mais caro, apesar do custo total de sua produção nunca ter sido revelado. Foi um sucesso comercial e vendeu mais de um milhão de cópias até o fim de Janeiro de 1976. Em 2004 a canção foi introduzida ao Grammy Hall of Fame.


- PUBLICIDADE -

Love Of My Life (Live at Rock in Rio)

“Love of My Life” também fez parte do “A Night at the Opera”, e alcançou posições incríveis nas paradas musicais do Brasil e da Argentina. A versão presente na trilha sonora foi uma gravação retirada da icônica apresentação da banda na primeira edição do Rock in Rio, em 1985, no Rio de Janeiro. É até hoje lembrado como um dos momentos mais marcantes do festival.


Under Pressure (feat. David Bowie)

- PUBLICIDADE -

“Under Pressure” marcou a parceria entre o Queen e David Bowie, fazendo parte do disco “Hot Space”, de 1982. Este se tornou o segundo single da banda a alcançar o topo das paradas do Reino Unido, sendo o terceiro de Bowie. Já nos Estados Unidos, não obteve o mesmo sucesso comercial, ainda assim integrando a Billboard Hot 100. A Rolling Stone listou a canção na segunda posição das melhores colaborações de todos os tempos.


Don’t Stop Me Now

“Don’t Stop Me Now”, assim como as outras citadas anteriormente, foi escrita por Freddie Mercury e esteve presente no disco “Jazz”, de 1979. Posterior ao seu lançamento, a canção foi utilizada em diversos comerciais e programas de TV, colaborando para que se tornasse um dos maiores hits do Queen. Em uma votação também realizada pela revista Rolling Stone, foi escolhida como a terceira melhor canção do grupo.


- PUBLICIDADE -

We Will Rock You

“We Will Rock You” foi composta por Brian May e apareceu no disco “News Of The World”, e assim que foi lançada, era tocada interruptamente por várias rádios. Se tornou um tipo de “hino” para eventos esportivos ao redor do mundo, e já teve diferentes versões feitas por diversos artistas. Em 2009, foi introduzida ao Grammy Hall of Fame.


We Are The Champions (Live at Aid concert)

“We Are the Champions” também é pertencente ao disco “News Of The World”, e pode ser considerada a maior música da banda. Já em seu lançamento alcançou sucesso comercial, incluindo as paradas musicais dos Estados Unidos. Um estudo feito em 2011 cientistas concluiu que esta é a canção mais “chiclete” da história da música popular. Assim como no Rock in Rio, “We Are The Champions” teve um de seus momentos mais marcantes ao vivo no Live Aid concert, realizado no estádio de Wembley, em 1985.


Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte Trilha Sonora, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram. Confira abaixo o trailer de “Bohemian Rhapsody”: