Baixista do Muse explica a dispensa de batidas eletrônicas em “Drones”

muse

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

Chris Wolstenholme, baixista do Muse, contou em entrevista ao Spotify o motivo da banda ter dispensado as influências eletrônicas em seu último álbum “Drones”, que alcançou o topo do UK Charts pela quinta vez.

- ANUNCIE AQUI -

“Chegamos ao ponto em que as coisas foram se tornando mais e mais difíceis de tocar ao vivo. Foi uma verdadeira dor de cabeça com certas músicas do último álbum para tentar trabalhar todos os arranjos para tocar ao vivo.” disse Wolstenholme.

- ANUNCIE AQUI -

“Eu acho que para esse álbum nós decidimos que era importante talvez voltar para onde nós começamos de um modo e somente nos concentrarmos em um guitarrista, um baixista e um baterista e ver o quão longe nós poderíamos levar isso”, adicionou.

- ANUNCIE AQUI -

Não deixe de curtir a nossa página no Facebook, e acompanhar as novidades do Muse e da Nação da Música. Assista a entrevista completa aqui.

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- ANUNCIE AQUI -