Beyoncé lança álbum “Cowboy Carter”

beyoncé
Foto: Blair Caldwell

Na sexta-feira (29), a cantora Beyoncé divulgou o aguardado álbum inédito “Cowboy Carter” nas plataformas digitais, que conta com o hit #1 “Texas Hold ‘Em” e um total de 27 faixas.

Este é o oitavo disco de estúdio da artista, sucessor do aclamado “Renaissance”, de 2022, e foi produzido exclusivamente por ela. Em suas canções, presta homenagem ao passado, honrando os pioneiros musicais no Country, Rock, Clássico e Ópera.

- ANUNCIE AQUI -

“A alegria de criar música é que não há regras” diz Beyoncé. “Quanto mais vejo o mundo evoluindo, mais sinto uma conexão mais profunda com a pureza. Com inteligência artificial, filtros digitais e programação, eu queria voltar aos instrumentos reais, e usei alguns muito antigos. Eu não queria algumas camadas de instrumentos como cordas, especialmente guitarras e órgãos perfeitamente afinados. Mantive algumas músicas cruas e mergulhei no folclore. Todos os sons eram tão orgânicos e humanos, coisas do dia a dia como o vento, estalos e até o som de pássaros e galinhas, os sons da natureza.”

“Cowboy Carter” conta com remakes de clássicos como “BLACKBIRD” dos Beatles e “JOLENE” de Dolly Parton e também criações como “SWEET HONEY BUCKIN”, “RIIVER DANCE” e “II MOST WANTED”.

- ANUNCIE AQUI -

“Meu processo é que normalmente tenho que experimentar”, diz Beyoncé. “Gosto de estar aberta para ter a liberdade de colocar para fora todos os aspectos das coisas que amo, então trabalhei em muitas músicas. Gravei provavelmente 100 músicas. Depois disso, consigo montar o quebra-cabeça e perceber as consistências e os temas comuns, e então criar um trabalho sólido.”

Beyoncé envolveu-se com um grupo incrível de colaboradores, incluindo The-Dream, Pharrell, NO I.D., Raphael Saadiq, Ryan Tedder, Ryan Beatty, Swizz Beatz, Khirye Tyler, Derek Dixie, Ink, Nova Wav, Mamii, Cam, Tyler Johnson, Dave Hamelin e Shawn “JAY-Z” Carter para encontrar os segredos em cada música. O processo, que às vezes levou anos de trabalho, frequentemente significava combinar partes de diferentes gravações, mudar a instrumentação aqui, adicionar uma caixa de bateria ali, para chegar ao lugar perfeito no momento certo.

- ANUNCIE AQUI -

“Este álbum levou mais de cinco anos”, diz ela. “Foi realmente ótimo ter tempo e graça para poder trabalhar nele. Inicialmente, eu ia lançar o COWBOY CARTER primeiro, mas com a pandemia, havia muito peso no mundo. Queríamos dançar. Merecíamos dançar. Mas tive que confiar no tempo de Deus.”

O trabalho inclui também contribuições de uma impressionante lista de artistas como vocalistas, músicos e oradores, incluindo Dolly Parton, Willie Nelson, Linda Martell, Stevie Wonder, Chuck Berry, Miley Cyrus, Post Malone, Jon Batiste, Rhiannon Giddens, Nile Rodgers, Robert Randolph, Gary Clark Jr., Willie Jones, Brittney Spencer, Shaboozey, Reyna Roberts, Tanner Adell e Tiera Kennedy.

- PUBLICIDADE -

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Beyoncé, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e sua família. Não se esqueça que a vacinação contra a COVID já está disponível em todo o Brasil. Aqueles que já receberam a 1ª e a 2ª dose, lembrem-se de tomar a dose complementar e mesmo após vacinação completa, é necessário seguir as medidas de cuidado necessárias para contermos o coronavírus. Cuide-se!



Caso este player não carregue, por favor, tente acessa-lo clicando aqui. Siga a NM no Instagram e Twitter

- ANUNCIE AQUI -
Jornalista e apaixonada por música desde que se conhece por gente.