Entrevistamos Slayyyter sobre novo single “Clouds” e álbum de estreia

slayyyter
Foto: Sophia Liv
- PUBLICIDADE -
Melim
- PUBLICIDADE -
Maneva
Melim

Nesta sexta-feira (26), a cantora Slayyyter divulgou o novo single “Clouds”, que chegou acompanhado de videoclipe oficial. A faixa faz parte do álbum de estreia da norte-americana, “Troubled Paradise”, que será lançado no dia 11 de junho.

- PUBLICIDADE -
Maneva

Nascida Catherine Slater, a artista começou a carreira musical escrevendo e gravando músicas dentro do próprio quarto e as lançando na plataforma Soundcloud. Ela cresceu ouvindo cantoras pop como Britney Spears, Lady Gaga e a girlband Spice Girls e agora segue o rumo pop de uma maneira nova e inovadora.

- PUBLICIDADE -

A Nação da Música conversou com Slayyyter via Zoom sobre o processo criativo do single “Clouds”, o que os fãs podem esperar do primeiro disco da carreira e também sobre as colaborações que ela gostaria de fazer.

- PUBLICIDADE -

Entrevista por Marina Moia.

- PUBLICIDADE -

————————– Assista ao vídeo da entrevista (com legendas!):

————————– Leia a íntegra:
Você tem uma música nova que será lançada nos próximos dias. “Clouds”! Eu já a ouvi e amei. A música também vai ganhar videoclipe. O que você pode nos contar sobre o processo criativo e as gravações do videoclipe?
Slayyyter: O processo criativo desta música foi… Eu recebi a batida no início da quarentena de um produtor chamado Nico Pop. Soava tão triste e melancólico e eu nem pensei num conceito pra ela logo de cara, mas comecei a escrever e saiu essa música pop e dance sobre ter depressão, o que eu acho que é um contraste interessante.

- PUBLICIDADE -

Para o videoclipe, eu queria fazer algo que fosse bem onírico. O título é “Clouds” (nuvens), então eu queria incorporar as nuvens… No meu álbum tem uma música com o tema de paraíso e eu acho que “paraíso” é uma outra palavra para “céu”. Eu queria que parecesse uma história, quase que um conto de fadas triste. Eu comecei a juntar referências sobre isso e o diretor Munachi estava na mesma que eu e queria fazer um chá da tarde que misturasse O Mágico de Oz e Alice no País das Maravilhas. Eu acho que ficou bem bonito. É o meu videoclipe favorito deste ciclo do álbum. Estou muito empolgada para que as pessoas assistam. E eu acho que a letra da música toca em alguns temas importantes.

Você trabalhou com o mesmo diretor de “Troubled Paradise”. Vai ser muito diferente do que já vimos neste anterior?
Slayyyter: Sim! Acho que “Troubled Paradise”, enquanto videoclipe, tem uma vibe mais sombria, com neon e um clima dos anos oitenta. É mais como um término raivoso do que tristeza, melancolia, sentimentos de depressão…

- PUBLICIDADE -

[“Clouds”] Tem menos coreografia e é mais eu performando a música. Eu acho que a gente quis deixar um pouco essa parte da coreografia de lado e fazer algo que combinasse mais com a tristeza e os sentimentos que a música transmite. Porque é realmente uma música muito triste. Eu sinto que são sentimentos que eu não falo publicamente no meu Twitter, mas que eu coloco pra fora na minha música.

O seu disco de estreia vai ser lançado em junho! Aposto que você está muito empolgada e um pouco ansiosa! O que os fãs podem esperar deste álbum?
Slayyyter: Eu acho que eles podem esperar uma versão diferente de mim mesma. Eu queria ser eu mesma neste projeto. E não imitar os artistas que eu cresci ouvindo. Queria encontrar meu som próprio e minha personalidade própria. Queria encontrar conceitos e temas que me fizessem ficar empolgada com a música.

- PUBLICIDADE -

Acho que eles [os fãs] podem esperar um lado diferente de mim mesma… Todas as músicas do álbum… eu escrevo minha música de forma bem pesada. Tem muito das minhas histórias e sentimentos pessoais. É basicamente a minha vida nos dois últimos anos num álbum de 12 faixas. Eu espero que eles gostem dessas músicas que falam sobre corações partidos e tristeza, mas que consigam dançar com as músicas também…

Como você disse, são músicas bem pessoais. Qual mensagem você quer passar aos fãs com esse disco?
Slayyyter: Acho que mesmo com todas as coisas difíceis que acontecem com a gente na vida, não importa, sempre vai ter o paraíso no final da estrada. Você só precisa continuar. Por mais triste que eu estivesse nos últimos dois anos, eu estava num lugar bem ruim, onde eu bebia sem controle e festejava muito, sem me importar com nada. Acho que ao escrever esse álbum e ao passar por algumas desilusões, eu dei um passo pra trás e percebi que coisas mais felizes estão no caminho, desde que você seja gentil com você mesma e faça as coisas que ama. Eu sinto que mesmo quando as coisas ficam muito difíceis, sempre vai ter o paraíso no final da estrada e este é o tema principal do disco.

- PUBLICIDADE -

A pandemia e a quarentena inspiraram você de alguma maneira? Ou afetou a sua criatividade ou processo criativo?
Slayyyter: No começo, eu estava compondo muito. E eu fiquei meio esgotada de escrever tantas músicas. Acho que quando começou a quarentena todo mundo ficou empolgado para começar um hobbie, começar a correr todos os dias… Depois todo mundo percebeu que essa situação não iria passar e agora fico apenas deitada na cama assistindo Netflix, então… Teve um período em que eu não estava muito criativa, mas eu acho que criatividade é como uma montanha russa para mim. Às vezes eu tenho picos e depois vai pra baixo de novo. Felizmente, eu estou voltando ao meu pico agora! Acho que depois deste álbum pode diminuir de novo antes que eu imagine, então não sei.

Como você se sentiu ao ser nomeada como o futuro da música pop? É um grande título!
Slayyyter: Foi muito legal! Eu sempre amei demais música pop e é o tipo de música que mais ouvi enquanto crescia. Eu cresci ouvindo Britney Spears, Lady Gaga, Spice Girls e artistas assim… Então as pessoas se conectarem com o que eu faço e acharem que eu tenho um olhar novo ou futurista da música pop realmente faz com que eu me sinta bem e é algo bem especial.

- PUBLICIDADE -

Eu sempre me interessei por artistas que fazem as coisas que nunca foram feitas antes por outras pessoas antes. Então, para as pessoas pensarem isso da minha música, faz com que eu me sinta super bem e tenha certeza que estou onde devo estar.

Você começou bem jovem, gravando músicas no seu quarto e as colocando no Soundcloud. E agora, mesmo antes do seu primeiro disco, você já esgotou shows, tem milhões de visualizações no seu canal do Youtube… Como tem sido essa jornada para você?
Slayyyter: Tem sido uma loucura! Acho que tudo isso aconteceu nos meus vinte anos. E sabendo como eu era quando adolescente, querendo muito tocar para outras pessoas e fazer com que as pessoas se importassem com as minhas músicas e com o que eu tinha a dizer, tem sido uma viagem! Porque eu sempre acho que é um sonho e que eu vou acordar a qualquer momento. Eu não consigo acreditar. Há 3 anos, eu era uma recepcionista num salão de beleza, atendendo telefonemas e eu rezava e pedia para que um dia eu tivesse o meu emprego dos sonhos. E agora que eu tenho eu me sinto muito grata e não tomo nenhum dia como certo, sinceramente.

- PUBLICIDADE -

Quais artistas e bandas você mais ouviu no ano passado, que todo mundo ficou preso nas próprias casas? E também, tem alguém com quem você gostaria de colaborar no futuro?
Slayyyter: Por toda a quarentena e ainda hoje eu tenho ouvido o novo disco da Gaga, “Chromatica”. Acho que foi um presente tão legal a gente ter esse disco durante a quarentena, ter um álbum para dançarmos nas chamadas de Zoom, sozinhos ou com qualquer pessoa. Este é um álbum que eu tenho ouvido sem parar.

Agora sobre colaborações, se tratando de produtores, eu adoraria trabalhar com o Pharrell. Seria uma colaboração dos sonhos. E falando de artistas, eu tenho ouvido muito a Kilo Kish, uma artista incrível com quem eu adoraria colaborar. Eu adoraria trabalhar com algum artista country! Ou fazer algo nesse estilo. Porque eu acho que a música country é muito boa! É uma opinião impopular. Mas sim, eu amo e adoraria fazer uma colaboração country.

- PUBLICIDADE -

Você recebe muitas mensagens dos fãs brasileiros? Tem planos para tocar aqui quando for possível?
Slayyyter: Sim, com certeza! Eu adoraria ir ao Brasil após a pandemia! Sinto que está no topo da minha lista, principalmente porque nunca fiz turnê fora dos Estados Unidos. Estou ansiosa para ver o que este álbum vai trazer e que tipo de show posso formular, quero fazer algo bem especial. Quero levar para todos os lugares, principalmente para o Brasil. Sinto que os fãs [brasileiros] são muito mais intensos do que em qualquer outro lugar!

Por último, mas não menos importante, gostaria de mandar uma mensagem aos fãs brasileiros?
Slayyyter: Sim! Eu amo vocês! Todos os memes que eles me mandam são muito engraçados e me fazem rir o dia inteiro. Eu fico no Twitter o dia todo lendo os tweets porque quero saber o que eles têm a dizer sobre os meus lançamentos e tudo mais. Eu amo vocês e espero vê-los em breve! No pós-pandemia!

- PUBLICIDADE -

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Slayyyter, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

Jornalista e apaixonada por música desde que se conhece por gente.