Entrevistamos Simple Plan sobre o novo álbum “Harder Than It Looks”

Simple Plan
Foto: Jordan Kelsey Knight / Divulgação
- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

A banda canadense Simple Plan vem se preparando para lançar um álbum que está guardado há dois anos. Intitulado “Harder Than It Looks”, o disco está marcado para chegar ao público no dia 6 de maio.

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

Para falar sobre o projeto, o vocalista Pierre Bouvier marcou uma chamada de voz com a Nação da Música na última terça-feira, (29). Após alguns minutinhos de atraso, recebi um SMS do próprio músico explicando o motivo: “Oi, aqui é o Pierre. Você poderia me ligar, por favor? Meu telefone está com problema para fazer ligações internacionais no momento“, dizia a mensagem.

- ANUNCIE AQUI -

Após eu sugerir uma pequena mudança de planos, ele prontamente aceitou que fizéssemos uma chamada de vídeo, na qual conversou casualmente da varanda de sua casa, pelo Zoom. Durante o papo, ele revelou alguns detalhes do futuro álbum, falou sobre as suas faixas favoritas, compartilhou alguns dos seus sonhos, contou boas memórias que guarda do Brasil e muito mais.

- ANUNCIE AQUI -

Entrevista por Katielly Valadão.
——————————— Leia a íntegra:
Oie, Pierre!
Pierre: Olá, como você está?

- ANUNCIE AQUI -

Estou muito bem, e você, como vai?
Pierre: Eu estou bem. Me desculpe pelo problema, meu telefone está estranho, não sei…

Ah, não se preocupe! Não é problema algum. Olha, antes de começarmos, posso te falar uma coisa primeiro?
Pierre: Claro!

- ANUNCIE AQUI -

Eu só queria dizer que estou muito honrada de estar falando com você porque o Simple Plan é uma das minhas bandas favoritas de todos os tempos. Você tem sido a trilha sonora da minha vida há 17 anos e eu estou muito feliz, então…
Pierre: Oooh, obrigado!

…obrigada pelo seu tempo!
Pierre: Claro! Isso é incrível! Eu fico realmente agradecido.

- PUBLICIDADE -

Então podemos começar?
Pierre: Podemos!

Já faz um bom tempo desde que vocês lançaram um álbum, e durante esse período, muita coisa mudou, tanto na banda como no mundo. O David saiu, a pandemia começou, entre tantas outras coisas. Tendo tudo isso em mente, qual foi o maior desafio na construção desse álbum?
Pierre: Bom, o engraçado é que esse álbum foi feito antes da pandemia. Então nós terminamos de gravá-lo no começo de 2020, e assim que nós terminamos tudo, a pandemia começou. Então, na verdade, nós fizemos o álbum em um mundo mais normal, antes de que tudo isso acontecesse. Era para ele ser lançado no verão de 2020 e a nossa turnê foi cancelada por causa do Covid, todas essas coisas começaram a acontecer ao redor do mundo, então nós meio que decidimos esperar e lançar depois.

- ANUNCIE AQUI -

Então nós só esperamos, esperamos, esperamos, esperamos… e em determinado momento, nós percebemos que essa pandemia seria mais longa do que nós esperávamos, e parecia não ter um momento melhor que o agora. Então nós começamos a lançar um pouquinho ano passado e continuamos esse ano. E é isso.

Digo, além do mundo estar diferente, a maior diferença para nós, é que nós apenas pausamos e esperamos, sabe? E a maioria de nós… bom, todos nós temos filhos, então nós queríamos estar presentes para os nossos filhos durante essa pandemia, quando eles não podiam ir para a escola e estavam precisando mais de nós em casa. Então nós só meio que colocamos o Simple Plan de lado por um minuto e nos focamos nas nossas famílias, mas agora é hora de voltar!

- ANUNCIE AQUI -

O álbum se chama “Harder Than It Look”, que parece ser uma frase bem forte. Por que vocês escolheram esse título e como ele representa a nova fase do Simple Plan?
Pierre: Eu acho que nós sempre tentamos fazer títulos engraçados, sabe? Nós tivemos um álbum em 2007 ou 2008, que foi o self-titled (homônimo), e em todos os outros álbuns, nós sempre tentamos colocar um título engraçado, meio que inspirados no estilo de álbuns divertidos do Blink-182. E é, nós tentamos achar algo que representa… que representa quem nós somos agora!

Além disso, eu acho que também é uma espécie de retrospectiva sobre todo o trabalho que é necessário para estar aqui hoje, para ainda estar aqui, ainda ser uma banda a essa altura. Eu acho que nós olhamos para isso, e muitas pessoas imaginam que estar em uma banda é uma vida de astro de rock, que você apenas farreia, faz tudo… sabe? Que você apenas toca música, festeja e se diverte.

- ANUNCIE AQUI -

Mas muito disso é trabalho! Entende? Muito disso é ter que gerenciar os relacionamentos dentro da banda, descobrir o que você precisa fazer, escrever músicas boas, cuidar dos seus fãs, focar em tantas coisas para chegar aqui. Então era tipo uma daquelas piadas em que você pode dizer “is harder than it looks” (em português, “é mais difícil do que parece”) chegar até aqui.

Mas além disso, na língua inglesa, é uma daquelas piadas que pode ter insinuação sexual [Pierre leva as mãos ao ar para fazer um sinal de aspas], tipo “harder than it looks, that’s what she said!” (mais duro do que parece, isso é o que ela diz). [risos]

- ANUNCIE AQUI -

Eu achei incrível! [risos] Pierre, suas letras têm sido uma forma de expressão para toda uma geração, eu diria. Elas validam muitos sentimentos e as pessoas encontram conforto nessas composições ano após ano. Então quando você está escrevendo novas músicas, você chega a sentir um peso de responsabilidade ou algum tipo de pressão sabendo que essas letras vão perdurar por tanto tempo ou isso apenas vem naturalmente?
Pierre: Eu acho que nós definitivamente olhamos… eu acho que nós sempre… hmmm… eu espero que a maioria dos artistas realmente se importem com o que eles colocam no mundo, mas eu posso falar apenas por nós, e nós definitivamente somos perfeccionistas. Nós queremos garantir que estejamos orgulhos de cada uma das notas que lançamos, de cada uma das palavras.

E eu definitivamente sinto algum tipo de responsabilidade. Digo, até um certo ponto, eu sinto… não uma responsabilidade, mas eu quero que os nossos fãs ouçam um álbum e sintam como se ele estivesse lá por eles, emocionalmente, sabe? Que ele possa ajudá-los durante um período difícil.

- ANUNCIE AQUI -

É muito o que o Simple Plan tem sido desde o começo, sabe? Nós olhamos para músicas como “Perfect”, “Welcome to My Life” ou “Untitled”, todos os tipos de música no decorrer da nossa carreira, que eu acho que nós gostamos de pôr ênfases no sofrimento e em como superá-lo. E quando você sente que não tem nada, que não tem nenhuma conexão, que não tem ninguém lá por você, eu espero que a música possa estar lá por você!

E é nisso que nós estávamos pensando quando escrevemos músicas como “The Antidote”, “Ruin My Life”, “Congratulations” e a próxima que vai sair, que se chama “Wake Me Up (When This Nigthmare’s Over)”. Todas essas canções, eu acho que estamos torcendo… No decorrer dos anos, nós falamos com muitos dos nossos fãs, quer seja pelas redes sociais ou pessoalmente, e muitos deles precisam da música e usam a música como uma espécie de salva-vidas para atravessar tempos difíceis.

- ANUNCIE AQUI -

Então nós definitivamente sentimos um pouco de responsabilidade, de uma boa maneira, em escrever músicas que esperançosamente vão ajudar as pessoas a passar por coisas difíceis, a escapar! Ter alguns momentos de escape, de encontrar um lugar seguro e reconfortante, onde você possa se sentir bem e falar “ok, minha vida não está saindo como o planejado, não está como eu queria que estivesse, mas eu vou ficar bem”, sabe como?

Sim, eu definitivamente sei! E com base nos novos singles, com base em algumas das suas entrevistas recentes, nós vamos ter vários elementos do rock e do punk nesse novo álbum, o que as pessoas chamam de “old Simple Plan”. Você concorda quando dizem isso? Você tem essa mesma perspectiva em relação ao seu próprio trabalho?
Pierre: Hmmm… eu acho que muitas pessoas, quando ouviram as novas músicas, elas disseram “parece com o primeiro álbum do Simple Plan”. Eu realmente não concordo, mas o que eu acho que importa é que tem esse tipo de sentimento em relação ao que o Simple Plan é, sabe? Para mim, o álbum parece com o que nós somos, não se parece com algo estrangeiro, com algo que estamos tentando adaptar. Então eu posso ver isso!

- PUBLICIDADE -

Mas eu acho que muitas vezes, quando as pessoas dizem… eu acho que talvez tenha algumas similaridades com o segundo álbum e… É, eu consigo ver isso! Eu acho que posso concordar e discordar. Tem definitivamente uma evolução, tem algumas coisas que nós… [nesse momento começa a tocar um som no quintal do Pierre, então ele pede licença, entra em casa e começa a andar pelo cômodo segurando a câmera do celular] eu preciso sair daqui, só um segundo!

- ANUNCIE AQUI -

Tem algo que nós estamos usando no nosso som agora que nós não usávamos, mais produções que estão lá. Tem similaridades, eu posso concordar, mas ao mesmo tempo tem uma evolução. [Ele sai da visão da câmera enquanto procura um novo banco para sentar e continuarmos a conversa] eu ainda estou aqui, eu consigo te ouvir!

Tem algo de tão único e honesto em relação ao Simple Plan e em relação a tudo que vocês fazem. Como já disse, sou uma grande fã. Vocês construíram um legado muito bonito. Agora que estão lançando um novo álbum, quando você olha para trás, o que te deixa mais orgulhoso em relação a sua carreira e a trajetória da banda?
Pierre: Eu acredito que o fato de que nós ainda estamos aqui! Eu acho que o fato de que nós ainda temos uma fanbase sólida. Eu acho que nós fomos muito afortunados de ter muito sucesso no começo, e acho que a parte mais difícil de ter sucesso, é tentar segurá-lo, tentar permanecer relevante e tentar fazer bons álbuns que as pessoas gostem.

Eu acredito que muitas vezes as pessoas têm um álbum hit, e no próximo o pessoal está tipo “ah, eu não gostei tanto desse”. Então é difícil permanecer relevante e ter músicas que os seus fãs vão gostar tanto quanto gostam das outras, sabe? E eu acho que nós conquistamos isso com muitos álbuns. Eu acho que tem bandas por aí, as que chamamos de “one-hit wonders” (em português, artistas com apenas um hit de sucesso) e isso é um tipo de maldição. Você não quer ser um desses.

Embora seja legal ter um grande hit, você quer ser capaz de ter mais de um. Você quer ter muitos álbuns que as pessoas gostem. Então é isso que me deixa mais orgulhoso, o fato de ainda estarmos aqui, ainda estarmos fazendo álbuns. Eu olho os nossos números no Spotify e nos serviços de streaming, nós ainda estamos indo bem! Então estar juntos por todo esse tempo, ter a idade que temos e ainda poder sair em turnês… longevidade é o que mais me orgulho.

E falando nos fãs, você fez muitas lives durante a pandemia, se aproximou da fanbase online e até viralizou no TikTok com “I’m Just a Kid”…
Pierre: Isso!

Como foi para você ficar tanto tempo longe dos fãs e dos palcos? Você acha que tudo isso te aproximou ainda mais deles online? 
Pierre: Sim! Eu acho que isso realmente ajudou a manter a banda – e a ideia de quem nós somos como banda – no primeiro plano da minha mente, sabe? Eu acho que teria sido muito difícil se nós não tivéssemos ferramentas como o Instagram, TikTok, Twitter e todas aquelas lives que nós fizemos. Se nós não tivéssemos isso, e fôssemos forçados a não sair em turnê por dois anos, eu sinto que teria esquecido quem o Pierre do Simple Plan é, entende?

Mas poder me conectar com as pessoas diariamente, fazer esse tipo de coisas e realmente mergulhar no universo do TikTok, me ajudou a continuar conectado a quem eu sou na banda. Porque eu realmente sou duas pessoas. Eu sou o Pierre da banda e eu também sou o Pierre de casa, sabe? E às vezes é difícil ir e vir, especialmente se você não fizer isso por muito tempo.

Às vezes, quando saio em turnê após muito tempo sem fazer isso, eu tenho muita ansiedade quando tenho que subir no palco e fico tipo “wow, eu não posso fazer isso! Eu estou acostumado a levar minhas crianças para a escola e essa é minha vida agora”. Então foi bom poder explorar isso através das redes sociais e continuar conectado com a nossa banda e com os nossos fãs. É, vai ajudar muito. Eu sinto que vai ser bom voltar para a estrada, mas sinto que não perdi contato por causa das ferramentas como as redes sociais.

Voltando ao novo álbum, você tem uma faixa favorita nele? Pode dizer qual é e a razão?
Pierre: Hm… [pensa por vários segundos] eu realmente gosto de “Congratulations”, que saiu recentemente. E tem uma música chamada “A Million Pictures of You”, ou eu acho que se chama apenas “Million Pictures”, e é uma das minhas favoritas, eu não sei porquê. Eu simplesmente apenas gosto muito. É uma música de amor.

É meio assustadora [risos] porque é sobre tirar um milhão de fotos da pessoa pela qual você está apaixonado e você só quer tirar fotos dela, então é um pouco estranha, mas eu amo a maneira como ela soa, amo as melodias dela, e eu acho que tudo combinou muito bem. Tem um bom sentimento. Sempre que estou dirigindo meu carro, eu coloco essa para tocar. Então eu gosto muito dela.

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Pierre, você conquistou tantas coisas nos últimos 20 anos. Vocês cresceram, mudaram, agora estão independentes (sem gravadora), né?
Pierre: Isso!

Você ainda tem muitos sonhos que deseja realizar, tanto na indústria musical como também na sua própria fanbase?
Pierre: [faz um som de aprovação para a pergunta e fica pensando por um bom tempo] sim, eu acho que nós sempre estamos famintos por mais, sabe? Eu acho que o legal sobre essa banda é que nós tivemos muito sucesso, mas nós nunca fomos massivos. Nós nunca fomos como o Foo Fighters ou o Green Day ou o Blink-182. Nós nunca ficamos grandes assim. O que significa que nós sempre estamos famintos por mais. Estamos sempre tipo “oh, nós poderíamos ser maiores, poderíamos ter um som maior”.

Então eu acho que os sonhos que eu tenho no futuro, são talvez ter outra música hit, uma música que vai ser reconhecida ao redor do mundo, que vai sair bem. Eu também amaria trabalhar como produtor. Eu tenho produzido o Simple Plan por muito tempo, tenho produzido minhas próprias demos e tenho feito coisas para outras pessoas também, e essa é uma parta da minha vida na qual eu gostaria de trabalhar mais.

Eu gosto do processo criativo, eu tenho um estúdio em casa, eu gosto de escrever para outras pessoas e fazer esse tipo de coisa. Então é, eu acho que ter uma música bem-sucedida no Simple Plan e também desenvolver a minha carreira como produtor.

Eu acredito que seja de senso comum que os fãs brasileiros são diferentes de tudo…
Pierre: Oh, são! [risos]

E tem tanto tempo desde que vocês estiveram aqui! Eu sei que isso é super clichê, mas também sei que os fãs amam saber essas coisas, então tem alguma memória bonita sobre o Brasil que você guarda com carinho, que te faz sorrir todas as vezes que você pensa nela e que você gostaria de compartilhar com os fãs brasileiros?
Pierre: Eu amo tocar shows aí, eu amo viajar por aí. Eu lembro que passei a primeira ou segunda vez que fui para o Brasil, acho que foi a segunda, minha esposa foi comigo e nós passamos uma semana no Rio, em diferentes lugares, e apenas aproveitamos a cultura lá. Foi louco porque na época nós éramos realmente grandes no Brasil.

Então quando nós íamos para algum lugar, nós tínhamos fãs nos seguindo, então era meio louco. Mas foi realmente bom na época. Foram umas pequenas férias muito boas para nós dois. Eu também aproveitei…

Nós tínhamos um cara que trabalhava com a banda na época, eu não sei porque estou esquecendo o nome dele agora… hm… Rafael? Ele estava trabalhando com a banda, nós o colocávamos no palco, e ele fazia um bar com caipirinha. Ele ficava misturando bebidas em cima do palco. E isso é algo que eu lembro que foi tão divertido! Eu amo essa bebida porque ela representa o Brasil para mim, passar um tempo nas praias, então foi uma época muito boa.

Então podemos esperar vê-los aqui em algum momento em breve?
Pierre: Sim! Provavelmente não esse ano. Nós temos muito trabalho agendado e não temos nada no Brasil, mas sem dúvida nós queremos levar esse álbum para o Brasil e tocar shows para os fãs brasileiros, assim que a oportunidade surgir. Eu acredito que provavelmente ano que vem.

Vocês precisam voltar para Brasília, que é onde eu moro! [risos] vocês vieram aqui apenas uma vez, mas eu estava lá e foi o melhor show da minha vida, juro!
Pierre: Ah, é?! Que legal! Sim, foi muito bom! Eu amo ir em novos lugares e nós só estivemos em Brasília uma vez, mas eu amaria ir mais. O Brasil é um lugar muito especial para o Simple Plan, eu sei que temos muitos fãs aí, então amaria fazer mais shows, com certeza.

Pierre, tem algo mais sobre o álbum que você amaria nos contar e que ninguém ainda tenha te perguntado?
Pierre: Eu não sei se as pessoas me perguntam, mas grande parte do álbum foi gravada aqui, na minha casa. Foi gravada aqui no meu estúdio, nós fizemos alguns vocais aqui, tocamos algumas guitarras. E eu produzi boa parte do álbum com um amigo meu que é um excelente engenheiro e produtor e foi muito legal! Eu finalmente pude colocar meu nome nele, sabe?

Eu estive meio que produzindo a banda desde o começo. “Meio”. Mas eu nunca cheguei a realmente ser um produtor, então nesse álbum eu perguntei para os caras se estaria okay se eu produzisse algumas das músicas, e eles estavam de boa com isso, então isso foi muito divertido para mim!

É tão bom saber disso! Pierre, eu amaria continuar falando com você por muito tempo, mas nós só tínhamos esses 15 minutos… [risos]
Pierre: [risos]

Mas nem preciso dizer que os fãs brasileiros são loucos por vocês, então você poderia, por favor, mandar uma mensagem especial para todo mundo aqui?
Pierre: Claro! Eu estou tão ansioso para voltar ao Brasil! Eu sei que já tem muito tempo. Obviamente a pandemia nos prendeu em casa por dois anos, mas nós amamos todos os nossos fãs no Brasil. Muito obrigado [em português], muito obrigado por serem incríveis e eu mal posso esperar para ver vocês, para ir em todos os lugares que já fomos, e, quem sabe, em outros mais.

Nós amamos vocês! Os fãs brasileiros são tão apaixonados e nós vemos vocês em todos os lugares do mundo, sempre carregando uma bandeira, sempre sendo incríveis. Então obrigado pelo apoio de vocês ao longo dos anos e mal posso esperar para vê-los em breve! [Pierre faz o símbolo de paz e amor com a mão esquerda]

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Simple Plan, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e sua família. Não se esqueça que a vacinação contra a COVID já está disponível em todo o Brasil. Aqueles que já receberam a 1ª e a 2ª dose, lembrem-se de tomar a dose complementar e mesmo após vacinação completa, é necessário seguir as medidas de cuidado necessárias para contermos o coronavírus. Cuide-se!

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Jornalista apaixonada por palavras, cultura e entretenimento.