Entrevistamos a banda KOKO sobre o novo EP “All Together Now”

KOKO
Foto: Divulgação
Mar Aberto
Mar Aberto

Formada por Oliver Garland, Harry Dobson e Ashley C, a banda KOKO é natural de Bristol, cidade localizada ao sudoeste da Inglaterra. Os integrantes se conheceram em uma festa alguns anos atrás e estão tocando juntos desde então.

O mais recente material do trio, o EP intitulado “All Together Now”, chegou às plataformas digitais no final de outubro e é composto por quatro faixas. Misturando diversos elementos em seu som, a Koko foi elogiada pela crítica especializada indie, que aposta que eles terão lugar marcado nas listas de hits do ano.

A Nação da Música teve a oportunidade de conversar com a banda sobre o seu atual projeto, composições, e sobre o processo de criação durante a pandemia, uma vez que o vocalista Oliver acabou contraindo o coronavírus e ficou de cama por dois meses.

Entrevista por Katielly Valadão.
——————————— Leia a íntegra:
Oi, pessoal! Como vocês estão? Vocês acabaram de lançar um novo material, o EP que se chama “All Together Now”. Para começar, usando as suas próprias palavras, como vocês descreveriam esse projeto?

KOKO: Hey! Está tudo bem na medida do possível, considerando a pandemia! Nós estamos super animados por termos acabado de lançar esse EP! Nós queríamos experimentar mais com esse EP e transmitir mais personalidade, acredito. Queríamos um som mais dançante, brilhante, e acreditamos que fizemos isso à maneira da KOKO.

Mar Aberto
Mar Aberto

Eu já escutei o EP e tenho que dizer que está realmente muito bom! Gostei da maneira como vocês incorporaram diferentes elementos no som de vocês. Quais vocês diriam que são as principais influências musicais e criativas da banda?
KOKO: Ah, obrigado! É, nós meio que gostamos de diferentes tipos de música, seja hip hop, dance, pop, todos nós trazemos diferentes elementos de cada gênero e basicamente apenas tentamos mesclá-los para criar o som da Koko.

E ainda dentro desse tópico criativo, as letras das canções são bem intensas, e aqui faço uma menção especial para “Silly With It”, que é bem apaixonada e viva. Contem para nós, como ocorre o processo de composição entre vocês?
KOKO: Todas as nossas letras saem de experiências (algumas boas, algumas ruins), e as coisas gerais pelas quais cada um passa e que as pessoas podem se identificar. Nós apenas amamos ser honestos em nossas músicas, e é por isso que acho que as pessoas podem se conectar com elas tão bem.

Esse foi um ano diferente e um tanto quanto difícil em diferentes aspectos, então como foi para vocês criar e produzir um material novo em meio a uma pandemia, principalmente levando em consideração que um de vocês acabou contraindo o COVID-19?
KOKO: Ah, sim! Tem sido um pesadelo, se estivermos sendo sinceros. Mas todo mundo está no mesmo barco, então nós não podemos reclamar, nós apenas temos que permanecer unidos. Nós tínhamos tantas coisas planejadas para esse ano, mas o COVID tinha outros planos. Apenas saibam que nós estamos usando esse tempo para escrever o máximo que podemos e nos preparando para recomeçar assim que recebermos o sinal verde!

Meninos, acredito que todo artista tenha uma missão quando lança um novo projeto, então qual vocês diriam que é a mensagem que vocês gostariam de transmitir ao público com a música que vocês fazem?
KOKO: Apenas que nós queremos que todo mundo seja capaz de esquecer a vida diária durante aqueles três minutos em que estão escutando as nossas músicas, ou nos assistindo ao vivo. Se afastar do estresse e da vida normal de merda e apenas sorrir e dançar! Um show da Koko é mais que apenas um show normal, é construído para ser uma grande noite com a gente, onde eles podem ficar bem selvagens!

“All Together Now” é o segundo EP de vocês, e seguindo essa fórmula, vocês têm planos de lançar um álbum em algum momento em breve? Pensando em um quadro maior, quais são os planos da banda em relação ao futuro?
KOKO: Sim, um álbum está sempre em nossas conversas, mas por agora nós queremos apenas construir nossa fan base e deixar as pessoas saberem quem somos e sentimos que EPs sejam a melhor forma no momento. Nós apenas queremos chegar aos ouvidos do máximo de pessoas possível e fazer o máximo de shows ao redor do mundo. Nós amamos performar, então assim que pudermos voltar para o mundo lá fora, não terá como nos parar!

Quando falamos a palavra “colaboração”, qual nome surge na cabeça de vocês? Com quem gostariam muito de poder fazer uma parceria e trabalhar juntos?
KOKO: Bom, nós realmente amaríamos fazer algumas colaborações dançantes, como MK, Disclosure, 220 kid, ou Icarus!

E agora, apresentando a KOKO para alguém que está acabando de conhecer o grupo, como vocês se definiriam?
KOKO: Três rapazes fazendo música que vai te pegar pelos pés dançando e te deixar querendo ficar fora a noite inteira!

Vocês conhecem alguma coisa da música brasileira? Gostariam de tocar em alguma cidade brasileira?
KOKO: Rio de Janeiro seria insano! Nós amamos o Brasil já que todos estivemos aí um tempo atrás e honestamente mal podemos esperar para voltar!

Para finalizarmos, vocês gostariam de mandar uma mensagem para o público brasileiro que vai estar lendo essa entrevista e conhecendo um pouco mais sobre a KOKO?
KOKO: Apenas quero dizer um massivo “obrigado” por todo suporte, e fiquem preparados para mais um monte de músicas! Nós esperamos que todo mundo esteja em forma, saudáveis, e por favor, se cuidem!

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam KOKO, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

Mar Aberto
- PUBLICIDADE -