Entrevistamos Joalin sobre o EP “I’m The One” e carreira solo

Joalin
Foto: Divulgação

A cantora, dançarina e performer finlandesa Joalin, mais conhecida por seu trabalho no grupo Now United, acaba de estrear como solista com o EP que recebeu o título “I’m The One”.

Composto por quatro faixas, nesse projeto Joalin se aproxima de sua paixão pela música latina e mistura sonoridades em busca de um som autêntico e próprio. Para falar sobre o material, ela conversou com a Nação da Música, e durante o papo, que aconteceu via Zoom, ela confessou que os fãs brasileiros são os seus favoritos.

- ANUNCIE AQUI -

Entrevista por Katielly Valadão.
——————————— Leia a íntegra:
Já estamos quase em dezembro, então me conte, como 2022 te tratou?
Joalin: Muito, muito, muito bem! Bem demais! Foi um ano incrível, incrível.

Fico feliz em saber. E Joalin, quantos idiomas você fala?
Joalin: Inglês, espanhol e finlandês. Três.

- ANUNCIE AQUI -

Você fala três idiomas, então por que escolheu começar esse novo trabalho com canções em espanhol? Bom, eu sei que tem um pouquinho de inglês ali, mas é mais espanhol, né? Alguma razão em especial?
Joalin: Sim, sim! É porque o espanhol é o idioma que eu mais falei na minha vida. Eu já morei na Espanha, morei no México, então o finlandês não é o meu idioma mais forte, e o inglês eu aprendi quando estava mais velha, então o espanhol é o idioma com o qual cresci, o que escuto quase sempre, o reggeaton, a música latina. É tipo minha emotiove language.

Eu costumo dizer que é o idioma mais bonito que existe.
Joalin: Sim, sim, sim!

- ANUNCIE AQUI -

E as músicas estão muito bonitas, você fala sobre o amor, sobre amor próprio… Qual é a principal mensagem que você gostaria de deixar para as pessoas com essas músicas que está lançando?
Joalin: Que tudo é possível! Digo, não com as letras, mas com a minha música, o que eu quero é inspirar as pessoas para que sejam elas mesmas. Eu acredito que a minha música tem uma sonoridade muito própria minha, muito Joalin. Eu acredito que seja muito diferente de várias coisas que já existem e é o que é importante pra mim.

Eu quero ser real, quero ser eu e quero que as pessoas entendam que você não tem que ser melhor que outra pessoa, nem ser igual aos demais, mas sim que sendo quem você é, pode chegar o mais longe que quiser.

- PUBLICIDADE -

Além das canções, as pessoas estavam comentando muito sobre os vídeos. Os seus fãs gostaram muito dos clipes. Que parte você tem na criação e nos conceitos de tudo que está fazendo?
Joalin: Sou eu quem cria as ideias, ou seja, cada vídeo começa aqui, na minha cabeça. Por exemplo, “Angelito” eu trabalhei com um diretor, nos sentamos por quatro horas, tomamos um café e começamos a planejar o vídeo. Mas em “I’m The One”, o vídeo foi completamente gravado, planejado e feito por mim. Então depende um pouco de cada música. Mas em todos os vídeos eu sou a pessoa que tem a primeira ideia.

Eu suponho que seja muito bonita a transição entre ter trabalhado com um grupo de muitas pessoas e agora fazer um trabalho que é apenas seu, né? Qual você diria que tem sido o principal desafio e a principal conquista desse começo de carreira como cantora solista?
Joalin: Hmm, que pergunta boa! Para mim, o maior desafio acredito que seja por eu ser muito crítica comigo mesma, então nunca estou completamente feliz com nada. Então fazer uma música que seja suficientemente boa para lançar é algo muito difícil para mim! Eu tenho muitas canções, sinto que todas elas são boas, mas não suficientemente boas para lançar para o mundo. Então eu acho que esse é o meu maior desafio, confiar em mim, embora eu me ame e saiba que vou chegar longe, ainda assim eu também batalho para confiar em mim e no meu talento.

- ANUNCIE AQUI -

E também porque cantar é algo muito novo para mim, eu nunca me considerei uma boa cantora, e sigo sem me considerar boa em cantar. Então, para mim, é muito difícil aceitar que sou boa cantando [risos] e a minha maior conquista, não sei… fazer! Se me dissessem há quatro anos que eu iria cantar, eu diria ‘não! Nunca! Nunca vou fazer isso, cantar em frente as pessoas’. Então acho que essa é uma das maiores conquistas da minha vida, ser artista.

E você é! Tem uma voz muito bonita.
Joalin: Obrigada! [risos]

- ANUNCIE AQUI -

Você disse agorinha que tem muitas músicas, então como você escolheu as que entraram no EP?
Joalin: Não sei, as músicas me escolheram! [risos] não sei, eu sinto que quando escuto uma música, digo ‘ok, bom, é essa’. Não sei como explicar, é apenas um sentimento.

E de todas elas, tem uma que seja sua favorita? Uma que seja mais próxima do seu coração?
Joalin: Ai, é difícil responder essa, eu sinto que muda. Muda o tempo todo. No momento, é “I’m The One”, porque é a mais nova que saiu. Mas “Angelito’ sempre vai ser o meu primeiro filho, meu primeiro bebê. Mas é muito difícil escolher uma favorita. Eu acho que no futuro, quando eu tiver mais músicas, obviamente vão ter algumas que vou gostar mais, mas agora que só tenho quatro, todas estão no mesmo nível.

- ANUNCIE AQUI -

De onde vem as suas inspirações para compor e para criar? O que mais te inspira na vida?
Joalin: Minha vida! As coisas que acontecem comigo, os sentimentos. Eu sou uma pessoa muito, muito, muito sentimental, então quando eu entro no estúdio, me sento e começo a pensar nas coisas, escrevo daqui, do meu coração.

Tem alguém com quem você gostaria de trabalhar e fazer uma colaboração? Quem é a sua parceria dos sonhos?
Joalin: Não tenho uma parceria dos sonhos, mas eu sou uma pessoa muito comunicativa, eu gosto de conversar, então quando eu conheço pessoas que me inspiram, eu quero trabalhar com elas. Não importa se são famosos ou se estão apenas começando, eu quero trabalhar com pessoas que tenham a mesma ideia que eu e que me inspirem.

- ANUNCIE AQUI -

Mas, obviamente, se tenho que citar nomes, a Rosalía, Kali Uches, não sei, tem muitos artistas mexicanos de quem eu gosto como Natanael Cano, eu gostaria de trabalhar com ele. No Brasil eu conheci o Pablo Bispo e Ruxell, que são um escritor e um produtor, e quero trabalhar com eles também. Não sei, com todo mundo! [risos]

Em relação aos próximos planos, você já sabe o que vai fazer? Gostaria de fazer uma turnê ou algo assim?
Joalin: Não sei! Não sei nada, não tenho planos. No próximo ano eu só quero dedicar todo o tempo que puder fazendo música para ter mais coisas para lançar. E, claro, não sei quando, mas algum dia eu quero lançar um álbum. Vários, obviamente, mas quero começar a trabalhar em um álbum e viajar pelo mundo, conhecer as pessoas. Quero conhecer todas as pessoas que escutam a minha música e quero fazer mais shows. Embora ainda me dê muito medo, eu fico muito nervosa, mas eu gosto muito!

- ANUNCIE AQUI -

Me encantam os momentos na vida nos quais você sente sentimentos extremos, sabe? As coisas que nos dão medo, mas que ao mesmo tempo nos emocionam. Você sente como se fosse explodir e não consegue pensar em outra coisa, quero sentir isso muitas, muitas, muitas vezes no próximo ano.

São as melhores coisas na vida!
Joalin: Siiiim!

- ANUNCIE AQUI -

Tem algo sobre o seu projeto que você gostaria muito de dizer para as pessoas e que ninguém tenha te perguntado? Se você fosse a jornalista dessa entrevista, que pergunta se faria?
Joalin: Uau! Ai, não sei, que pergunta tão difícil! Deixa eu pensar… hm… é que já me perguntaram tudo… O que me faz feliz! O que me faz feliz na vida!

E o que te faz feliz na vida?
Joalin: [risos] ai, obrigada por perguntar! Que pergunta tão boa! [risos] nesse momento, a música, minha família e meus amigos. Mas poder fazer música, que é algo que nunca imaginei, me deixa muito, muito feliz. Estou conhecendo muitas pessoas que me inspiram muitíssimo e estou conhecendo pessoas que também têm sonhos e eu gosto muito disso porque sempre tive sonhos muito grandes e é muito difícil conhecer pessoas que tenham coragem de verdade de seguir seus sonhos, então, sim, sonhar e poder conquistar meus sonhos me deixa muito feliz.

- PUBLICIDADE -

E você ainda tem muitos sonhos a conquistar?
Joalin: Muitíssimos, muitíssimos [risos]

E bom, você esteve no Brasil pouco tempo atrás… O que achou dos fãs brasileiros?
Joalin: Eu os amo! São meus favoritos! Não diga a ninguém, mas são meus favoritos [risos] é que eles são muito… são extremamente fãs, me encantam. Eu fiz um show, quando subi no palco e vi todo mundo gritando e segurando cartazes, não sei, nunca me senti assim, comecei a chorar porque é incrível a paixão que os fãs brasileiros têm. Incrível.

E você costuma receber muitas mensagens deles nas redes sociais com coisas tipo “come to Brazil” o tempo todo?
Joalin: Sim! [risos] acho que é o que mais me mandam, “come to Brazil” e pronto [risos]

Então você gostaria de deixar uma mensagem especial para todas as pessoas que te acompanham no Brasil e para todos os seus fãs?
Joalin: Que eu os amo muito! E que vou voltar em breve para dar mais abraços neles e que em breve vou lhes dar mais músicas também. Continuem me escutando. E que eu os amo muito! Já disse isso, né? Mas bem, eu os amo muito [risos]

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Joalin, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e sua família. Não se esqueça que a vacinação contra a COVID já está disponível em todo o Brasil. Aqueles que já receberam a 1ª e a 2ª dose, lembrem-se de tomar a dose complementar e mesmo após vacinação completa, é necessário seguir as medidas de cuidado necessárias para contermos o coronavírus. Cuide-se!

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Katielly Valadão
Katielly Valadão
Jornalista apaixonada por palavras, cultura e entretenimento.