Nós
No dia 21 de março deste ano, foi lançado nos cinemas brasileiros o filme “Nós”, traduzido do inglês “Us”,  com direção e roteiro do visionário Jordan Peele, contando com um elenco marcante e recheado, com nomes como Lupita Nyong’o (Pantera Negra e 12 Anos de Escravidão), Winston Duke (Pantera Negra), Elisabeth Moss (The Handmaid’s Tale) e Anna Diop (Titãs).

O longa é o segundo do diretor, que já havia apresentado “Corra”. A trama conta a história de uma família composta pela mãe, chamada Adelaide (Lupita Nyong’o), o pai, Gabe (Winston Duke) e duas crianças, Zora (Shahadi Wright Joseph) e Jason Wilson (Evan Alex), com o planejamento de um final de semana relaxante na praia. Porém, somos apresentados inicialmente ao passado de Adelaide que, quando criança, passou por uma situação em Santa Cruz, lugar em que irão visitar e que traz muitas recordações e fantasmas à protagonista. De repente, o grupo familiar se vê ameaçado por inimigos que contam com seus mesmos rostos, invadindo sua casa. A obra tem o intuito de chocar o público com críticas explícitas e implícitas a diversos problemas mundiais relacionados, principalmente, ao preconceito, racismo e desigualdade social e de oportunidades.

Peele, que iniciou sua carreira na comédia, com esquetes para o programa “Key and Peele”, está cada vez mais consolidado no gênero do terror, entregando duas obras que fizeram muito sucesso nas críticas. Neste, entrega uma história passível de diversas análises e totalmente reflexiva, provocando o espectador a pesquisar e tentar enxergar situações presentes no cotidiano, com atuações memoráveis, destacando a de Lupita.

A trilha sonora também é peça chave da película, necessária para se criar a atmosfera proposta. Com isto, confira abaixo 4 músicas presentes:

“Les Fleurs” – Minnie Riperton

É a faixa que abre o álbum “Come to My Garden”, o primeiro solo de Minnie Riperton, lançado no ano de 1970, sendo produzido e orquestrado por Charles Stepney. Com seu vocal poderoso, a cantora se mistura a backing vocals marcantes e um instrumental muito bem encaixado, dando ênfase ao trompete e bateria.

- PUBLICIDADE -

A música tem participação em um momento crucial no final do filme e, também, nos créditos.


“I Got 5 On It” – Luniz

Pode ser definido como um dos maiores clássicos da história do rap. Lançado em 1995 pela dupla composta por Yukmouth e Numskull, com participações de Michael Marshall, é o single de mais impacto do álbum de lançamento do grupo, intitulado “Operation Stackola”. Sendo revolucionária no conceito de utilização de samples, a canção serviu de base para a criação de muitas outras por diversos artistas, estes internacionais e até nacionais, rodando até em clássicos dos games, como Grand Theft Auto V.

- PUBLICIDADE -

No filme, pode-se dizer que é a música que tem mais impacto, sendo usada em sua versão original e, em momentos tensos, remixada para que fique orquestrada, propriamente para ser usada na obra. Está presente no trailer e em diversos outros momentos, alternando entre situações tranquilas e pavorosas.

Original:


Remixada:


- PUBLICIDADE -

“Fuck Tha Police” – N.W.A

Outro clássico da história do hip hop mundial. É umas das faixas mais marcantes de protesto já criadas, com autoria do grupo NWA, aparecendo em seu álbum de 1998, intitulado “Straight Outta Compton”. Falando sobre a violência policial, principalmente com negros, os artistas Ice Cube, Eazy-E, Dr. Dre, Arabian Prince, MC Ren e DJ Yella marcaram seus nomes na música, estando, pela Rolling Stone, entre as 500 melhores músicas de todos os tempos. Conta com a presença de scratches (técnica de “arranhar”o disco) fortes e evidentes, além de sua batida marcante e vocais poderosos dos cantores.

A canção provocou polêmicas no momento de lançamento, devido a sua letra forte e agressiva, misturando vertentes como hardcore rap e gangsta rap. Entretanto, sua frase principal ainda é constantemente usada na cultura pop atual e foi um marco na voz ativa do rap como forma de protestar por direitos iguais e outras questões importantes que afetam muitos no mundo.

No filme, o single se encaixa perfeitamente a uma cena em específico, servindo como uma crítica feita pelo diretor Jordan Peele.


“Good Vibrations” – Beach Boys

Composta por Brian Wilson e Mike Love, foi lançada em 1966 pelos Beach Boys. É considerada pela Rolling Stone como uma das 10 melhores músicas de todos os tempos, se tornando um marco na história.

Apostando na calmaria, até em função do título, tornou-se revolucionária por misturar alguns estilos novos para a época, com sonoridade complexa que consegue transmitir a sensação de relaxamento e, ao mesmo tempo, ser dançante. Por sua letra que clama por boas vibrações, a música é comumente relacionada à movimentos que buscam a paz, atingindo não só o cenário musical, mas também ideológico. Está presente no disco “Smiley Smile”, divulgado em 1967.

No filme, ela é utilizada em um momento um pouco em contraste do que é o single, tornando a cena arrepiante e reflexiva.


Caso você não tenha assistido a obra e quer conhecer um pouco mais, é possível conferir o trailer legendado logo no final da notícia!

Deixe seu comentário no final dessa publicação, marque seus amigos que também curtem Nós, acompanhe a nossa agenda de shows e a Nação da Música através do Twitter, Facebook, Instagram e Spotify. Muito obrigado pela visita e por ler essa matéria!