Homem-AranhaNa próxima quinta-feira (04), os cinemas brasileiros receberão a estreia de “Homem-Aranha: Longe de Casa” (Spider-Man Far From Home”), produzido por Kevin Feige e Amy Pascal e, também, pelas associação Marvel Studios e Columbia Pictures, sendo o segundo filme solo do cabeça de teia interpretado por Tom Holland.

O longa é dirigido por Jon Watts, responsável por iniciar essa nova saga do Aranha, e será distribuído pela Sony Pictures Releasing. O elenco traz muitos nomes já conhecidos do Universo Cinematográfico da Marvel, como o já mencionado Tom, Samuel L. Jackson (trilogia “Vingadores”, “Pulp Fiction” e “Capitã Marvel”), Zendaya (“Homem-Aranha: De Volta ao Lar”, “O Rei do Show” e “Euphoria”), Cobie Smulders (“How I Met Your Mother” e trilogia “Vingadores”), Jacob Batalon (“Homem-Aranha: De Volta ao Lar”, “Vingadores: Guerra Infinita” e “Ultimato”), entre outros. Porém, este recebe a participação de peso de Jake Gyllenhaal (“O Abutre”, “Donnie Darko” e “Brokeback Mountain”).

O enredo segue a história de Peter Parker, após os acontecimentos de “Vingadores: Ultimato”. O garoto irá fazer uma viagem escolar para a Europa, acompanhado de M.J (Zendaya) e Ned (Jacob Batalon). Ao chegar no Velho Continente, é recrutado por Nick Fury (Samuel L. Jackson) e Mariah Hill (Cobie Smulders), agentes da S.H.I.E.L.D, para deter novas ameaças que estão aparecendo nas principais cidades. Ao perceber que seu esforço está sendo em vão, Parker é apresentado a Quentin Beck (Jake Gyllenhaal), indivíduo que diz ser de outro universo e utiliza o nome de Mysterio. Com muitas reviravoltas, descobertas e situações difíceis, o Amigão da Vizinhança terá que encarar novos problemas oriundos de diversas fontes.

Uma curiosidade é o jogo de palavra feito para a produção. Ao receber seu primeiro filme solo desta novo fase do Homem-Aranha, o nome escolhido foi “De Volta Ao Lar”, fazendo referência aos quadrinhos e, também, ao novo processo de apresentação do personagem. Já no segundo, ele já conhecido, irá viajar e se distanciar de Nova Iorque, sua terra natal. Desta maneira, aproveitando a referência, utilizaram “Longe de Casa”, representando sua independência e distância.

A película recebeu trilha sonora original por Michael Giacchino, com 25 músicas, além de outras conhecidas que são tocadas no longa. Desta maneira, vamos visualizar 4 canções presentes:

“I Will Always Love You” – Whitney Houston

- PUBLICIDADE -

Originalmente escrita e gravada por Dolly Parton em 1973, a canção ganhou muito sucesso na voz de Whitney Houston, um dos maiores nomes existentes de R&B e, também, da música como um todo, em 1992, destinada ao longa “O Guarda Costas”, estrelado por ela com Kevin Costner.

Com muitas puxadas, afinação impecável, mudanças de tom e partes a capella, a cantora demonstra seu poderio vocal, bem poderoso, acompanhada de um solo de saxofone feito por Kirk Whalum. Após seu lançamento, ganhou notoriedade e se tornou um clássico em pouco tempo, sendo considerada um marco nas músicas românticas.

A faixa vendeu mais de 20 milhões de cópias, tornando-se a mais vendida por uma artista mulher de todos os tempos. Além disso, é a sexta colocada na lista de “50 Melhores Canções de Amor de Todos os Tempos”, feita pela Billboard.


- PUBLICIDADE -

“Back In Black” – AC/DC

Um clássico do rock and roll feito pelos australianos do AC/DC, na voz de Angus Young. Lançada em 1980 para o álbum de mesmo nome, o sétimo da banda, se tornou uma faixa marcante para o gênero e muito se é utilizada na cultura pop.

O riff de guitarra que inicia a música se tornou uma marca registrada, inconfundível aos ouvintes quando começa. Com uma sonoridade clássica do grupo, com muitos solos, voz poderosa de seu vocalista e bateria evidente, o single é uma homenagem ao ex-membro Bon Scott, o que explica o nome “Back In Black”, ou seja, eles estão de volta, só que de luto pela morte do companheiro.

A Rolling Stone a coloca na posição 190 em sua lista das 500 melhores músicas de todos os tempos e já recebeu, por duas vezes, o status de platina. Além de aparecer em “Homem-Aranha: Longe de Casa”,  a canção já apareceu em diversos outros filmes e séries, como “Homem de Ferro”, “Supernatural”, “Escola de Rock”, entre outros, demonstrando seu impacto no cenário musical e cultural.


- PUBLICIDADE -

“I Wanna Be Your Boyfriend” – Ramones

Escrita pelo baterista Tommy Ramone, é a segunda música feita pelos pilares do Punk Rock, sendo lançada em 1976, sucedendo o clássico “Blitzkrieg Bop”. Está presente no primeiro álbum da banda, intitulado “Ramones”, sendo considerado pela Rolling Stone o 33º melhor de todos os tempos.

Com a inconfundível voz de Joey Ramone, é uma faixa mais cadenciada, com backing vocals suaves, mas marcantes, e um instrumental leve. A letra é reduzida, com poucos versos, e demonstram o romantismo da canção com os constantes pedidos de namoro feitos durante.

Uma curiosidade é que, antes do lançamento do disco, o grupo preparou uma demo composta por 3 músicas, entre elas “I Wanna Be Your Boyfriend”, para apresentar ao dono da gravadora Sire Records. Após ele ouvir, conseguiram um contrato com a mesma e lançaram “Ramones”.


“Town Called Malice – The Jam”

Lançada em 1982 pelos britânicos do “The Jam”, está presente no último álbum da banda, intitulado “The Gift”.

Sendo um rock dançante, característico da época, é marcado pela presença de instrumentos diversos, como a forte presença do baixo e bateria, a sonoridade do pandeiro meia lua e os toques do teclado, além da clássica guitarra. O vocal é forte, casando com a instrumentalidade, e é acompanhado por alguns backing vocals.

A canção já foi utilizada em outros nomes do entretenimento, como “Billy Elliot”, “The Matador” e “Walking Dead. O título do single é um jogo de palavras feito à partir do livro “A Town Like Alice”, escrito por Nevil Shute.


Caso você não tenha visto nada sobre o filme e quer conhecer um pouco mais, é possível conferir o trailer legendado logo no final da notícia!

Deixe seu comentário no final dessa publicação, marque seus amigos que também curtem Homem-Aranha: Longe de Casa, acompanhe a nossa agenda de shows e a Nação da Música através do Twitter, Facebook, Instagram e Spotify. Muito obrigado pela visita e por ler essa matéria!