Entrevista: Peter Garrett, do Midnight Oil, fala da turnê no Brasil e mais

A banda australiana Midnight Oil lançou seu primeiro disco em 1978, mas em 2002 encerrou suas atividades. Recentemente, o grupo se reuniu para fazer uma turnê mundial e estão atualmente no Brasil.

A Nação da Música teve a oportunidade de falar com Peter Garrett, que além de vocalista da banda esteve muito envolvido com a política da Austrália nos últimos anos, tendo sido até eleito para uma cadeira no congresso australiano. O artista comentou sobre a turnê, seu envolvimento com a política e deixou uma mensagem de conscientização.

Perguntas feitas por Andressa Oliveira e entrevista feita por Ana Bellucci.

————————————————————————————————————— Leia a íntegra

Depois de muito tempo vocês voltaram ao Brasil. Vocês comentaram que nosso país sempre marcou vocês. Foi por isso que escolheram o Brasil como o primeiro país a receber a turnê fora da Austrália?

Peter Garrett: É um lugar incrível! Temos muitas lembranças boas. Nós viemos pela última vez há uns 20 anos. Todo mundo é tão animado, cantam alto, dançam com as músicas… Nós já estivemos em muitos lugares, como Estados Unidos e Europa, mas nunca sentimos tanta ‘diferença’ em tocar para um lugar específico. E também, com toda essa situação política atual, nós queríamos voltar e ter essa ‘conversa’ sobre política com o público, nós acreditamos que é muito importante. América do Sul é um lugar muito especial e muito simples, adoramos isso. Nós realmente queríamos voltar.

Vocês já se apresentaram em Porto Alegre e em Curitiba. O que estão achando da turnê? Como está sendo a recepção do público até agora?

Peter Garrett: Tem sido incrível! Aqui é um lugar muito vibrante, as pessoas mais velhas, que nos acompanham, foram nos assistir e algumas ainda levaram as crianças juntas… Mas jovens também foram conferir. Tem sido muito especial. É bacana ver isso após tantos anos. É lindo!

As bandas e artistas sempre comentam sobre o público brasileiro. Vocês têm alguma história que marcou a banda? De alguma apresentação que aconteceu aqui?

Peter Garrett: Ah! Nós tivemos tantos momentos especiais. Muitos mesmo… É tão incrível. Desde passear, conhecer a verdadeira cultura [do Brasil], até nos apresentar e encontrar aquele público maravilhoso, sabe. Todo mundo muito empolgado, dançante. Conhecemos muitas pessoas maravilhosas. Sempre temos ótimos momentos aqui.

O que mais motivou vocês para voltarem a tocar juntos como banda e fazer essa turnê?

Peter Garrett: Nós estávamos fazendo alguns trabalhos paralelamente, eu estive envolvido bastante na política… Cada um em seu projeto diferente do outro. Mas nós percebemos o quão sortudo éramos por ter essa banda, por termos conquistado tudo isso até agora. Nós voltamos pela vontade mesmo, sem nenhuma outra preocupação e estamos muito felizes por poder fazer isso de novo, adoramos a companhia um do outro.

Vocês planejam lançar músicas novas? O que os fãs podem esperar?

Peter Garrett: Essa é uma boa pergunta! [risos] … É realmente uma boa pergunta. [pausa]. Eu acho que estamos planejando. Nós lançamos recentemente alguns CDs originais, com músicas de 30 anos, remasterizados; foram um DVD com material inédito. Nossas músicas já abordavam todos estes temas que estão em questão hoje dia: política, meio ambiente. Música que as pessoas ainda podem se identificar hoje em dia. Mas é algo que temos em mente sim, não sabemos dizer para quando exatamente ou se acontecerá de fato. É um longo processo.

Gostaria de deixar alguma mensagem para os leitores da Nação da Música?

Peter Garrett: Que linda pergunta! Estejam cientes sobre o que está acontecendo no mundo, sobre política, sobre as pessoas que estão envolvidas nisso… Os políticos que estão no poder… Tomem cuidado! São questões muito importantes. Vejam o que está rolando, olhem em volta, ajudem os outros, se juntem como uma comunidade.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte o Midnight Oil e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram

COMPARTILHAR
Andressa Oliveira
Metade campograndense, metade paulistana, jornalista e apaixonada por música. Escreve para o Nação da Música desde 2012, estuda música desde pequena, é obcecada por reality shows musicais, odeia atender telefone, mas não vive sem seu celular. Seriados, livros e comida também não podem faltar em sua vida.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!